Sebastián Ribas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sebastián Ribas
Informações pessoais
Nome completo Sebastián César Helios Ribas Barbato
Data de nasc. 11 de março de 1988 (27 anos)
Local de nasc. Montevidéu, Uruguai
Nacionalidade Uruguai uruguaia
Itália italiana
Altura 1,87 m
Canhoto
Informações profissionais
Clube atual Chipre Anorthosis Famagusta
Número 9
Posição Atacante
Clubes de juventude
1996–2003
2004–2005
Uruguai Bella Vista
Itália Venezia
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
2005–2006
2006–2008
2007
2008–2011
2011–
2012
2012–2013
2013
2014–
Uruguai Juventud
Itália Internazionale
Itália Spezia (emp.)
França Dijon[1]
Itália Genoa
Portugal Sporting (emp.)[2]
França Monaco (emp.)
Equador Barcelona SC (emp.)
Chipre Anorthosis Famagusta (emp.)
00017 000(6)
00001 000(0)
00004 000(0)
00114 00(50)
00000 000(0)
00005 000(0)
00000 000(0)
00000 000(0)
Seleção nacional
2005 Flag of Uruguay.svg Uruguai (Sub-17)

Sebastián César Helios Ribas Barbato, mais conhecido como Sebastián Ribas (Montevidéu, 11 de março de 1988). é um futebolista uruguaio que atua como atacante. Atualmente, joga pelo Anorthosis Famagusta.

Sebastián Ribas é filho do ex-treinador do Peñarol e do Venezia Julio César Ribas, e também tem o passaporte italiano, devido a sua mãe ter nascido em Palermo, na Itália.[3]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Ribas iniciou a sua carreira jogando pelo Juventud de Las Piedras. Durante sua primeira temporada, ele atuou em 17 jogos marcando seis gols pelo clube.

Internazionale[editar | editar código-fonte]

Em seguida, ele assinou com a Inter de Milão por um valor não revelado. Ribas fez sua primeira partida pelo clube na Coppa Italia, no jogo de volta, em uma vitória por 2 a 0 sobre o Empoli, em 17 de janeiro de 2007. Ribas marcou seu primeiro gol pela Inter de Milão contra o Atalanta, também pela Coppa Italia. Como suas oportunidades na equipe foram limitadas, ele se juntou ao Spezia.

Dijon[editar | editar código-fonte]

No final da temporada, o seu futuro no Inter tornou-se incerto e Ribas assinou Dijon, no verão de 2008, com um contrato de três anos.[4] Sobre o jogo de abertura da temporada, Ribas fez sua estréia em uma derrota por 3 a 1 contra o Lens. No entanto, em sua estréia, ele recebeu um cartão vermelho depois de receber o segundo amarelo no mesmo jogo.[5] Poucas semanas depois de fazer sua estréia, em 22 de agosto de 2008, Ribas marcou o gol da vitória por 2 a 1 sobre o Tours e em 10 de abril de 2009, ele marcou seu primeiro par de gols no mesmo jogo de sua carreira, em uma vitória por 2 a 1 sobre o Brest. Em sua primeira temporada, Ribas fez 39 jogos e marcou nove gols. No Dijon, Ribas se tornou um jogador influente no clube.

Na temporada seguinte, o clube Ribas melhorou quando ele começou a marcar, resultando em dezesseis gols, sendo o terceiro artilheiro, atrás apenas Anthony Modeste e Olivier Giroud. Durante a temporada Ribas marcou seu primeiro hat-trick da carreira no Dijon, foi na vitória por 5 a 4 sobre o Châteauroux em 30 de outubro de 2009, incluindo o gol da vitória.

No final do ano, Ribas foi escolhido o melhor jogador da Ligue 2 em 2010, marcando 25 gols nesse ano. Depois de marcar um hat-trick na vitória por 3 a 2 sobre o Le Mans em 5 de março de 2011, ele alcançou a contagem a 15 gols em 26 partidas na então atual temporada da Ligue 2, sendo o líder dos goleadores[6] e no final da temporada, Ribas marcou 23 gols, tornando-se o artilheiro do campeonato e o clube foi promovido à Ligue 1. No começo da temporada, Ribas marcou outro hat-trick na vitória por 5 a 1 sobre o Evian em 17 de setembro 2011. No final da temporada, o clube anunciou que estava em negociações para manter Ribas no clube por mais três anos com aumento salarial.[7] No entanto, Ribas rejeitou um novo contrato com o Dijon. O gerente Patrice Carteron ficou desapontado com a rejeição de Ribas em ter um novo contrato com o Dijon e então deu a seguinte declaração: "Mas nós não pudemos alinhar isso poderia afetar outros lugares. Sebastian vai, mas a alma morre morte. E nós, também, estamos necessariamente muito tristes".[8]

Genoa[editar | editar código-fonte]

Ribas se juntou ao Genoa da Série A Italiana em 6 de julho de 2011.[9] No entanto, seu tempo em Gênova foi esquecível devido a falta de tempo de jogo e por mal ser utilizado no banco de reservas (apesar de que ele estava no banco duas vezes no início da temporada). Ribas também tinha lutado para se estabelecer na Itália, no entanto, como já não era muito utilizado, ele foi devolvido ao Dijon, mas foi negado por Carteron.[10]

Empréstimos[editar | editar código-fonte]

Ribas se transferiu para o Sporting Clube de Portugal em 4 de janeiro de 2012, em um acordo de empréstimo, por um ano e meio.[11] Em 15 de janeiro de 2012, ele fez sua estréia em uma derrota por 2 a 1 contra o Sporting de Braga. Pouco tempo depois de entrar para o Sporting de Lisboa, ele era titular da equipe. No entanto, sob o comando do então novo treinador do time Ricardo Sá Pinto, ele foi substituído pelo jovem Diego Rubio. No final da temporada, o período de empréstimo de Ribas em Lisboa terminou.

Ribas se transferiu para o AS Monaco em 16 de julho de 2012, em um acordo de empréstimo, depois de ter deixado a França dois anos antes.[12] Antes do início da temporada, Ribas teve que jogar sua primeira partida pelo time. Isso levou o treinador Claudio Ranieri comentar sobre Ribas, afirmando que ele "ainda precisa de pelo menos um mês para ser competitivo".[13] No entanto, Ribas acabou não atuando, devido a uma lesão e voltou para Gênova.[14]

Em 21 de julho de 2013, ele foi emprestado ao Barcelona Sporting Club de Guayaquil. Ribas retorna à América do Sul para jogar por um ano, com uma preferência de compra do clube do Equador.[15] [16]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Clube[editar | editar código-fonte]

Juventud

Individual[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Ribas quitte Dijon (em francês) L'Équipe (30 de maio de 2011). Visitado em 23 de agosto de 2013.
  2. Ribas e Neto apresentados Sporting (4 de janeiro de 2012). Visitado em 23 de agosto de 2013.
  3. Three young players join Inter (em inglês) Internazionale (4 de julho de 2006). Visitado em 16 de janeiro de 2014.
  4. Ribas, trois ans à Dijon (em francês) L'Équipe (18 de julho de 2008). Visitado em 16 de janeiro de 2014.
  5. Lens vs. Dijon 3 - 1 Soccer Way (1 de agosto de 2008). Visitado em 16 de janeiro de 2014.
  6. Dijon retourne Le Mans (em francês) L'Équipe (6 de março de 2011). Visitado em 16 de janeiro de 2014.
  7. Prolongation proposée à Ribas (em francês) L'Équipe (29 de maio de 2011). Visitado em 16 de janeiro de 2014.
  8. Ribas quitte Dijon (em francês) L'Équipe (30 de maio de 2011). Visitado em 16 de janeiro de 2014.
  9. Steaua a pus ochii pe golgeterul ligii a doua din Franţa » Vor un colos uruguayan! (em romeno) GSP.ro (11 de março de 2011). Visitado em 16 de janeiro de 2014.
  10. Dijon rubbish Ribas rumours (em inglês) SKY Sports (11 de setembro de 2011). Visitado em 16 de janeiro de 2014.
  11. Ribas e Neto apresentados Sporting (4 de janeiro de 2012). Visitado em 16 de janeiro de 2014.
  12. Goles para el principado (em espanhol) Futbol.com.uy (15 de julho de 2012). Visitado em 16 de janeiro de 2014.
  13. Ranieri : «Rester longtemps» (em francês) L'Équipe (10 de setembro de 2012). Visitado em 16 de janeiro de 2014.
  14. Dopo Ballardini Stramaccioni è il favorito (em italiano) La Repubblica (26 de maio de 2013). Visitado em 16 de janeiro de 2014.
  15. Barcelona presentó al delantero uruguayo Sebastián Ribas (em espanhol) El Universo (22 de julho de 2013). Visitado em 16 de janeiro de 2014.
  16. I nerazzurri giudicarono troppo onerosa la richiesta del Danubio, pari a 500.000 euro, e decisero di virare su Ribas, rivelatosi un autentico flop (em italiano) Goal (24 de julho de 2013). Visitado em 16 de janeiro de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de UruguaiSoccer icon Este artigo sobre futebolistas uruguaios é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.