Rude Boy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Rude Boy"
Single de Rihanna
do álbum Rated R
Lançamento Estados Unidos 5 de Março de 2010
(veja abaixo o histórico de lançamento)
Formato(s) CD single, download digital, rádio
Gravação 2009
Gênero(s) Ragga, pop, dancehall
Duração 3:42
Gravadora(s) Def Jam
Composição Mikkel S. Eriksen, Tor Erik Hermansen, Ester Dean, Makeba Riddick, Rob Swire, Robyn Fenty
Produção StarGate, Rob Swire
Certificação(ões) Austrália - ARIA 2× Platina
Reino Unido - BPI Ouro
(veja abaixo a lista completa de certificações e vendas)
Informações sobre o vídeo musical
Gravação 28 de janeiro de 2010
Lançamento 11 de Fevereiro de 2010
Diretor(es) Melina Matsoukas
Duração 3:45
Cronologia de singles de Rihanna
"Stranded (Haiti Mon Amour)"
(2010)
"Rockstar 101"
(2010)

"Rude Boy" é uma canção da cantora Rihanna para o seu quarto álbum de estúdio, Rated R. Foi escrita por Mikkel S. Eriksen, Tor Erik Hermansen, Ester Dean, Makeba Riddick, Rob Swire e pela própria Rihanna, sendo produzida pela equipa Stargate e Rob Swire. Foi lançado como segundo single mundial do álbum, e terceiro nos Estados Unidos a 9 de Fevereiro de 2010 nas rádios norte-americanas, e a 22 de Fevereiro de 2010 como single físico no Reino Unido.

Fundo musical e lançamento[editar | editar código-fonte]

Rihanna disse à revista Q que a canção é "sobre o ambiente de rua, bad boys que algumas raparigas querem ter. Há perigo e festa".[1]

Nos Estados Unidos, a canção começou a ser reproduzida no dia 9 de Fevereiro de 2010, e no Reino Unido foi lançada no formato CD single no dia 22 do mesmo mês.[2][3]

Estilo e arte[editar | editar código-fonte]

Na capa do single, Rihanna segura num letreiro onde é visível o nome da música, "Rude Boy". Esta mesma placa, está a cobrir o corpo nu da cantora, apenas mostrando os seus braços e pernas. A sua indumentária apenas consiste num chapéu e botas pretas, e ainda está com um cigarro na boca. No lado direito, está o "R" metálico, usado na capa frontal do álbum, Rated R.[4]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
About.com 3 de 5 estrelas.[5]
Billboard 80[6]
Digital Spy 4 de 5 estrelas.[7]

The Guardian denominou a canção como o "centro do álbum" e disse que a música "apela ao estilo vocal de Rihanna, mal-humorada, gelada, monótona - única entre o panteão de divas de R&B". Nick Levine da Digital Spy considerou a música uma boa "acompanhante para a noite". Ainda comparou a sonoridade da canção às faixas do seu álbum antecessor, Good Girl Gone Bad, diferenciando apenas o estilo mais "ameaçador" revelado. Para Levine é considerado o momento mais "cativante" do álbum, um "prazer de dancehall" de forma "escandalosa, prometendo transformar o seu próprio corpo".[7] Michael Menachem da Billboard diz que com esta música é entregue uma letra e som "provocadores até à data" pela cantora.[6] Mais uma vez, a faixa é comparada a M.I.A. e às suas "referências na cultura pop", misturando com o estilo jamaicano, ska e dancehall.[6] Bill Lamb da About.com achou que este seria um "fantástico single de estreia do álbum", dizendo ainda que é a canção "mais directa e envolvente de todo o trabalho".[5] No entanto, Lamb critica que a sensação fria "está-se a esgotar" e que a cantora parece "ter regredido no seu som".[5]

Vídeo musical[editar | editar código-fonte]

O vídeo foi dirigido por Melina Matsoukas, e a cantora disse que consistia num estilo diferente dos seus vídeos anteriores, afirmando que tem um estilo jamaicano.[8] Estreou no canal oficial da cantora no VEVO, a 10 de Fevereiro de 2010.[9] A produção é bastante comparada à do vídeo de M.I.A., "Boyz", devido às imagens psicadélicas, tendências coloridas e animais. Demonstra bastantes padrões coloridos, e apenas um a preto e branco de zebra, em que a cantora se encontra sentada numa.[10] A própria comentou que o vídeo era diferente das produções anteriores:[11]

Recepção pela crítica[editar | editar código-fonte]

Letra da canção

Peter Gicas da E! avaliou o vídeo como uma "explosão excessiva de cores vibrantes", afirmando que a cantora ter-se-à inspirado no trabalho do falecido Andy Warhol. Também deu a certeza da abundância de "movimentos sensuais", fazendo homens "questionar a sua masculinidade", dando a entender que o vídeo transmite uma mensagem "se és capaz, experimenta!".[12] Daniel Kreps da Rolling Stone fez novamente a comparação ao vídeo de M.I.A., realçando a maneira como a cantora posa para as câmaras, "emprestando o seu estilo". Disse ainda que, "fez um óptimo trabalho, e que compensou o aumento de orçamento para implementar o estilo dancehall jamaicano que inspirou M.I.A., e desta vez, Rihanna".[13] Simon Vozick-Levinson da Entertainment Weekly, assimilou o facto de "Rude Boy" vir mudar a tendência "pesada" dos dois vídeos anteriores, "Russian Roulette" e "Wait Your Turn". Elogiou a "explosão selvagem e confronto de cores", salientando mais uma vez a estética parecida à de M.I.A. Ainda classificou o vídeo como "uma festa selvagem, com leões, zebra e outros seres humanos".[14] O The Guardian disse que só poderia ser um vídeo de Rihanna, "ela sabe dançar, sabe cantar, e sabe ser sensual". Ainda disseram, que "amam" o estilo transmitido no teledisco, usando "estampas de animais e equipamentos próprios".[15] Jocelyn Vena da MTV disse "que mais uma vez, Rihanna tinha provado o seu alto sentido de moda", afirmando ainda que o vídeo tem "um pouco de humor".[16]

Actuações ao vivo[editar | editar código-fonte]

A primeira interpretação da canção foi feita no Pepsi Super Bowl Fan Jam, um pequeno excerto de 01:28, a 4 de Fevereiro de 2010, transmitido no canal VH1.[17] A actuação completa foi feita no programa televisivo The Ellen Degeneres Show que foi transmitido a 15 de Fevereiro de 2010.[18]

Faixas e formatos[editar | editar código-fonte]

CD single[19]
N.º Título Duração
1. "Rude Boy" (Versão single) 3:42
Duração total:
6:84
Download digital da Austrália
N.º Título Duração
1. "Rude Boy"   3:43
2. "Rude Boy" (Instrumental) 3:43
Duração total:
6:86
Dance Remixes (CD Promo)
N.º Título Duração
1. "Rude Boy" (Album Version) 3:43
2. "Rude Boy" (Wideboys Radio Edit) 3:17
3. "Rude Boy" (Chew Fu Radio Edit) 4:08
4. "Rude Boy" (Low Sunday Radio Edit) 3:22
5. "Rude Boy" (Wideboys Club Mix) 6:00
6. "Rude Boy" (Chew Fu Extended) 6:38
7. "Rude Boy" (Jonathan Peters Club Mix) 7:07
8. "Rude Boy" (Low Sunday Club Mix) 6:30
9. "Rude Boy" (Wideboys Dub) 6:00
10. "Rude Boy" (Jonathan Peters Dub) 6:49

Desempenho nas tabelas musicais[editar | editar código-fonte]

A 24 de Janeiro de 2010, a canção entrou pela primeira vez numa tabela musical, na UK Singles Chart na quinquagésima segunda posição, a menos de um mês do seu lançamento físico, e subiu à 28ª posição. A 27 de Janeiro de 2010 estreou-se no Canadian Hot 100 na nonagésima nona posição.

Precessão e sucessão[editar | editar código-fonte]

Precedido por:
"Replay" por Iyaz
UK R&B Chart, primeira posição
21 de Fevereiro de 2010 - 27 de Fevereiro de 2010
Sucedido por:
"In My Head" por Jason Derülo
Precedido por:
"In My Head" por Jason Derülo
Australian Singles Chart
7 de Março de 2010 - 21 de Março de 2010
Sucedido por:
"Hey, Soul Sister por Train
Precedido por:
"In My Head" por Jason Derülo
UK Download Chart
7 de Março de 2010 - 14 de Março de 2010
Sucedido por:
"Pass Out" por Tinie Tempah
Precedido por:
"Troublemaker" por Arashi
"Telephone" por Lady Gaga e Beyoncé
World Singles Chart
18 de Março de 2010 - 17 de Abril de 2010

8 de Maio de 2010

Sucedido por:
"Telephone" por Lady Gaga e Beyoncé
indefinido
Precedido por:
"Break Your Heart" por Taio Cruz com Ludacris
Billboard Hot 100
18 de Março de 2010 - 31 de Abril de 2010
Sucedido por:
"Nothin´ On You" por B.O.B com Bruno Mars
Precedido por:
"Need You Now" por Lady Antebellum
Billboard Radio Songs
10 de Abril de 2010 -
Sucedido por:
indefinido
Precedido por:
"Morning After Dark" por Timbaland com Soshy
Bulgaria Singles Top 40
11 de Abril de 2010 -
Sucedido por:
Indefinido
Precedido por
-
Single número 1 no Billboard Brasil São Paulo Hot Songs[30]
Junho a Julho de 2010
Sucedido por
-

Histórico de lançamento[editar | editar código-fonte]

País Data Formato Editora discográfica
 Estados Unidos 9 de Fevereiro de 2010[31][32] Rádio urbana e contemporânea Def Jam
 Alemanha 19 de Fevereiro de 2010[19] CD single
 Reino Unido 22 de Fevereiro de 2010[3]

Referências

  1. «"Rude Boy Songfacts"» (em inglês). Song Facts. Consultado em 29 de Janeiro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  2. «"Playlist"» (em inglês). Galaxy. Consultado em 29 de Janeiro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  3. a b «"Singles reviews"» (em inglês). Digital Spy. Consultado em 29 de Janeiro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  4. «"Official cover for Rihanna single "Rude Boy""» (em inglês). Loft 965. Consultado em 29 de Janeiro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  5. a b c Bill Lamb. «"Rihanna - "Rude Boy""» (em inglês). About.com. Consultado em 11 de Março de 2010 
  6. a b c Michael Menachem. «"Rihanna, 'Rude Boy'"» (em inglês). Billboard. Consultado em 7 de Março de 2010 
  7. a b Nick Levine. «"Rihanna: 'Rude Boy'"» (em inglês). Digital Spy. Consultado em 18 de Fevereiro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  8. David Balls. «"Rihanna: 'Rude Boy video has Jamaican feel'"» (em inglês). Digital Spy. Consultado em 29 de Janeiro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  9. «"Rude Boy Premiere"» (em inglês). Def Jam Recordings. Consultado em 11 de Fevereiro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  10. Redacção IOL. «"Rihanna: 'Rude Boy video has Jamaican feel'"». IOL Música. Consultado em 12 de Fevereiro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  11. «"Rihanna: 'Rude Boy' Video Premiere!"» (em inglês). Just Jared. Consultado em 12 de Fevereiro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  12. Peter Gicas. «"Does Rihanna's "Rude Boy" Video Measure Up? "» (em inglês). E!. Consultado em 12 de Fevereiro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  13. Daniel Kreps. «"Rihanna Borrows From M.I.A.'s "Boyz" for "Rude Boy" Video"» (em inglês). Rolling Stone. Consultado em 12 de Fevereiro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  14. Simon Vozick-Levinson. «"Rihanna throws a crazy, colorful party in her 'Rude Boy' video"» (em inglês). Entertainment Weekly. Consultado em 12 de Fevereiro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  15. «"New music video: Rihanna – Rude Boy"» (em inglês). The Guardian. Consultado em 12 de Fevereiro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  16. Jocelyn Vena. «"Rihanna Shows Her True Colors In 'Rude Boy' Video"» (em inglês). MTV. Consultado em 12 de Fevereiro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  17. «"Rihanna Performs Mini Concert For Pepsi Super Bowl Fan Jam"» (em inglês). Neon Limelight. Consultado em 13 de Fevereiro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  18. «"Rihanna to perform "Rude Boy" on Ellen Monday, Feb. 15!"» (em inglês). RihannaNow. Consultado em 17 de Fevereiro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  19. a b «"Releases » Details"» (em inglês e alemão). Rihanna.de. Consultado em 1 de Fevereiro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  20. a b c d e f g h i j k l m n o p q «"Rihanna - Rude Boy"» (em inglês). aCharts.us. Consultado em 29 de Janeiro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  21. a b c «"RIHANNA - RUDE BOY (SONG)"» (em inglês). Danish Charts. Consultado em 7 de Março de 2010 
  22. «Brazil Hot 100 Airplay». Billboard Brasil. 79. Brasil: Nielsen Business Media, Inc. 1 de Maio de 2010. p. 2. ISSN 977-217605400-2 Verifique |issn= (ajuda) 
  23. a b c d e f g «"Hot 100"» (em inglês). Billboard. Consultado em 25 de Fevereiro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  24. «"European Hot 100"» (em inglês). Billboard. Consultado em 7 de Março de 2010 
  25. «"R&B Chart"» (em inglês). The Official Charts Company. Consultado em 29 de Janeiro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  26. «"Top 50 Singles Chart"» (em inglês). ARIA. Consultado em 31 de Dezembro de 2009 
  27. «"Hitlisten.NU Track Top-40: Uge # 19-2010"» (em dinamarquês). Hitlisterne. Consultado em 6 de Junho de 2010 
  28. «Gold / Platinum Albums» (em inglês). Radioscope. Consultado em 30 de Março de 2010 
  29. «Certified Awards Search » Rude Boy» (em inglês). BPI. Consultado em 1 de Maio de 2010 
  30. "Brasil Hot Regional". Billboard Brasil (Brasil: BPP) (2): 86. Agosto de 2010. ISSN 977-217605400-2
  31. «"Radio dates"» (em inglês). Radio and Records. Consultado em 29 de Janeiro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  32. «"Radio dates 2"» (em inglês). Radio and Records. Consultado em 29 de Janeiro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)