Love the Way You Lie

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Love the Way You Lie"
Single de Eminem com a participação de Rihanna
do álbum Recovery
Lançamento 9 de agosto de 2010 (2010-08-09)
Formato(s) CD single
Gravação 2010;
54 Sound, Effigy Studios
(Ferndale, Michigan)
Sun Studios
(Dublin, Irlanda)
Género(s) Hip-hop, R&B
Duração 4:15
Editora(s) Shady, Aftermath, Interscope
Composição Marshall Mathers, Alexander Grant, Holly Hafermann
Produção Alex da Kid
Cronologia de singles de Eminem
Cronologia de singles de Rihanna

"Love the Way You Lie" é uma canção do rapper Eminem, para o seu sétimo álbum de estúdio, Recovery. Conta com a participação da cantora barbadense Rihanna. Foi confirmado como segundo single oficial pela MTV,[1] sendo que na semana anterior à notícia, a canção alcançou o topo da Billboard Digital Songs devido às 338,000 descargas digitais compradas,[2] e na mesma semana que coincidiu com o lançamento do disco esteve no topo das vendas da loja on-line, iTunes.[3] O seu lançamento ocorreu em 9 de Agosto de 2010 no Reino Unido e na restante Europa, 17 do mesmo mês nos Estados Unidos e três dias depois na Alemanha. Foi escrita por M. Mathers, A. Grant, H. Hafferman e produzida por Alex da Kid. É composta num ritmo de balada, com género de hip-hop. A música fala sobre as consequências e a passagem por uma relação de círculo de violência, que se pode misturar em várias vertentes, como o amor e ódio súbitos. Esse single vendeu mais de 9,3 milhões downloads e esteve entre os dez mais vendidos de 2010, de acordo com o ranking da IFPI.[4]

Críticos contemporâneos atribuíram opiniões positivas à canção, com a maioria deles expectantes pelo resultado da colaboração entre os dois artistas. Desde então, alcançou a primeira posição na Billboard Hot 100, Canadian Hot 100, ARIA Singles Chart, New Zealand Top 40 e Denmark Singles Top 40. Obteve a segunda posição na Noruega e no Reino Unido. No vídeo musical, existe uma troca de cenários, entre um lado violento e um lado apaixonado de uma relação, fazendo jus à canção que fala sobre as quebras e motivações de um círculo de violência doméstica.

Foi certificado com cinco discos de platina pela ARIA,[5] e duas vezes platina pela RIANZ[6] Foi interpretada pela primeira vez ao vivo no festival T in the Park, na Escócia.[7]

Faixas e outras versões[editar | editar código-fonte]

O CD single da música é composto por duas faixas, a primeira trata-se da versão de álbum de "Love the Way You Lie" e a segunda é uma versão ao vivo do primeiro single de Recovery, "Not Afraid".[8] A canção recebeu outras versões por outros artistas, como foi o exemplo de Taylor Momsen da banda The Pretty Reckless em Agosto de 2010 para a rádio BBC Radio 1, no festival Live Lounge, misturada com "Islands" por The XX.[9] Cher Lloyd do programa britânico The X Factor interpretou-a na final da sétima temporada.[10]

CD single
N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Love the Way You Lie" (versão do álbum) M. Mathers, A. Grant, H. Hafferman 4:23
2. "Not Afraid" (ao vivo no T in the Park) M. Mathers, M. Samuels, L. Resto, J. Evans, M. Burnett, M. McFahn 6:54
Duração total:
10:77

Conceção[editar | editar código-fonte]

Alex da Kid, o produtor da faixa, revelou que tinha sido gravada em dois dias com Eminem, e que o rapper já tinha em mente convidar Rihanna como vocalista convidada.[11] Eminem comentou, "[A canção] Eu fiz com a Rihanna, é uma daquelas faixas em que eu senti que só ela poderia fazer funcionar, só ela a poderia fazer."[12] A canção foi enviada para a editora da cantora pela equipa de Em, que concordou em fazer a parceria:[11]

A cantora também falou numa entrevista com a "Access Hollywood" sobre a sua colaboração com o rapper:[13]

Estilo musical e composição[editar | editar código-fonte]

A canção foi composta numa chave de sol menor e com 114 batidas por minuto.

Problemas para escutar este arquivo? Veja a ajuda.

"Love the Way You Lie" foi escrita por M. Mathers, A. Grant e H. Hafferman.[14] A faixa foi construída em dueto, incluindo os versos de Rihanna no refrão e de Eminem nas partes introdutórias. A canção inicia com a artista a cantar o refrão em forma de melodia, que rapidamente se torna num beat de balada na transição para as palavras do rapper. A música é uma representação "bruta" do círculo abusivo de violência doméstica,[15] tratando do exemplo de uma relação em que abusador e a vítima têm esperança que o agressor irá mudar, portanto, estão dispostos a suportar e tentar novamente.[15] Durante a faixa, é perceptível que existe um círculo vicioso de violência, que desencadeia com a fase inicial de lua-de-mel e de conhecimento, e após o término da mesma, o agressor revela-se sinais de descontrolo e violência.[15] A música é definida no tempo de assinatura comum com um metrónomo de 114 batidas por minuto. Composta na chave de sol menor com o alcance vocal que vai desde da nota baixa de Si bemol3, para a nota de alta de 5. A canção segue a progressão de acordes de Sol menor-Fá menor-Si menor-Mi menor nos versos e Dó menor-Ré menor no efeito de coro.[14]

A letra da balada, trata de Rihanna a cantar e representar uma vítima feminina que sofre de violência doméstica, enquanto que Eminem encarna o individuo agressor da relação, descrevendo a maneira como se desenrola este tipo de relacionamentos abusivos.[16] Os críticos apontaram o significado da letra às experiências passados dos dois artistas, provocando "intensidade" e "dor" a quem ouvir o som.[17]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
About.com 5 de 5 estrelas.[18]
BBC Radio 1 4 de 5 estrelas.[19]
Billboard Positiva[20]
Digital Spy 4 de 5 estrelas.[21]
Unreality Shout 5 de 5 estrelas.[22]

A canção recebeu uma recepção muito positiva dos críticos contemporâneos. Michael Menachem da revista Billboard atribuiu uma revisão positiva dizendo, "o refrão de Rihanna é estranhamente melódico e surpreendentemente esperançoso, complementando o tumulto de Em, escuro e introspectivo. O produtor Alex da Kid tem um dom para a integração da instrumentação clássica, cimentando aqui a história com uma mancha, um soco midtempo repercussivo que mostra os dois actores em plano de igualdade."[20] Nick Levine da Digital Spy atribui quatro estrelas de cinco à música, considerando que a faixa faz parte do conceito de "recuperação de Eminem pela relação desfuncional com a ex-mulher, bem visível em todo o álbum, começando pelo nome, Recovery".[21] A BBC Radio 1 também avaliou com quatro de cinco estrelas, dizendo que "não é uma letra autobiográfica […] É um dos voos de fantasia de Eminem, ainda que numa situação muito real. Claramente, compreende a psicologia também, e pode expressar os sentimentos, com enorme clareza. Rihanna desempenha um papel importante".[19]

Bill Lamb da About.com atribui as estrelas máximas, cinco, afirmando que "poucos artistas podem verdadeiramente causar arrepios pela espinha acima quando se ouve as suas palavras, e Eminem tem esse dom. (…) Eminem, com uma assistência de Rihanna, prova mais uma vez porque é considerado um artista verdadeiramente lendária."[18] Jayson Rodriguez da MTV concluiu que a canção era um "lamento" por parte dos artistas de "uma relação abusiva".[23] O editor afirma ainda que ""Love the Way You Lie" é o mais próximo que Eminem tem que pode ser chamado de canção de amor na sua carreira, e, ironicamente, é realmente sobre um relacionamento violento." Rodriguez comentou que era crucial a participação de Rihanna no som, "equilibrando os versos carregados".[23] Em crítica ao disco do rapper, Mike Schiller do PopMatters disse que era "como se Eminem estivesse tentando dizer-nos que pode, na verdade, separar a fantasia da realidade, e que a realidade pode ser muito feia."[24] O Unreality Shout atribuiu cinco estrelas máximas, e referiu que "quando a música aprofunda a vida pessoal de algumas estrelas da música, encontra-se muitas vezes os mesmos a cantar na terceira pessoa. O resultado é uma versão muito ligeiramente emocionalmente distante do que poderia ser. (…) É uma coisa profunda, um requer uma enorme coragem para fazer algo como isso, e continuam a ser relevantes e credíveis."[22]

Vídeo musical[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Joseph Kahn dirigiu o vídeo gravado a 20 de Julho em Los Angeles.[25][26] Nesse mesmo dia, foi revelado exclusivamente pela E! que a actriz Megan Fox, que duou os honorários da participação para uma instituição de caridade,[27] e o actor Dominic Monaghan iriam participar no enredo.[28] A 22 de Julho de 2010 foram reveladas fotos das gravações, mostrando Rihanna em frente a uma casa a arder.[29] A 24 de Julho de 2010, Kahn actualizou a sua página no Twitter dizendo, "And that's a wrap! Eminem/Rhianna (sic) premieres in a week!"[30][31] Dois dias depois, a confirmação que os dois actores protogonizariam o vídeo veio através de fotos dos dois a beijarem-se numa espécie de esplanada.[31] À MTV, Dominic Monaghan explicou o conceito do vídeo:[32]

Dias depois, findas as gravações do vídeo musical Eminem falou sobre a experiência de trabalhar com o director, a cantora Rihanna e os actores Dominic e Megan:[33]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Eminem e Rihanna a observarem a casa em chamas na penúltima cena do vídeo, habitação caracterizada pelas consequências de uma relação abusiva.

O vídeo musical tem mais de quatro minutos,[33] e conta a história de dois amantes, interpretados por Megan Fox e Dominic Monaghan, cuja paixão se torna violenta, e a sua relação oscila entre o êxtase e a agonia.[34] Começa com Rihanna a cantar em frente a uma casa em chamas,[35] seguindo-se de cenas em que Megan Fox está sentada numa sala com uma chama nas palmas das mãos.[34] Depois, Eminem começa a recitar os seus versos num longo campo. As transições são feitas em torno de dois amantes, seguindo-se a cena em que Fox e Dominic Monaghan estão deitados na cama a dormir. A jovem acorda primeiro, e depois vê o nome "Cindy" escrito na mão do namorado e um número de telefone abaixo. Com raiva, a actriz acorda e consequentemente o actor também, e as cenas de violência e de fazer amor entrelaçam-se, entre ameças de abandono e juras de amor, mostrando os extremos que a sua relação amorosa toma.[34]

O segundo verso, começa com um flash-back de como o casal se conheceu: num bar. A atracção foi instantânea, e segue-se de uma uma cena em que Dominic rouba uma garrafa de vodka de uma loja de conveniência. As transacções do vídeo são feitas entre memória do casal na época em que juravam amor eterno, e entre as cenas de violência que protagonizavam ao longo da agitada relação. Um dos exemplos, quando Monaghan atinge um homem na cabeça devido ao estar a conversar com Fox numa mesa de snooker, em transição com uma cena que mostra os dois amantes no chão do quarto a trocar carinhos.[34]

No final do segundo verso, Eminem junta Rihanna, actuando em frente da casa em chamas. Com o avançar do vídeo, assiste-se a mais cenas de guerra entre o casal, nomeadamente percorrendo a casa, depois de terem estado a olhar intensamente. O membro masculino da relação, começa a tirar coisas ao chão e tenta novamente agredir a companheira, o que resulta no deflagrar de chamas em toda a casa. A chama eventualmente abrange Fox, Monaghan e Eminem em três instâncias distintas. Na última cena, o rapper e a cantora assistem atentamente ao arder da habitação, enquanto que depois regressa-se à primeira cena em que os dois namorados estão a dormir serenamente.[34]

Lançamento e recepção[editar | editar código-fonte]

Um dia após as gravações, foram colocadas na Internet algumas fotos das gravações, em que mostravam Rihanna e Eminem juntos, e depois apenas algumas da cantora a actuar sozinha em frente a uma casa a arder.[36] Nos dias seguintes, foram reveladas mais fotografias, inclusive dos dois actores que protagonizaram o vídeo, e a data marcada para a revelação oficial foi marcada para a última semana de Julho, o que acabou por não acontecer.[37] A estreia ocorreu exclusivamente na MTV e no Vevo a 5 de Agosto de 2010,[38] sendo que umas horas antes foi publicado pelo sítio Rap Radar uma previsão de dezasseis segundos do vídeo musical.[39] Essa pequena visualização demonstra as cenas de Eminem no campo, e o casal a dormir enquanto que Fox acorda, furiosa após descobrir o nome de outra mulher e o seu contacto escritos na mão do namorado.[39] O vídeo musical foi considerado um "fenómeno on-line", ganhando mais de 15 milhões de visitas em dois dias, obtendo o título de "Best 60 Hour Gainer Rate" na história do YouTube.[40]

Rochell Thomas da estação MTV refere que o vídeo "alerta para o círculo vicioso dos casos de abuso doméstico". Realçando ainda, bem como parte de toda a média, o facto de estarem presentes experiências passadas de Eminem e Rihanna em relação a casos abusivos.[41][42] Stephanie Nilva, directora executiva do centro de reabilitação de abusos sexuais traumáticos Day One, disse ao canal que o mais importante "era o tópico de aviso aos casais mais jovens que é onde decorrer grande parte destes casos de violência". Nilva ainda explicou que a mensagem estava bem construída, "lembrando que ninguém quer um relacionamento como o deles".[41] Whitney Pastorek da Entertainment Weekly afirmou que o vídeo era "um óptimo tópico de discussão e bastante poderoso", chegando à conclusão que a moral da história é, claramente, "que roubar vodka é errado. Mas será que é errado assumir a responsabilidade pela sua dramatização da violência doméstica? E sabendo tudo o que sabemos sobre a vida pessoal Rihanna (e Eminem), é essa colisão da realidade e clareza do mundo da fama ou apenas estranho?"[43] No sítio oficial da revista Rap-Up, foi colocado uma revisão do projecto, dizendo que "a arte imita a realidade", referindo ainda, novamente, os casos anteriores de violência doméstica de Eminem e Rihanna e que neste trabalho colaborativo "tentam de alguma forma, combater esses traumas das relações agitadas que viveram".[33] Mariel Concepcion do tablóide norte-americano Billboard referiu que as imagens alertam para "o perigo deste tipo de relações" e que o teledisco "enfatiza os danos de um relacionamento abusivo e, indiretamente, transmite a mensagem de que é melhor sair antes que seja tarde demais".[44] Jozen Cummings do The Wall Street Journal apreciou a maneira como foi transmitido "os traumas dos dois artistas através de outras personagens" e que a ideia "ficou bem clara".[45] No entanto, também surgiram opiniões mistas e/ou negativas, como a de Zoe Chace do NPR, referiu que o vídeo está bastante bem produzido, mas que não gosta "de ver Rihanna "sustentando" Eminem desta maneira", afirmando que gosta da cantora e tem "saudades da era de "Umbrella" em que a participação de Jay-Z foi mais enriquecedora".[46]

Sequela[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Love the Way You Lie (Part II)

Eminem e Rihanna gravaram a sequela para "Love the Way You Lie", desta vez com a cantora como vocalista principal, mostrando o conceito da música numa perspectiva feminina.[47] Rihanna disse numa entrevista para a MTV que inicialmente era "totalmente contra" a produção da sequela, pois "sentia que a original não podia ser batida".[48] Contudo, mais tarde a cantora concordou em gravar "Love the Way You Lie (Part II)" para vigorar no seu quinto álbum de originais, Loud, e disse na mesma entrevista que esta segunda parte é mais "despojada" que a original com os cantores simplesmente acompanhados pelo piano e tambores.[48] Uma versão em piano, excluindo os versos de Eminem é faixa bónus do disco da artista na iTunes Store. Rihanna interpretou a canção ao vivo durante a cerimónia de 2010 dos American Music Awards, em conjunto com os seus singles, "Only Girl (In the World)" e "What's My Name?".[49] Na semana de lançamento de Loud, a faixa estreou-se na 19ª posição da tabela musical Canadian Hot 100.

Desempenho nas tabelas musicais[editar | editar código-fonte]

Posições[editar | editar código-fonte]

Tabelas musicais (2010) Melhor
posição
 Austrália - ARIA Charts[50] 1
 Áustria - Austria Singles Top 75[51] 1
 Bélgica - Belgium Singles Top 50 (Flandres)[50] 1
 Bélgica - Belgium Singles Top 50 (Valônia)[50] 1
 Canadá - Canadian Hot 100[52] 1
 Dinamarca - Denmark Singles Top 40[51] 1
 Estados Unidos - Billboard Hot 100[52] 1
 Estados Unidos - Billboard Digital Songs[52] 1
 Estados Unidos - Billboard Pop Songs[52] 1
 Estados Unidos - Billboard Radio Songs[52] 1
 Irlanda - Ireland Singles Top 50[51] 1
Mundo - World Singles Top 40[51] 1
 Noruega - Norway Singles Top 20[51] 1
 Nova Zelândia - New Zealand Top 40[50] 1
 Reino Unido - UK Singles Chart[53] 2
 Reino Unido - UK R&B Chart[54] 1
 Suécia - Sverigetopplistan[55] 1
Suíça - Media Control AG[51] 1

Certificações[editar | editar código-fonte]

País Certificador Certificação Vendas
 Austrália ARIA 5× Platina[5] +350.000
 Nova Zelândia RIANZ 2× Platina[6] +30.000
 Estados Unidos RIAA[56] 11× Platina +10.000.000

Histórico de lançamento[editar | editar código-fonte]

País Data Formato Editora discográfica
 Reino Unido[57] 9 de Agosto de 2010 CD single Polydor
União Europeia[58]
 Estados Unidos[59] 17 de Agosto de 2010
 Alemanha[8] 20 de Agosto de 2010 Interscope

Referências

  1. Gil Kaufman (30 de junho de 2010). «How Did Eminem's Recovery Have Such A Big Debut?». MTV. Consultado em 1 de Julho de 2010 
  2. Keith Caulfield (30 de junho de 2010). «Eminem's 'Recovery' Explodes At No. 1 on Billboard 200 With 741,000». Billboard. Consultado em 1 de Julho de 2010 
  3. Bill Lamb (23 de junho de 2010). «Eminem and Rihanna Top iTunes With "Love the Way You Lie"». About.com. Consultado em 1 de Julho de 2010 
  4. «IFPI divulgou o Digital Music Report 2011». abpd. 20 de janeiro de 2011. Consultado em 21 de janeiro de 2011 
  5. a b «ARIA Charts - Accreditations - 2011 Singles» (em inglês). ARIA. Consultado em 14 de Julho de 2011 
  6. a b «Latest Gold / Platinum Singles - RadioScope New Zealand» (em inglês). RIANZ. Consultado em 25 de Julho de 2010 
  7. «Eminem plays first European show since 2005 at T In The Park». Entertainment Weekly. 10 de julho de 2010. Consultado em 14 de Agosto de 2010 
  8. a b «Love The Way You Lie (2-Track) (Single)» (em inglês). Amazon.de. Consultado em 6 de Agosto de 2010 
  9. «Taylor Momsen sings sultry cover of Eminem and Rihanna's Love The Way You Lie» (em inglês). Metro. Consultado em 30 de Dezembro de 2010 
  10. Stuart Heritage (4 de dezembro de 2010). «The X Factor live blog: Club classics week» (em inglês). The Guardian. Consultado em 30 de Dezembro de 2010 
  11. a b James Dinh (21 de junho de 2010). «Rihanna Tells Story Behind Eminem Duet, 'Love The Way You Lie'» (em inglês). MTV. Consultado em 5 de Setembro de 2010 
  12. Gil Kaufman (2 de junho de 2010). «Eminem Talks Lil Wayne, Rihanna And Pink Recovery Collabos» (em inglês). MTV. Consultado em 5 de Setembro de 2010 
  13. James Dinh (27 de julho de 2010). «Rihanna Says Eminem Collabo Was 'Something That Needed To Be Done'» (em inglês). MTV. Consultado em 5 de Setembro de 2010 
  14. a b «"Digital Sheet Music — Eminem - Love The Way You Lie"» (em inglês). Music Notes. Consultado em 5 de Setembro de 2010 
  15. a b c «'Love the Way You Lie' speaks the truth» (em inglês). The Daily O'Collegian. 2 de setembro de 2010. Consultado em 5 de Setembro de 2010 
  16. Dan DeLuca (20 de agosto de 2010). «Touring Rihanna shows she's unwilling to play victim» (em inglês). Philly.com. Consultado em 5 de Setembro de 2010 
  17. Mawuse Ziegbe (12 de agosto de 2010). «Rihanna Fans Are Sure 'Love The Way You Lie' Is About Chris Brown» (em inglês). MTV. Consultado em 5 de Setembro de 2010 
  18. a b Bill Lamb. «Eminem - "Love the Way You Lie" featuring Rihanna» (em inglês). About.com. Consultado em 5 de Setembro de 2010 
  19. a b Fraser McAlpine (14 de julho de 2010). «Eminem feat. Rihanna, "Love the Way You Lie"» (em inglês). BBC Radio 1. Consultado em 5 de Setembro de 2010 
  20. a b Michael Menachem. «Eminem feat. Rihanna, "Love the Way You Lie"» (em inglês). Billboard. Consultado em 5 de Setembro de 2010 
  21. a b Nick Levine. «Eminem ft. Rihanna: 'Love The Way You Lie'» (em inglês). Digital Spy. Consultado em 5 de Setembro de 2010 
  22. a b Mike Schiller (22 de junho de 2010). «Single Review: Eminem ft. Rihanna - 'Love The Way You Lie'» (em inglês). About.com. Consultado em 5 de Setembro de 2010 
  23. a b Jayson Rodriguez (8 de junho de 2010). «Eminem, Rihanna Lament Abusive Relationship In 'Love The Way You Lie'» (em inglês). About.com. Consultado em 5 de Setembro de 2010 
  24. Mike Schiller (22 de junho de 2010). «Eminem: Recovery» (em inglês). About.com. Consultado em 5 de Setembro de 2010 
  25. «Rihanna Bares Bikini Body in Las Vegas» (em inglês). Rap-Up. 18 de julho de 2010. Consultado em 6 de Agosto de 2010 
  26. «Eminem & Rihanna To Film Love The Way You Lie Video» (em inglês). MTV. 19 de julho de 2010. Consultado em 6 de Agosto de 2010 
  27. Daniel Sperling (7 de agosto de 2010). «Fox donates Eminem music video fee» (em inglês). Digital Spy. Consultado em 7 de Agosto de 2010 
  28. Marc Malkin (20 de julho de 2010). «Megan Fox, Dominic Monaghan to Get Hot in Eminem and Rihanna Video?» (em inglês). E!. Consultado em 6 de Agosto de 2010 
  29. «Eminem & Rihanna's Video Pics Hit The Web» (em inglês). MTV. 22 de julho de 2010. Consultado em 6 de Agosto de 2010 
  30. Joseph Kahn (24 de julho de 2010). «Twitter / Joseph Kahn: And that's a wrap! Eminem/ …"» (em inglês). Twitter. Consultado em 6 de Agosto de 2010 
  31. a b James Montgomery (26 de julho de 2010). «Megan Fox, Dominic Monaghan Caught Kissing For Eminem Video» (em inglês). MTV. Consultado em 7 de Agosto de 2010 
  32. Gil Kaufman (5 de agosto de 2010). «Eminem And Kim's Rocky Past Inspired 'Love The Way You Lie' Video» (em inglês). MTV. Consultado em 7 de Agosto de 2010 
  33. a b c Miriam Di Nunzio (7 de agosto de 2010). «Rihanna-Eminem video sparks controversy» (em inglês). Chicago Sun-Times. Consultado em 7 de Agosto de 2010  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "revRap" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  34. a b c d e Shaheem Reid (5 de agosto de 2010). «Eminem And Rihanna's 'Love The Way You Lie' Video: Love On Fire» (em inglês). MTV. Consultado em 7 de Agosto de 2010 
  35. «Megan Fox em videoclip de Eminem e Rihanna» (em inglês). Correio da Manhã. 6 de agosto de 2010. Consultado em 7 de Agosto de 2010 
  36. «Rihanna & Eminem: 'Love The Way You Lie' Video Preview!» (em inglês). Just Jared. 21 de julho de 2010. Consultado em 7 de Agosto de 2010 
  37. «Eminem to Debut 'Love the Way You Lie' Video in a Week» (em inglês). IMDb. 26 de julho de 2010. Consultado em 7 de Agosto de 2010 
  38. Kara Warner (4 de agosto de 2010). «Eminem's 'Love The Way You Lie' Video Premieres Thursday On MTV» (em inglês). MTV. Consultado em 7 de Agosto de 2010 
  39. a b «Video Preview: Eminem "Love The Way You Lie"» (em inglês). Rap Radar. 5 de agosto de 2010. Consultado em 7 de Agosto de 2010 
  40. Kristina Lopez (8 de agosto de 2010). «Eminem's 'Love the Way You Lie' hits 15 million views in two days» (em inglês). OnTheRedCarpet.com. Consultado em 9 de Agosto de 2010 
  41. a b Rochell Thomas (6 de agosto de 2010). «Eminem's 'Love The Way You Lie' Warns Of The Cycle Of Abuse» (em inglês). MTV. Consultado em 7 de Agosto de 2010 
  42. Rochell Thomas (6 de agosto de 2010). «Video - Eminem et Rihanna : découvrez leur clip Love the way you lie avec Megan Fox et Dominic Monaghan !» (em francês). Premiere.fr. Consultado em 7 de Agosto de 2010 
  43. Rochell Thomas (6 de agosto de 2010). «Eminem's 'Love the Way You Lie' video: Is it depiction of domestic violence too much?» (em inglês). Entertainment Weekly. Consultado em 7 de Agosto de 2010 
  44. Mariel Concepcion (5 de agosto de 2010). «Eminem Tackles Abuse In 'Love The Way You Lie' Clip» (em inglês). Billboard. Consultado em 7 de Agosto de 2010 
  45. Jozen Cummings (5 de agosto de 2010). «'Love the Way You Lie' Video: Eminem and Rihanna Team Up» (em inglês). The Wall Street Journal. Consultado em 7 de Agosto de 2010 
  46. Zoe Chace (6 de agosto de 2010). «New Eminem And Rihanna Video: A Bad Situation Getting Worse» (em inglês). NPR. Consultado em 7 de Agosto de 2010 
  47. Latifah Muhammad (19 de outubro de 2010). «Rihanna and Eminem to make a Love the Way You Lie sequel» (em inglês). The BoomBox. Consultado em 30 de Dezembro de 2010 
  48. a b «Rihanna worried about Eminem duet sequel» (em inglês). WENN/Toronto Sun. 30 de outubro de 2010. Consultado em 30 de Dezembro de 2010 
  49. Mawuse Ziegbe (21 de novembro de 2010). «Rihanna Opens American Music Awards With Island Flavor» (em inglês). MTV News. Consultado em 30 de Dezembro de 2010 
  50. a b c d «EMINEM FEAT. RIHANNA - LOVE THE WAY YOU LIE (SONG)». Hung Medien. Consultado em 1 de Julho de 2010 
  51. a b c d e f «Eminem and Rihanna - Love The Way You Lie». aCharts.us. Consultado em 1 de Julho de 2010 
  52. a b c d e «Love the Way You Lie - Eminem feat. Rihanna». Billboard. Consultado em 1 de Julho de 2010 
  53. «Archive Chart » Week 26». The Official Charts Company. Consultado em 1 de Julho de 2010 
  54. «Archive Chart » Week 26». The Official Charts Company. Consultado em 1 de Julho de 2010 
  55. «EMINEM FEAT. RIHANNA - LOVE THE WAY YOU LIE (SONG)». Hung Medien. Consultado em 2 de Julho de 2010 
  56. «Searchable Database». Recording Industry Association of America. Consultado em 17 de outubro de 2011 
  57. «Love The Way You Lie: Eminem Rihanna» (em inglês). Amazon.co.uk. Consultado em 26 de Julho de 2010 
  58. «LOVE THE WAY YOU LIE - CD-S» (em inglês). CDGO. Consultado em 26 de Julho de 2010 
  59. «Love The Way You Lie (Single)» (em inglês). Amazon.com. Consultado em 6 de Agosto de 2010