Terry Crews

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Terry Crews
Terry Crews em julho de 2017
Nome completo Terrence Alan Crews
Nascimento 30 de julho de 1968 (52 anos)
Flint, Michigan
Nacionalidade norte-americano
Ocupação ator, comediante, apresentador, ilustrador, dançarino e atleta
Atividade 1991–1997 (atleta)
1999–presente (atuando)
Página oficial

Terrence Alan Crews, conhecido como Terry Crews (Flint, 30 de julho de 1968) é um ator, comediante, apresentador, dançarino, ilustrador, ativista, dublador e ex-jogador de futebol americano estadunidense. Frequentou a Western Michigan University, onde jogava futebol. Jogou seis anos na NFL e, em 1996, usou sua experiência para co-escrever e co-produzir o filme independente "Young Boys Incorporated". Aposentou-se da NFL em 1997 e se mudou para Los Angeles com o desejo de ser ator. Sua estreia ocorreu em 1999 quando foi selecionado para um programa de esportes radicais chamado "Battle Dome" com outros atores-atletas do mundo. É conhecido por ter interpretado Julius Rock na série Todo Mundo Odeia o Chris, Hale Cesar na série de filmes Os Mercenários, Nick Kingston-Person na série Are We There Yet? (telessérie), Latrell no filme As Branquelas, Sargento Terry Jeffords na série Brooklyn Nine-Nine e por suas aparições nos comerciais da marca Old Spice. Ele também estrelou um reality sobre sua própria família: The Family Crews.

Crews, um defensor público dos direitos das mulheres e ativista contra o sexismo, compartilhou histórias dos abusos sofridos por sua família nas mãos de seu pai violento. Ele foi incluído no grupo de celebridades nomeadas como Pessoas do Ano da revista Time, por compartilhar histórias de abuso sexual com o público.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Terry Crews nasceu em Flint, Michigan, filho de Patricia e Terry Crews Sr.[2] Ele cresceu em uma rigorosa casa, onde ele foi criado principalmente por sua mãe.[3] Depois de ganhar o seu diploma do ensino médio na Flint Southwestern Academy, ele recebeu uma bolsa de estudos no prestigiado Center for the Arts em Michigan. Essa conquista foi logo seguido por uma bolsa na Art Excellence scholarship, e logo após ganhou uma bolsa de estudos integral, para futebol americano Western Michigan University

Em uma aparição no programa Jimmy Kimmel Live, Terry Crews disse que seu primeiro emprego na indústria do entretenimento, ele estava trabalhando como um artista para WJRT em Flint, Michigan.[4]

Carreira no futebol americano[editar | editar código-fonte]

Crews foi escolhido pelo Los Angeles Rams na 11ª rodada do Draft da NFL de 1991.[5] Sua carreira incluiu passagens pelo Rams (6 jogos), San Diego Chargers (10 jogos), Washington Redskins (16 jogos) e Philadelphia Eagles (sem jogos). Ele também jogou pelo Rhein Fire da Alemanha durante a temporada de 1995 da WLAF.[6] Repetidamente cortado de escalações, Crews frequentemente complementava sua receita com futebol recebendo encomendas de retratos de companheiros de equipe.[7]

Carreira como ator[editar | editar código-fonte]

Atuou em A Mais Louca Sexta-feira em Apuros, Malibu's Most Wanted, Starsky & Hutch, Um Voo Muito Louco, As Branquelas, Click, Os Mercenários e Todo Mundo em Pânico 5. Ganhou destaque por interpretar Julius Rock no seriado estadunidense Todo Mundo Odeia o Chris. Crews também teve participação no clip Down da banda Blink 182 em 2004.

Também trabalhou em Golpe Baixo, com Chris Rock, Adam Sandler e Burt Reynolds, e em A Odisseia Final", com Luke Wilson e Dax Shepard. Na televisão, Terry Crews participou da série "Platinum", assim como de "CSI: Miami", "The District", "Todo mundo odeia o Chris", "Eu, a Patroa e as Crianças" e fez uma participação especial no programa humorístico do Brasil, no quadro "Guerreiro, o bombeiro" do Casseta & Planeta, Urgente! exibido em 6 de maio de 2009.[8] Está presente na série de comédia policial "Brooklyn Nine-Nine" do canal NBC que estreou em 17 de setembro de 2013 no papel do Sargento Terry Jeffords. Terry Crews foi escolhido para ter um personagem regular, o guerreiro urbano chamado T-Money. Segundo Crews, depois que participa nesta série diz que "defende a comédia e o feminismo"[9]

Obra artística[editar | editar código-fonte]

O primeiro trabalho de Crews na indústria do entretenimento foi como desenhista de tribunal em Flint, Michigan.[10] Ele recebeu uma bolsa de arte da faculdade antes da bolsa de atletismo. Mais tarde, ele trabalhou como desenhista de esboço de tribunal para o WJRT. Durante sua carreira no futebol, Crews complementou sua renda criando retratos de colegas jogadores. Às vezes, era a renda principal da qual sua família dependia, normalmente trazendo US$ 5.000 para uma comissão de dois meses. Seu trabalho incluiu uma série de litografias licenciadas pela NFL. Ele acredita que seu lado imaginativo se transferiu para seu trabalho de ator.[11]

Crews é co-fundador da empresa de design Amen & Amen, com a estilista Nana Boateng. Sua primeira coleção foi um conjunto de móveis e luminárias projetados por Ini Archibong.[12]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Crews e a esposa Rebecca na Coreia do Sul em 2019

Terry Crews é casado com Rebecca King desde 1989. O casal tem cinco filhos e um neto. Crews é um devoto cristão.

No dia 11 de fevereiro de 2016, Terry Crews usou o Facebook por meio de um vídeo para desabafar sobre um vício que ele superou após muita luta, dificultado por conta da internet: o vício em pornografia. O ator contou que virava noites assistindo a conteúdo adulto e isso quase causou o fim de seu casamento, com Rebecca Crews. "A pornografia realmente bagunçou minha vida de várias formas". Crews manteve o problema como um segredo durante muito tempo. Ele revelou o vício pela primeira vez em 2014, durante um talk show, e desde então dá declarações constantes sobre o tema para ajudar as pessoas que estão com o mesmo problema. Em 2014, Crews lançou sua autobiografia, Manhood: How to Be a Better Man ou Just Live with One, onde revela que passou por uma reabilitação e, hoje, recomenda para as pessoas que passam por esse vício, que contem sobre o problema a pessoas de confiança, sendo esse o principal passo para a superação. Ele está livre da pornografia em excesso e fala que é "OK" ter o problema, pois muita gente sofre disso, mas é importante notá-lo e derrotá-lo. Segundo ele, a internet potencializa e alimenta esse vício - e o grande perigo é que a pornografia transforma pessoas em objetos e altera relações e sentimentos.[13]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Terry Crews no Oscar 2007.
Filmes
Ano Título Papel Notas
2000 The 6th Day Vincent Bansworth
2001 Training Day Membro da Gangue Damu Não creditado
2002 Serving Sara Vernon
Friday After Next Damon Pearly
2003 Deliver Us from Eva Big Bartender
Malibu's Most Wanted 8 Ball
Baadassss! Big T
2004 Soul Plane Bouncer
Starsky & Hutch Porter
White Chicks Latrell Spencer
2005 The Longest Yard Cheeseburger Eddy
Street Kings Detetive Terrence Washington
The Ring Two Martin Savidge
2006 Puff, Puff, Pass Cold Crush
The Benchwarmers Steven
Harsh Times Carrell
Click Homem cantando no carro durante o trânsito Não creditado
Idiocracy Presidente Dwayne Elizondo Mountain Dew Herbert Camacho
2007 Norbit Big Black Jack Latimore
How to Rob a Bank Diretor Degepse
Who's Your Caddy? Tank
Balls of Fury Freddy "Fingers" Wilson
2008 Get Smart Agente 91 Diretamente em vídeo
2009 Gamer Hackman
2010 The Expendables Hale Caesar
Lottery Ticket Jimmy the Driver
2011 Bridesmaids Boot Camp Instructor Participação especial
2012 The Expendables 2 Hale Caesar
2013 Cloudy with a Chance of Meatballs 2 James "Earl" Devereaux Voz; substituindo Mr. T
2014 VeggieTales: Celery Night Fever Bruce Cebola Voz; Diretamente em vídeo
The Expendables 3 Hale Caesar
Blended Nickens Tathoo
2015 The Ridiculous 6 Chico Stockburn
2017 Sandy Wexler Bobby "Bedtime" Barnes
Where's the Money Leon
2018 Sorry to Bother You Sergio Green
Deadpool 2[14] Jesse Aaronson / Tumulto

Televisão[editar | editar código-fonte]

Séries e Programas de TV
Ano Título Papel Notas
1999 Battle Dome T-Money 1 episódio
2004 CSI: Miami Craig Waters Episódio: "Rap Sheet"
2005 My Wife and Kids Treinador Daryl Episódio: "Michael Joins a Gym"
2005 - 2009 Everybody Hates Chris Julius Rock 88 episódios
2006 The Boondocks Vozes adicionais 3 episódios
2007 Wild 'n Out Ele mesmo
2010 - 2011 The Family Crews Ele mesmo 17 episódios
2010 - 2012 Are We There Yet? Nick Kingston-Persones 72 episódios
2011 BrainSurge Ele mesmo
2012 The Newsroom Lonny Church 5 episódios
Stars Earn Stripes Ele mesmo Participante
2013 Real Husbands of Hollywood Episódio: "Doing the Bump"
Arrested Development Herbert Love 6 episódios
Drunk History Donald DeFreeze Episódio: "San Francisco"
Hollywood Game Night Ele mesmo Participante
Ultimate Spider-Man Blade Episódio: "Blade and the Howling Commandos"
Regular Show Brock Stettman (voz) Episódio: "The Thanksgiving Special"
Brooklyn Nine-Nine Tenente Terry Jeffords 2013–presente
2014 American Dad! Heinrich Brown (voz) Episódio: "Rubberneckers"
Drunk History Joe Louis Episódio: "Montgomery, AL"
2014 - 2015 Who Wants to Be a Millionaire? Ele mesmo (apresentandor) 176 episódios
2016-Presente The Loud House Chester “Chunk” Monk 9 episódios
2017 Good Game Ele mesmo 1 episódio
Ultimate Beastmaster Ele mesmo (apresentandor) 10 episódios
Do You Want To See a Dead Body? Ele mesmo Episódio: "A Body and a Puddle"
2018 Craig of the Creek Duane Williams (voz) 3 episódios

Videoclipes[editar | editar código-fonte]

Ano Artista Título Papel
2004 Blink-182 "Down" Oficial de polícia
2005 Bizarre "Rockstar" Extra
Jamie Kennedy & Stu Stone "Rollin With Saget" Leão de chácara
2013 Major Lazer (feat. Peaches & Timberlee) "Scare Me" Prefeito Lazer
2015 Kendrick Lamar (feat. Bilal, Anna Wise & Thundercat) "These Walls"
2017 Katy Perry (feat. Nicki Minaj) "Swish Swish" Treinador Terry
2018 Muse "Pressure" Personagem principal
"Algorithm"

Jogos[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem Notas
2012 The Expendables 2 Hale Caesar Voz
2013 Saints Row IV Benjamin King
2019 Crackdown 3 Comandante Jaxon Voz e captura de movimentos

Referências

  1. Wong, Curtis M. (16 de maio de 2018). «Terry Crews: Me Too Movement 'Is The Emancipation Proclamation'». Huffington Post. Consultado em 3 de junho de 2018 
  2. «No One Wants To Be With The Marlboro Man: Terry Crews On 'Manhood'». NPR.org. Consultado em 7 de abril de 2016 
  3. «Terry Crews attributes his Hollywood star power comedy and dancing in 'White Chicks' and 'Everybody Hates Chris' to his Flint upbringing». MLive.com. Consultado em 7 de abril de 2016 
  4. «Crews Shows His Artistic Side on 'Jimmy Kimmel Live!'». Muscle & Fitness (em inglês) 
  5. https://www.pro-football-reference.com/players/C/CrewTe20.htm
  6. https://www.si.com/vault/1995/12/11/207108/terry-crews
  7. https://news.artnet.com/art-world/terry-crews-reveals-secret-art-practice-93519
  8. Globo.com. «Terry Crews nesta terça no Casseta». Consultado em 5 de maio de 2009 
  9. m.folha.uol.com.br (16 de agosto de 2015). «terry crews defende comedia e feminismo em brooklyn 99». Folha de S. Paulo 
  10. «Terry Crews Reveals Secret Art Practice». artnet News. 4 de setembro de 2014. Consultado em 11 de outubro de 2016 
  11. Priscila Ganiko (20 de dezembro de 2017). «Terry Crews recebe propostas para ilustrar capas de quadrinhos». Jovem Nerd 
  12. «Conheça as outras habilidades de Terry Crews, o 'pai do Chris'». Fatos Desconhecidos. 21 de dezembro de 2017. Consultado em 7 de julho de 2020 
  13. «Ex-viciado em pornografia, Terry Crews desabafa no Facebook». TecMundo - Descubra e aprenda tudo sobre tecnologia. Consultado em 18 de fevereiro de 2016 
  14. Ridgely, Charlie (7 de fevereiro de 2018). «'Deadpool 2' Trailer Reveals Terry Crews Role». comicbook.com (em inglês). Consultado em 7 de fevereiro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]