Timo Hildebrand

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Timo Hildebrand
Timo Hildebrand Meisterfeier.jpg
Informações pessoais
Data de nasc. 5 de abril de 1979 (40 anos)
Local de nasc. Worms, Alemanha Ocidental
Altura 1,86 m
destro
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Goleiro
Clubes de juventude
1994–1999 Stuttgart
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1999–2007
2007–2008
2008–2010
2010–2011
2011–2014
2014–2015
Stuttgart
Valencia
Hoffenheim
Sporting
Schalke 04
Eintracht Frankfurt
0280 0000(0)
0039 0000(0)
0042 0000(0)
0003 0000(0)
0058 0000(0)
0003 0000(0)
Seleção nacional
1999–2001
2006–2010
Alemanha Sub-21
Alemanha
0018 0000(0)
0007 0000(0)

Timo Hildebrand (Worms, 5 de abril de 1979) é um ex-futebolista alemão que atuava como goleiro.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Stuttgart[editar | editar código-fonte]

Começou sua trajetória profissional em 1999, após ficar por cinco anos nas categorias de base do Stuttgart. Assumiu a titularidade da equipe a partir da temporada 2000–01, sendo peça-chave para boas campanhas dos Die Roten, como no vice-campeonato da Bundesliga na temporada 2002–03 e na campanha da Liga dos Campeões de 2003–04, onde o time foi eliminado pelo Chelsea. No mesmo ano, Timo obteve o recorde que perdura até hoje na Bundesliga por manter a baliza inviolável por 885 minutos consecutivos, e só tomando gol no início da temporada 2004–05.[1] Hidelbrand ainda foi um dos nomes de maior destaque do último título alemão, na temporada 2006–07[2], junto com Mario Gómez, Sami Khedira e Serdar Tasci, também revelados nas categorias de base do clube.

Valencia[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2007, após o término do seu contrato com o Stuttgart, foi contratado pelo Valencia.[3][4] No entanto, ele rescindiu com o clube em dezembro de 2008, após o treinador Unai Emery preteri-lo e escolher o goleiro brasileiro Renan como titular da equipe.[5][6]

Hoffenheim[editar | editar código-fonte]

Foi contratado pelo Hoffenheim no dia 10 de dezembro de 2008, chegando para ser titular na equipe.[7][8] Disputou 38 jogos pelo clube e seu contrato previa a renovação automática caso ele jogasse 41 jogos, o que não aconteceu devido a uma lesão.[9]

Sporting[editar | editar código-fonte]

Em 2010, aos 31 anos, foi contratado pelo Sporting, assinando por duas temporadas.[10] Acabou saindo no fim da temporada, após jogar apenas três partidas.

Schalke 04[editar | editar código-fonte]

Hidelbrand foi contratado em outubro de 2011 pelo Schalke, após o goleiro titular da equipe, Ralf Fährmann, romper o ligamento cruzado do joelho esquerdo.[11] Deixou a equipe após o término do contrato, em 2014.[12]

Eintracht Frankfurt[editar | editar código-fonte]

No dia 25 de setembro de 2014, assinou com Eintracht Frankfurt por uma temporada, com opção de renovação por mais uma, o que não aconteceu.[13] Ao final do contrato, acabou se aposentando.[14][15]

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

Hildebrand estreou pela Seleção Alemã no dia 28 de abril de 2004, em Bucareste, num amistoso contra a Romênia. Timo foi convocado para a Eurocopa de 2004, em Portugal, mas não chegou a atuar. Ele ainda foi convocado para a Copa das Confederações de 2005, onde jogou a partida contra a Argentina, pela fase de grupos, e a Copa do Mundo de 2006, onde foi o terceiro goleiro, atrás de Jens Lehmann e Oliver Kahn.[16] Ele chegou a jogar pela Seleção até 2007, com chances de disputar a Euro 2008, mas o técnico Joachim Löw preferiu levar Robert Enke e e René Adler para que fossem os reservas de Lehmann.[17]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Stuttgart

Valencia

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. (www.dw.com), Deutsche Welle. «Temporada de recordes na Bundesliga | Siga a cobertura dos principais eventos esportivos mundiais | DW | 22.05.2004». DW.COM. Consultado em 14 de novembro de 2017 
  2. «Times de que Gostamos: Stuttgart 2006-2007». www.ofutebologo.com.br. Consultado em 14 de novembro de 2017 
  3. «Goleiro do Stuttgart confirma transferência para o Valencia». Jornal de Brasília. 21 de maio de 2007. Consultado em 27 de dezembro de 2019 
  4. «Valencia CF - desarrollado por METRORED-ONLINE». 27 de setembro de 2007. Consultado em 14 de novembro de 2017 
  5. «Goleiro alemão Timo Hildebrand deixa o Valencia». ESPN.com.br. 4 de dezembro de 2008. Consultado em 27 de dezembro de 2019 
  6. «Reserva de Renan, goleiro Hildebrand deixa o Valencia». Estadão. 4 de dezembro de 2008. Consultado em 27 de dezembro de 2019 
  7. «Hildebrand acerta com o Hoffenheim». GloboEsporte.com. 10 de dezembro de 2008. Consultado em 27 de dezembro de 2019 
  8. «Goleiro Hildebrand troca Valencia pelo Hoffenheim». iG. 10 de dezembro de 2008. Consultado em 27 de dezembro de 2019 
  9. «Hildebrand deixa Hoffenheim». SAPO Desporto. 27 de abril de 2010. Consultado em 27 de dezembro de 2019 
  10. «Sporting contrata Hildebrand». Jornal Record. 1 de setembro de 2010. Consultado em 27 de dezembro de 2019 
  11. «Contratação de Hildebrand é confirmada pelo Schalke». Trivela. 21 de outubro de 2011. Consultado em 27 de dezembro de 2019 
  12. «Hildebrand vai deixar o Schalke 04 no final da temporada». SAPO Desporto. 16 de janeiro de 2014. Consultado em 27 de dezembro de 2019 
  13. «Eintracht Frankfurt contrata o experiente goleiro Timo Hildebrand». Alemanha Futebol Clube 
  14. «Timo Hildebrand põe ponto final na carreira». Record. 26 de março de 2016. Consultado em 27 de dezembro de 2019 
  15. «Com passagem pela seleção alemã, goleiro Timo Hildebrand anuncia aposentadoria». Estadão. 29 de março de 2016. Consultado em 27 de dezembro de 2019 
  16. «Timo Hildebrand». UOL Esporte. 18 de maio de 2006. Consultado em 27 de dezembro de 2019 
  17. «Ausência de Hildebrand é surpresa na lista de Löw para a Euro». DW Brasil. 16 de maio de 2008. Consultado em 27 de dezembro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Timo Hildebrand