Dejan Stanković

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Dejan Stanković
Дејан Станковић
Dejan Stanković Дејан Станковић
Stanković pela Internazionale em 2009
Informações pessoais
Nome completo Dejan Stanković
Data de nasc. 11 de setembro de 1978 (43 anos)
Local de nasc. Belgrado, Iugoslávia
Nacionalidade sérvio
Altura 1,81 m
destro
Apelido Deki
Informações profissionais
Clube atual Estrela Vermelha
Posição ex-meia
Função treinador
Clubes de juventude
1985–1992
1992–1994
Teleoptik
Estrela Vermelha
Clubes profissionais
Anos Clubes
1995–1998
1998–2004
2004–2013
Estrela Vermelha
Lazio
Internazionale
Seleção nacional
1998–2002
2003–2006
2006–2011
Iugoslávia
Sérvia e Montenegro
Sérvia
Times/Equipas que treinou
2014–2015
2019–
Udinese (auxiliar técnico)
Estrela Vermelha

Dejan Stanković – em sérvio, Дејан Станковић – (Belgrado, 11 de setembro de 1978) é um treinador e ex-futebolista sérvio que atuava como meio-campista. Atualmente comanda o Estrela Vermelha.

Carreira como jogador[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Iniciou a carreira no Estrela Vermelha, clube da sua cidade natal e equipe mais vitoriosa da antiga Iugoslávia, mas que atravessava má fase. Ainda assim, suas promissoras atuações o levaram à Copa do Mundo FIFA de 1998 pela Seleção Iugoslava.

Lazio[editar | editar código-fonte]

Após o mundial, desembarcou na Itália e acabou sendo contratado pela Lazio. No primeiro ano no clube romano, conquistou seu primeiro título em território italiano: aquela que seria a última edição da Recopa Europeia. Veio também o vice-campeonato na Serie A.

Na temporada seguinte, conquistou a Copa da Itália e, o mais importante, participou da campanha que resultou no segundo Scudetto do clube, o primeiro desde 1974. Após novo título na Copa da Itália, em 2004, foi disputado pelas arquirrivais Internazionale e Juventus, optando pela equipe de Milão.[1]

Internazionale[editar | editar código-fonte]

Contratado pela Internazionale em fevereiro de 2004, Stanković logo se firmou na espinha dorsal do elenco. Após duas temporadas de decepções na Serie A, com títulos perdidos justamente para a Juventus, vieram boas mudanças de vento: os nerazzurri herdaram um dos títulos do rival, rebaixado à Serie B como punição por envolvimento em manipulações de resultados, conquistaram outros quatro em seguida (superando os dezessete títulos do outro rival, o Milan) e tornaram-se a força dominante do país.

Na temporada 2009–10, já veterano, perdeu espaço no time titular do treinador José Mourinho, embora tenha sido bastante utilizado como opção para o segundo tempo. E assim, viveu a temporada mais vitoriosa da história da Inter, em que o clube conseguiu um inédito feito para o futebol italiano: na mesma temporada, além do Campeonato Italiano, vieram também os títulos da Copa da Itália e a Liga dos Campeões da UEFA, quebrando um jejum de quase meio século sem títulos dos interistas no mais importante torneio interclubes europeu.[2][3]

Em julho de 2013, aos 34 anos de idade, rescindiu seu contrato com a Internazionale depois de 10 anos e anunciou a aposentadoria, encerrando assim a sua vitoriosa carreira.[4][5]

Seleções Nacionais[editar | editar código-fonte]

Ao lado de Savo Milošević, é um dos dois jogadores a ter jogado duas Copas do Mundo FIFA pela Iugoslávia (em 1998) e pela Sérvia e Montenegro (em 2006). Pela Iugoslávia, os jogadores também disputaram a Eurocopa de 2000.

Em 2010, Stanković foi convocado pela Sérvia para a Copa do Mundo FIFA de 2010, realizada na África do Sul.[6] Assim, tornou-se o único jogador na história a ter disputado três Copas do Mundo por países diferentes.[7]

Aposentou-se da Seleção Sérvia em outubro de 2011.[8]

Carreira como treinador[editar | editar código-fonte]

Entre 2014 e 2015 foi auxiliar técnico da Udinese. Ainda em 2015 retornou à Internazionale, sendo anunciado no dia 19 de junho como novo dirigente esportivo da equipe.[9]

Acertou com o Estrela Vermelha no dia 23 de dezembro de 2019, iniciando assim seu primeiro trabalho como treinador.[10] Em maio de 2020, após uma goleada por 5 a 0 contra o Rad Belgrado, o Estrela Vermelha sagrou-se campeão da SuperLiga Sérvia.[11]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Estrela Vermelha
Lazio
Internazionale

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

  • Equipe do ano da European Sports Media: 2006–07
  • Futebolista Sérvio do Ano: 2006[12] e 2010[13]
  • Hall da Fama da Internazionale: 2019[14]

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Estrela Vermelha

Referências

  1. "Em estado de graça", Cassiano Ricardo Gobbet, Trivela número 24, fevereiro de 2008, Trivela Comunicações, pág. 48-49
  2. «Ficha técnica de Inter-Bayern». UOL. 22 de maio de 2010. Consultado em 20 de janeiro de 2022 
  3. «Inter de Milão vence Bayern e conquista a Liga dos Campeões». GZH. 22 de maio de 2010. Consultado em 20 de janeiro de 2022 
  4. «Stankovic anuncia em carta sua despedida da Internazionale». Terra. 6 de julho de 2013. Consultado em 20 de janeiro de 2022 
  5. Leandro Stein (6 de julho de 2013). «Stankovic se despede da Inter após ajudar a marcar uma era». Trivela. Consultado em 20 de janeiro de 2022 
  6. «Lista de convocados da seleção da Sérvia». Terra. Consultado em 20 de janeiro de 2022 
  7. Victor La Regina (18 de maio de 2018). «Papo de Copa: Stankovic lembra estranho recorde e espera Sérvia relaxada contra Brasil». SporTV. Consultado em 20 de janeiro de 2022 
  8. «Vidic e Stankovic se aposentam da seleção da Sérvia». Trivela. 12 de outubro de 2011. Consultado em 20 de janeiro de 2022 
  9. «Inter de Milão anuncia Dejan Stankovic como novo dirigente esportivo». ESPN Brasil. 19 de junho de 2015. Consultado em 20 de janeiro de 2022 
  10. Bruno Bonsanti (23 de dezembro de 2019). «Um velho conhecido será o novo técnico do Estrela Vermelha: Dejan Stankovic». Trivela. Consultado em 20 de janeiro de 2022 
  11. Leandro Stein (29 de maio de 2020). «Treinado por Stankovic, o Estrela Vermelha precisou de um jogo na volta para se coroar tricampeão sérvio». Trivela. Consultado em 20 de janeiro de 2022 
  12. «FSS: Stanković igrač godine» (em sérvio). B92. 15 de dezembro de 2006. Consultado em 20 de janeiro de 2022 
  13. «Rajevcu i Stankoviću 'Zlatna lopta'» (em sérvio). B92. 28 de dezembro de 2010. Consultado em 20 de janeiro de 2022 
  14. «Toldo, Facchetti, Stankovic and Meazza join the Inter Hall of Fame» (em inglês). Site oficial da Internazionale. 11 de maio de 2019. Consultado em 20 de janeiro de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Dejan Stanković