Este é um artigo bom. Clique aqui para mais informações.

The Lost Hero

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Lost Hero
O Herói Desaparecido (PT)
O Herói Perdido (BR)
Capa da edição brasileira do livro.
Autor (es) Rick Riordan
Idioma Inglês
País Estados Unidos
Género Fantasia, mitologia greco-romana, juvenil
Série Os Heróis do Olimpo (livro 1)
Ilustrador John Rocco
Editora Disney Hyperion
Lançamento 12 de outubro de 2010
Páginas 553
ISBN 978-1-4231-1339-3
Edição portuguesa
Tradução Nuno Daun e Lorena
Editora Planeta
Lançamento 2 de abril de 2014[1][2]
Páginas 392
ISBN 978-989-657-491-8
Edição brasileira
Tradução Rodrigo Peixoto
Editora Intrínseca
Lançamento 20 de maio de 2011[3]
Páginas 440
ISBN 978-85-8057-008-3
Cronologia
The Last Olympian
(de Percy Jackson & the Olympians)
The Son of Neptune

The Lost Hero (O Herói Perdido (título no Brasil) ou O Herói Desaparecido (título em Portugal)) é um romance de fantasia inspirado na mitologia greco-romana escrito por Rick Riordan. É o primeiro livro da série Os Heróis do Olimpo, que sucede a série Percy Jackson & the Olympians. Foi lançado nos Estados Unidos em 12 de outubro de 2010, no Brasil em 20 de maio de 2011 e em Portugal no dia 2 de abril de 2014.

Ao contrário da saga anterior em que Riordan usava narrativa em primeira pessoa e apenas os elementos da mitologia grega, The Lost Hero apresentou a história contada em terceira pessoa e introduziu a mitologia romana para o universo da série. Os capítulos são alternados entre os pontos de vista de Jason Grace, Piper McLean e Leo Valdez, três semideuses que descobrem suas origens após serem atacados por espíritos dos ventos no Grand Canyon durante um passeio escolar. Eles são enviados ao Acampamento Meio-Sangue e recebem a missão de resgatar Hera do cárcere do gigante Porfírio.

O livro foi publicado originalmente pela Disney Hyperion, com a capa sendo projetada pelo ilustrador John Rocco. Com uma impressão inicial de dois milhões e meio cópias, foi lançado em capa dura, bem como em áudio e digitalmente, sendo traduzido para 36 idiomas e disponibilizado em 37 países; além disso, um romance gráfico foi publicado nos Estados Unidos em 7 de outubro de 2014. A versão brasileira ficou ao encargo da editora Intrínseca, enquanto a portuguesa da editora Planeta.

O livro recebeu críticas geralmente positivas, com os maiores elogios sendo dirigidos ao novo esquema de narração e a mistura dos mitos gregos e romanos. No entanto, a história de um modo geral e os longos diálogos foram criticados. Durante 2010 The Lost Hero vendeu mais de um milhão e trezentas mil cópias, tendo alcançado o topo da lista de best-sellers do The New York Times, USA Today, Publishers Weekly e do The Wall Street Journal.

Desenvolvimento e promoção[editar | editar código-fonte]

Pouco tempo depois do lançamento de The Last Olympian, o quinto e último livro da série Percy Jackson & the Olympians, Rick Riordan anunciou que estava trabalhando em uma sequência para a saga.[4] Posteriormente, em abril de 2010, ele revelou o título da nova série, The Heroes of Olympus (traduzido no Brasil e em Portugal como Os Heróis do Olimpo), bem como o nome do primeiro livro, intitulado The Lost Hero.[5] Segundo o autor, ele resolveu expandir seu universo mitológico após perceber a grande quantidade de mitos gregos e romanos que não tinha explorado.[6]

Para compôr o enredo, o autor usou sua experiência de jogar role-playing games, tais como World of Warcraft e Scion junto com os seus filhos. Ele criou a história e três novos personagens — Jason Grace, Piper McLean e Leo Valdez —, que se tornariam nos protagonistas, enquanto as personagens principais anteriores, como Annabeth Chase e Grover Underwood teriam papeis secundários.[6]

Ao contrário da saga anterior que usava narração em primeira pessoa unicamente da perspectiva de Percy Jackson, Os Heróis do Olimpo é contado em terceira pessoa, com o ponto de vista alternando entre vários personagens. Em The Lost Hero, a história é vista a partir da perspectiva de Jason, Piper e Leo. Embora inicialmente incerto de como os fãs reagiriam, Riordan descobriu mais tarde que eles gostaram do novo formato, pois permitiu-lhes aprender mais sobre cada personagem.[7]

A trama começa em 17 de dezembro de 2009, vários meses após os acontecimentos de The Last Olympian, concluído em agosto. Isto permitiu interligar as duas séries, de modo que assim os personagens antigos poderiam ser incluídos sem os leitores estranharem. Riordan diz que esta foi sua "maneira de deixá-los revisitar esse mundo com um olhar diferente, mas também acompanhando Percy e Annabeth e o resto do grupo da saga anterior".[7] Ele também decidiu incluir os deuses romanos, divindades perecidas com os deuses gregos mas com algumas pequenas alterações na personalidade, depois de muitos leitores solicitarem a inclusão. Ele ponderou sobre como seriam seus aspectos romanos depois de passarem da Grécia para Roma e posteriormente para os Estados Unidos,[nota 1] e por fim aceitou a ideia.[7]

Como forma de promoção, a Disney Hyperion criou um site intitulado camphalfblood.com que necessitava de uma senha para ser acessado. O autor revelou-a em 20 de junho de 2010, assim dando acesso aos dois primeiros capítulos do livro, que foram baixados mais de 10 000 vezes.[9][10] No mesmo dia o autor já havia divulgado a capa oficial da publicação.[9] A editora também forneceu informações sobre a série e os personagens e um kit para eventos, além de publicar um trailer.[10]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Um garoto chamado Jason acorda em um ônibus escolar e não se lembra de nada do seu passado. Ele se vê sentado ao lado de Piper McLean, aparentemente sua namorada, e de Leo Valdez, que diz ser seu melhor amigo. Os três estão em uma viajem escolar para o Grand Canyon e quando chegam lá, são atacados por anemoi, espíritos da tempestade. As criaturas atacam o trio e o professor deles, Gleeson Hedge. Na luta que se segue, Jason surpreende a todos, incluindo a si mesmo, quando uma de suas moedas se transforma em uma espada, usada por ele para espantar os espíritos. Logo depois Hedge revela ser um sátiro e é capturado pelos monstros. Após a batalha, uma carruagem voadora puxada por dois pégasos aterriza onde estavam. Uma das tripulantes, Annabeth Chase, expressa sua frustração ao ver que Percy Jackson, seu namorado desaparecido, não está ali como ela esperava.[11]

Filho do relâmpago, tome cuidado no chão,
Da vingança dos gigantes os sete nascerão,
A forja e a pomba devem abrir a cela,
E liberar a morte pela raiva de Hera
.

Profecia dada a Jason por Rachel Elizabeth Dare.[12][nota 2]

Jason, Piper e Leo são informados que são semideuses e são levados para o Acampamento Meio-Sangue, onde encontram outras crianças como eles. Lá, Leo descobre ser filho de Hefesto, Piper filha de Afrodite e Jason filho de Zeus, que mais tarde também descobre ser irmão de Thalia Grace por compartilharem o mesmo sobrenome. Naquele mesmo dia, Leo acha o dragão de bronze autômato perdido do seu chalé e o conserta. Chamado de Festus, a criatura retribui o favor mostrando ao garoto o Bunker 9, uma oficina secreta onde Leo instala asas nele e se equipa com um cinto mágico que lhe dava qualquer ferramenta que precisasse. Enquanto isso, durante uma entrevista de Jason com Quíron, o tempo congela na sala e Hera aparece para pedir ajuda ao semideus.[11]

O trio então recebe uma missão para resgatar a deusa. Annabeth sugere que eles sigam os espíritos do vento do Grand Canyon e encontrem Éolo a fim de conseguir pistas. O trio inicia sua missão e sua primeira parada é o castelo de Bóreas em Quebec, onde eles se encontram seus filhos Calais e Zetes e posteriormente com Quione, a deusa da neve. Em uma audição com o deus eles descobrem que os anemoi estavam em Detroit. Após isso, Bóreas se transforma em sua versão romana Aquilon ao ver a tatuagem "SPQR" no braço de Jason e deixa o grupo ir embora. Quando o trio chega em seu novo destino, Festus congela e eles caem em um armazém abandonado, que descobrem ser o lar de três ciclopes. Depois de Jason e Piper serem capturados, Leo destrói os monstros usando guindastes e seu recém-descoberto poder de controlar o fogo. No entanto, enquanto comemoravam a vitória, os ciclopes se reconstituíam,[nota 3] então os semideuses fogem rapidamente.[11]

Continuando a viagem, o trio vê os espíritos entrando em um esgoto. Ao segui-los eles encontram o centro comercial de Medeia, que estava na posse do treinador Hedge e dos anemoi. Piper usa seu poder de charme para colocar Jason e Leo em transe e revela que Tristan McLean, seu pai, havia sido capturado pelo gigante Encélado. Piper quebra o feitiço e como retaliação Medeia libera dois dragões para persegui-los, mas Festus os destrói e o grupo foge com Hedge e os espíritos em gaiolas. Após o dragão cair novamente, eles encontram a mansão de Midas, cujo sistema de segurança deixa o autômato em pedaços. Leo e Piper são transformados em estátuas de ouro pelo rei, mas Jason derrota-o convocando um raio dentro da casa, o que também fez com que a água da chuva penetre no local e cure seus amigos.[11]

A história de The Lost Hero girou em torno do resgate de Hera da posse do gigante Porfírio.

Depois de serem atacados por Licaão e seu bando de lobisomens, eles recebem ajuda de Thalia e das caçadoras de Ártemis.[nota 4] Thalia e Jason têm uma pequena reunião, mas logo se separam quando os semideuses partem para o castelo de Éolo. No local, eles oferecem os anemoi para falarem com deus, mas este os trai e aprisiona-os. No entanto, Mellie, a ninfa assistente de Éolo, ajuda-os a escapar. Afrodite então conversa com Piper através de um sonho e revela que seus inimigos estão trabalhando sob as ordens de Gaia, que aos poucos acorda de seu sono profundo e pretende derrubar os deuses olímpicos a partir do local de origem: a Grécia.[11]

O grupo vai até o Monte Diablo, localizado em San Francisco, onde Encélado aprisionava o pai de Piper. Durante a luta que se segue, eles conseguem matar o gigante, embora a espada de Jason quebre-se no processo.[11] Vendo o abatimento de seu pai, Piper lhe dá uma poção fornecida por Afrodite para apagar todas as lembranças do sequestro e da batalha; Hedge então se oferece para levá-lo de volta para casa em segurança. Os heróis seguem para a Casa do Lobo, último lugar em que Thalia viu Jason, para libertar Hera.[11]

Ao chegarem no local eles reencontram as caçadoras de Ártemis, mas são atacados por Quione (que congela todas as guerreiras) e por Licaão. Leo consegue afugentar a deusa e Jason derrota a criatura com a ajuda de um espírito de tempestade na forma de um cavalo. Após isso, Piper usa seu charme para deixar Gaia sonolenta enquanto Leo cortava a grade da cela onde Hera estava presa com uma serra elétrica. Embora os heróis salvem a deusa, Porfírio, o rei dos gigantes, renasce usando a energia vital de Hera. Quando essa é liberta, o monstro desaparece em um buraco na terra antes dela usar seu poder para destruí-lo.[11]

De volta ao Acampamento Meio-Sangue, a memória de Jason retorna, e ele se lembra de que pertence a um acampamento de semideuses romanos localizado em San Francisco, e portanto é filho de Júpiter ao invés de Zeus. Também é revelado que Hera havia trocado Jason e Percy de acampamentos e tirado a memória de ambos como forma de dar inicio a um acordo de paz entre os dois lados, que estavam em conflito a muito tempo, para que pudessem se unir e lutar juntos contra os gigantes e derrotar Gaia.[11]

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Personagens principais[editar | editar código-fonte]

  • Jason Grace: Semideus filho de Júpiter, foi eleito como o favorito de Hera.[15] Acorda sem memória em um ônibus escolar e ao chegar Acampamento Meio-Sangue chama os deuses pelos nomes romanos.[16] Durante a jornada, ele derrota Midas ao convocar um raio dentro da mansão deste, salvando Piper e Leo que haviam sido transformados em estátuas de ouro.[17] Ele se encontra brevemente com sua irmã mais velha Thalia Grace, a líder das caçadoras de Ártemis, que ajuda o trio a derrotar Licaão.[18] Ele também possuía uma moeda dourada cujo se transforma em uma lança, mas é destruída durante a batalha contra Encélado.[19] Ele ainda enfrenta Porfírio até Hera ser libertada, o que faz o gigante fugir.[20] Jason tem sentimentos por Piper, mas é sugerido que ele estava romanticamente envolvido com uma menina chamada Reyna antes de perder a memória.[16]
  • Leo Valdez: Filho semideus de Hefesto. Quando era pequeno sua mãe foi morta em um incêndio causado por Gaia,[11] além de também ser vigiado por Hera, disfarçada como sua tia Callida.[21] Na noite em que chegou ao Acampamento Meio-Sangue, acha um dragão autômato danificado. Após concertá-lo, o garoto passa a chamar o animal de Festus, que o guia até o Bunker 9, uma oficina secreta onde Leo instala asas nele e se equipa com um cinto mágico que lhe dá qualquer ferramenta necessária quando trabalhava e então a dupla parte com seus amigos na missão para resgatar Hera.[22] Durante a viajem, a fiação de Festus congela e eles caem em uma fábrica com três ciclopes, dos quais conseguem fugir quando Leo descobre sua habilidade de controlar o fogo.[23] O dragão acaba sendo destruído quando sobrevoam a mansão de Midas.[24] Ele ainda liberta a deusa se sua prisão com uma serra elétrica, conectada a um espírito do vento chamado Tempestade que estava sob o controle de Jason.[25] Ao voltarem ao acampamento, Leo mostra aos seus amigos à entrada Bunker 9. Depois de revistarem o local eles encontraram um projeto de um grande navio de guerra correspondente a um desenho de barco voador que Leo havia feito quando era criança. Ele decide contruí-lo para levar os semideuses para a Grécia para impedir o ressurgimento de Gaia.[26]
  • Piper McLean: Semideusa grega filha de Afrodite e de Tristan McLean, um ator famoso de origem cherokee.[27] É jogada para fora da passarela de vidro no Grand Canyon, mas foi resgatada por Jason depois deste flutuar para salvá-la.[28] No Acampamento Meio-Sangue, escolhe o punhal Katoptris, antiga adaga de Helena de Troia, como sua arma e com ela passa a ter vislumbres do futuro.[29] Posteriormente o trio se encontra com Medeia, que quase faz Jason e Leo se matarem, mas Piper usa seu poder de charme, concedido aos filhos de Afrodide, para quebrar a hipnose.[30] Em San Francisco eles enfrentam o gigante Encélado para resgatar o pai de Piper, que apaga sua memória sobre o ocorrido com uma poção dada por sua mãe quando a luta acaba.[31] Ela ainda usa seu poder para convencer um piloto a levá-los até a Casa do Lobo e para fazer Gaia se acalmar, permitindo a Leo romper a cela onde Hera estava presa.[25]
  • Gleeson Hedge: Um sátiro responsável por levar Piper e Leo para o Acampamento Meio-Sangue. Durante a luta contra os espíritos do vento, ele explica que Jason estava sobre o efeito da névoa,[nota 5] fazendo com que todos os estudantes pensassem que já o conheciam antes daquele dia.[33] Hedge ainda resgata Leo de cair no precipício do Grand Canyon antes de ser capturado pelos espíritos.[34] O trio volta a encontrar o sátiro na loja de Medeia e conseguem resgatá-lo quando Festus chega no lugar.[30] Hedge leva o grupo até a fortaleza de Éolo[35] e se apaixona por Mellie, a ninfa assistente do deus.[36] Depois de salvarem o pai de Piper, ele se oferece para cuidar dele e deixa os semideuses prosseguirem em sua missão.[37] Posteriormente é revelado que Hedge havia se tornado no "consultor pessoal" de Tristan, do mesmo modo como Mellie se tornara em sua assistente.[38]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Capa do romance gráfico ilustrado por Nate Powell.

The Lost Hero foi lançado originalmente nos Estados Unidos em 12 de outubro de 2010 com uma impressão inicial de dois milhões e meio cópias em capa dura.[39] As versões em áudio (narrado por Joshua Swanson)[40] e digital foram disponibilizadas na mesma data.[39] No Brasil o livro foi traduzido pela editora Intrínseca e lançado em 20 de maio de 2011, enquanto a edição portuguesa foi liberada em 2 de abril de 2014 pela Planeta.[3][1] Ao todo, o livro foi traduzido para 37 idiomas e distribuído em 36 países.[41]

Para comemorar o lançamento, uma festa com mais de oitocentos convidados, incluindo Riordan, aconteceu na livraria BookPeople em Austin, Texas. Posteriormente mais de 10 000 pessoas se juntaram ao autor em um webchat on-line, no qual ele leu os dois primeiros capítulos da obra e respondeu a perguntas dos fãs. Riordan então fez uma sessão de autógrafos e anunciou um sorteio para selecionar sete crianças para participar de uma "sessão exclusiva de uma semana no Acampamento Meio-Sangue" no BookPeople em julho de 2011.[6]

Ao final de 2010 já haviam sido vendidas mais de 1 315 000 cópias físicas e 71 000 edições virtuais.[42] O título ficou em primeiro lugar na lista de best-sellers do The New York Times (permanecendo no topo da lista por 14 semanas),[43][44] USA Today,[45] Publishers Weekly[46] e do The Wall Street Journal,[47] acabando como o 25.º livro mais vendido na Amazon naquele ano.[48] No Brasil, O Herói Perdido também ocupou a posição de livro de ficção mais vendido no país, segundo a tabela da revista Veja.[49][50]

Em março de 2012 o desenhista Nate Powell anunciou que estava trabalhando no projeto de um romance gráfico para The Lost Hero.[51] Pouco tempo depois foi revelado que Robert Venditti adaptaria a história e Orpheus Collar coloriria os desenhos.[52] Powell divulgou a capa e imagens promocionais no começo de junho de 2014, ao mesmo tempo que Riordan informou que o livro seria lançado em 7 de outubro de 2014, juntamente com O Sangue do Olimpo.[53] Com uma impressão inicial de 150 000 cópias, The Lost Hero: The Graphic Novel recebeu versões em capa dura, brochura e digital.[54] Também foi traduzido para o italiano pela Arnoldo Mondadori Editore em maio de 2016.[55]

Recepção crítica[editar | editar código-fonte]

O romance foi recebido com críticas geralmente positivas. A resenha do Publishers Weekly foi favorável, ressaltando as mudanças entre personalidades grega e romana dos deuses, o que impedia a trama de ser apenas uma "história requentada de Riordan". Por fim o avaliador achou a narrativa do escritor "polida como sempre, cheia de humor, ação e emoção".[56] Vicky Smith do Kirkus Reviews foi mais pessimista, destacando negativamente os longos períodos de diálogos sem ação e a demora para o desenrolar dos fatos, comentando ainda: "[a obra] mais "parece uma exposição muito longa do que um romance completo." Entretanto ela gostou da passagens com os deuses, elogiando o "brilhantismo" dado por eles a história. Ao concluir a análise, a revisora comentou: apenas os fãs mais dedicados gostarão do livro, e a menos que Riordan conclua tudo até o quinto [e último] volume da série, esperemos que isso não termine com uma terceira grande profecia".[57]

Escrevendo para o The Seattle Times, Karen Macpherson considerou a mistura de gregos e romanos "fascinante" e os personagens "interessantes e bem desenvolvidos, com uma história ricamente complexa, e junto com o humor irônico marcante de Riordan a ação é quase ininterrupta".[58] Carrie R. Wheadon do Common Sense Media não gostou muito do título e considerou a história de uma leitura mais densa do que na série Percy Jackson & the Olympians, mas o humor e a "mistura engenhosa de mitos e modernidade" foram os principais motivos pelos quais ela ainda assim recomendou a leitura.[59]

A crítica do Story Snoops considerou "agradável a incorporação dos novos personagens",[60] enquanto o Compass Book Ratings teceu elogios pelos diálogos, humor e desenvolvimento da mitologia e dos personagens, embora a repetição de introduções do passado dos protagonistas foi considerado cansativo.[61] Ashley Mussbacher do The Cascade gostou da mudança para narrativa em terceira pessoa, comentando que o novo estilo dá uma "melhor possibilidade de conhecer os outros personagens e é útil na compreensão dos eventos." Ela ainda destacou a inclusão da mitologia romana e encerrou a análise dizendo que apesar do livro ser direcionado ao público jovem-adulto, ele "pode ser divertido e informativo para todas as idades."[62]

O romance gráfico foi elogiado pelo site School Library Journal, o qual parabenizou o trabalho de adaptação de Powell por "atingir todos os pontos altos e representar todos os detalhes mais importantes nos desenhos". A resenha também apontou uma fácil adaptação tanto para os leitores já acostumados com os livros tradicionais quanto para os novatos no universo de Riordan e foi finalizada afirmando que a história era uma boa adição para escolas e bibliotecas públicas.[63]

As resenhas em português foram também positivas. Lucas Zeferino do Estante Nerd destacou a construção dos novos protagonistas, mas sentiu falta da presença dos antigos.[64] A análise do Fome de Livros elogiou tanto a trama como os personagens principais, mas criticou a falta de atenção aos coadjuvantes e a margem estreita da versão brasileira.[65] Já Raphaela do Equalize Leitura elogiou o espaçamento do texto, bem como narrativa fluída e consistente presente no alternar dos capítulos.[66] Tanto Dhiego Morais do INtocados e Layane do De Tudo Um Pouquinho salientaram o amadurecimento na escrita do autor e sua habilidade em começar uma nova série usando um universo já explorado anteriormente.[67][68]

The Lost Hero também foi escolhido como um dos melhores livros de 2010 pela Barnes & Noble e foi premiado com o Young Readers Choice Award de 2013,[11] além de ser considerado o livro em brochura mais popular para jovens-adultos pela American Library Association.[69]

Continuação[editar | editar código-fonte]

Pouco após The Lost Hero ser lançado, Riordan anunciou sua sequência, chamada de The Son of Neptune.[70] Em 26 de maio de 2011 a arte da capa e o primeiro capítulo foram revelados, confirmando a presença de Percy Jackson na trama.[71] O segundo capítulo foi lido pelo autor em 18 de agosto, dia do aniversário de Percy.[72] Um vídeo também foi publicado para apresentar os novos protagonistas Frank Zhang e Hazel Levesque e os personagens Octavian e Reyna.[73]

The Son of Neptune foi lançado originalmente nos Estados Unidos em 4 de outubro de 2011 com uma impressão inicial de três milhões de cópias, o maior volume publicado pela Disney Hyperion até aquele momento, vendendo até o final do ano mais de 1 700 000 cópias físicas e outras 204 000 cópias digitais.[74][75] No Brasil foi lançado pela editora Intrínseca com o nome O Filho de Netuno em 7 de maio de 2012.[76] Já a edição portuguesa foi chamada de O Filho de Neptuno e disponibilizada pela Planeta em 12 de novembro de 2014.[77]

Os títulos seguintes seguiram o padrão de lançamento anual. The Mark of Athena foi publicado em 2 de outubro de 2012,[78] The House of Hades em 8 de outubro de 2013[79] e The Blood of Olympus em 7 de outubro de 2014.[80] Um livro complementar chamado de The Demigod Diaries foi lançado em 14 de agosto de 2012.[81]

Notas

  1. Na série Percy Jackson & the Olympians é dada a explicação de que os deuses se mudam para a nação mais poderosa do mundo naquele momento. Por isso residiam em Nova Iorque, Estados Unidos.[8]
  2. No original: Child of lightning, beware the earth, / The giants' revenge the seven shall birth, / The forge and dove shall break the cage, / And death unleash through Hera's rage.
  3. Na série os monstros mortos se transformam em pó e sua essência imortal volta para o Tártaro, mas após algum tempo eles renascem novamente.[13]
  4. As caçadoras de Ártemis são donzelas que podem ser humanas, semideusas ou ninfas que juraram lealdade a deusa Ártemis. Elas também rejeitam homens pelo resto de suas vidas e tornam-se imortais desde que não quebrem os seus votos.[14]
  5. A névoa é uma força sobrenatural controlada por Hécate que distorce a visão dos humanos para evitar que vejam monstros, deuses e outras criaturas míticas e ocorrências sobrenaturais, substituindo-os por coisas que uma mente mortal conheceria e poderia compreender.[32]

Referências

  1. a b «O Herói Desaparecido- Os Heróis do Olimpo l». Editorial Planeta. Cópia arquivada desde o original em 11 de janeiro de 2017. Consultado em 11 de janeiro de 2017 
  2. Editorial Planeta (2 de abril de 2014). «Lançamento de O Herói Desaparecido» (Nota de imprensa). Quem ficou fã de Percy Jackson, não vai querer perder do mesmo autor «O HERÓI DESAPARECIDO», da nova série Os Heróis do Olimpo. 
  3. a b «O Herói Perdido». Intrínseca. Cópia arquivada desde o original em 11 de janeiro de 2017. Consultado em 11 de janeiro de 2017 
  4. «News from Zeus House». Website oficial de Rick Riordan. 5 de junho de 2009. Cópia arquivada desde o original em 14 de janeiro de 2017. Consultado em 14 de janeiro de 2017 
  5. «The Lost Hero». Website oficial de Rick Riordan. 14 de abril de 2010. Cópia arquivada desde o original em 14 de janeiro de 2017. Consultado em 14 de janeiro de 2017 
  6. a b c Kirch, Claire (14 de outubro de 2010). «Riordan Debuts New Series in Austin» (em inglês). Publishers Weekly. Consultado em 14 de janeiro de 2017 
  7. a b c Banks, Dave (18 de outubro de 2010). «Greek Goddesses and Roman Gods: The Geek Dad Interview With Rick Riordan» (em inglês). Wired News. Consultado em 28 de outubro de 2010 
  8. Riordan, Rick. The Lightning Thief (em inglês). 2.ª ed. Nova IorqueDisney Hyperion, 2006. 72–73 p. ISBN 078683865-5
  9. a b «Rick Riordan reveals secret password for 'Heroes of Olympus' preview» (em inglês). The Independent. 20 de junho de 2010. Consultado em 16 de janeiro de 2017 
  10. a b «Disney Book Group Launches Rick Riordan's New Five-Book Series, The Heroes of Olympus, on October 12 with a Live Webcast from the Laydown Event for Book 1, The Lost Hero» (em inglês). Business Wire. 13 de setembro de 2010. Consultado em 16 de janeiro de 2017 
  11. a b c d e f g h i j k «THE LOST HERO — "HEROES OF OLYMPUS" SERIES» (em inglês). Pluggedin. Consultado em 14 de janeiro de 2017 
  12. Riordan 2011, p. 107.
  13. Riordan, Rick. The Lightning Thief (em inglês). 2.ª ed. Nova IorqueDisney Hyperion, 2006. p. 86. ISBN 078683865-5
  14. Riordan 2011, p. 50.
  15. Riordan 2011, p. 392.
  16. a b Riordan 2011, pp. 7–35.
  17. Riordan 2011, p. 288.
  18. Riordan 2011, pp. 299–305.
  19. Riordan 2011, pp. 365–367.
  20. Riordan 2011, pp. 399–406.
  21. Riordan 2011, p. 113.
  22. Riordan 2011, pp. 121–130.
  23. Riordan 2011, pp. 207–216.
  24. Riordan 2011, pp. 267–288.
  25. a b Riordan 2011, pp. 399–406.
  26. Riordan 2011, pp. 423–429.
  27. Riordan 2011, p. 49.
  28. Riordan 2011, pp. 24–26.
  29. Riordan 2011, pp. 46–48.
  30. a b Riordan 2011, pp. 243–255.
  31. Riordan 2011, pp. 378–382.
  32. Riordan 2011, p. 41.
  33. Riordan 2011, pp. 17–18.
  34. Riordan 2011, pp. 20–24.
  35. Riordan 2011, p. 291.
  36. Riordan 2011, p. 337.
  37. Riordan 2011, pp. 377–378.
  38. Riordan 2011, p. 417.
  39. a b A. Sellers, John (13 de setembro de 2010). «Disney Announces Print Run, Plans for 'Percy Jackson' Spinoff» (em inglês). Publishers Weekly. Consultado em 16 de janeiro de 2017 
  40. «The Heroes of Olympus, Book One: The Lost Hero» (em inglês). Audiobooks.com. Consultado em 28 de dezembro de 2016 
  41. Lodge, Sally. «First Printing of Three Million for New Percy Jackson Book». Publishers Weekly. Consultado em 6 de maio de 2014 
  42. Roback, Diane (21 de março de 2011). «Facts & Figures 2010: Franchises Flying High» (em inglês). Publishers Weekly. Consultado em 16 de janeiro de 2017 
  43. «New York Times Best Sellers: Children's Chapter Books» (em inglês). The New York Times. Consultado em 30 de novembro de 2010 
  44. «The New York Times Best Sellers: Children's Chapter Books» (em inglês). The New York Times. 30 de janeiro de 2011. Consultado em 22 de janeiro de 2011 
  45. «USA Today bestseller list» (em inglês). USA Today. Consultado em 18 de junho de 2012 
  46. «BESTSELLERS CHILDREN'S FICTION» (em inglês). Publishers Weekly. Cópia arquivada desde o original em 2 de janeiro de 2012. Consultado em 16 de janeiro de 2017 
  47. «Best-Selling Books Week Ended Oct. 24» (em inglês). The Wall Street Journal. 30 de outubro de 2010. Consultado em 16 de janeiro de 2017 
  48. «Amazon Best Sellers of 2010» (em inglês). Amazon. Consultado em 16 de janeiro de 2017 
  49. «Os Livros mais vendidos da Semana [08/06/11]». Leia Literatura. 5 de junho de 2011. Consultado em 16 de janeiro de 2017 
  50. «Os livros mais vendidos». Veja. Cópia arquivada desde o original em 8 de agosto de 2011. Consultado em 28 de dezembro de 2016 
  51. «DRAWING RICK RIORDAN'S THE LOST HERO GRAPHIC NOVEL!» (em inglês). Website oficial de Nate Powell. 16 de março de 2012. Consultado em 16 de janeiro de 2017 
  52. «JANUARY 2014-- RECAP OF PRESS AND NEW RELEASES!» (em inglês). Website oficial de Nate Powell. 14 de janeiro de 2014. Consultado em 16 de janeiro de 2017 
  53. Rought, Karen (12 de junho de 2014). «Rick Riordan updates fans on current projects, begins Norse mythology series» (em inglês). Hypable. Consultado em 16 de janeiro de 2017 
  54. «The On-Sale Calendar: October 2014 Children's Books» (em inglês). Publishers Weekly. 5 de agosto de 2014. Consultado em 16 de janeiro de 2017 
  55. «Editions of The Lost Hero: The Graphic Novel» (em inglês). Goodreads. Consultado em 16 de janeiro de 2017 
  56. «Children's Book Review: The Lost Hero» (em inglês). Publishers Weekly. Consultado em 16 de janeiro de 2017 
  57. Smith, Vicky (15 de outubro de 2010). «Rick Riordan's The Lost Hero» (em inglês). Kirkus Reviews. Consultado em 16 de janeiro de 2017 
  58. Macpherson, Karen (29 de outubro de 2010). «Riordan's new book 'Lost Hero' mixes in mythology» (em inglês). The Seattle Times. Consultado em 30 de outubro de 2010 
  59. R. Wheadon, Carrie. «The Lost Hero: The Heroes of Olympus, Book 1» (em inglês). Common Sense Media. Consultado em 16 de janeiro de 2017 
  60. «The Lost Hero (The Heroes of Olympus #1)» (em inglês). Story Snoops. Consultado em 16 de janeiro de 2017 
  61. «The Lost Hero by Rick Riordan» (em inglês). Compass Book Ratings. 11 de junho de 2012. Consultado em 16 de janeiro de 2017 
  62. Mussbacher, Ashley (8 de novembro de 2010). «Book Review: The Lost Hero – Rick Riordan» (em inglês). The Cascade. Consultado em 16 de janeiro de 2017 
  63. «Hot New Titles by Angleberger, Stiefvater, and Yancey» (em inglês). School Library Journal. 24 de outubro de 2014. Consultado em 16 de janeiro de 2017 
  64. Lucas Zeferino (23 de setembro de 2014). «Resenha - O Herói Perdido (Os Heróis do Olimpo - Livro 1)». Estante Nerd. Consultado em 16 de janeiro de 2017 
  65. «Resenha - O Herói Perdido». Fome de Livros. Consultado em 16 de janeiro de 2017 
  66. Raphaela (19 de janeiro de 2012). «[Resenha] O Herói Perdido». Equalize Leitura. Consultado em 16 de janeiro de 2016 
  67. Dhiego Morais (11 de dezembro de 2015). «O Herói Perdido (Os Heróis do Olimpo #1) - Rick Riordan». INtocados. Consultado em 16 de janeiro de 2017 
  68. «[Resenha] O Herói Perdido - Rick Riordan». De Tudo Um Pouquinho. Consultado em 16 de janeiro de 2017 
  69. «The Lost Hero: Heroes of Olympus, Book 1» (em inglês). American Library Association. Consultado em 19 de janeiro de 2017 
  70. «From KC to PHX» (em inglês). Website oficial de Rick Riordan. 17 de outubro de 2010. Cópia arquivada desde o original em 10 de setembro de 2016. Consultado em 17 de janeiro de 2017 
  71. «The Son of Neptune cover released». Website oficial de Rick Riordan. Cópia arquivada desde o original em 13 de agosto de 2011. Consultado em 28 de janeiro de 2012 
  72. «Riordan lê dos dois primeiros capítulos de The Son of Neptune» (PDF). Website oficial de Rick Riordan. Cópia arquivada desde o original (PDF) em 14 de maio de 2012. Consultado em 29 de janeiro de 2012 
  73. Vídeo oficial onde Riordan revelava alguns personagens do livro (no YouTube). Disney Hyperion. 29 de janeiro de 2012 
  74. Lodge, Sally (18 de agosto de 2011). «First Printing of Three Million for New Percy Jackson Book». Publishers Weekly. Consultado em 25 de novembro de 2011 
  75. Roback, Diane (16 de março de 2012). «Facts and Figures 2011: In Children's, 'Hunger Games' Rule» (em inglês). Publishers Weekly. Consultado em 17 de janeiro de 2017 
  76. «A Série – O Filho de Netuno». Editora Intrínseca. Consultado em 5 de janeiro de 2016 
  77. «O Filho de Neptuno - Os Heróis do Olimpo II». Editora Planeta. Consultado em 5 de janeiro de 2016 
  78. «Disney Publishing Worldwide Announces 3.5 Million-Copy First Printing of #1 Best-Selling Author Rick Riordan's The Mark of Athena» (em inglês). Business Wire. 27 de setembro de 2012. Consultado em 6 de janeiro de 2016 
  79. «The Titan's Curse: The Graphic Novel» (em inglês). Website oficial de Rick Riordan. 27 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada desde o original em 11 de março de 2013. Consultado em 18 de dezembro de 2016 
  80. «Disney Publishing Worldwide Announces 3 Million-Copy First Printing of #1 Best-Selling Author Rick Riordan's The Blood of Olympus, Finale in the Heroes of Olympus Series and Last Novel Featuring Percy Jackson» (em inglês). Business Wire. 2 de outubro de 2014. Consultado em 27 de dezembro de 2016 
  81. «The Demigod Diaries arrive!» (em inglês). Website oficial de Rick Riordan. 14 de agosto de 2012. Cópia arquivada desde o original em 7 de janeiro de 2017. Consultado em 7 de janeiro de 2017 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]