Turma da Mônica Jovem

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Turma da Mônica Jovem
Turma da Mônica Jovem.jpg
País de origem  Brasil
Língua de origem Português
Editora(s) Estúdios Mauricio de Sousa e Panini Comics/Planet Manga
Periodicidade Mensal
Formato de publicação 16 x 21,3 cm[1]
Encadernação Brochura
Primeira edição "Eles cresceram!"
Lançada em agosto de 2008
Público alvo Adolescente
Género(s) Aventura, Romance, Comédia, Ação, Terror, Mistério e Suspense
Autor(es) Mauricio de Sousa
Desenho Capa: Zazo Aguiar (da Edição 00 até 77)
Dennis Oyafuso

Miolo por: José Aparecido Cavalcante
Jairo Alves dos Santos
Lino Paes
Roberta Pares
Daniel Mallzhen
Dennis Oyafuso

Colorista(s) Diogo Nascimento
Personagens principais Mônica
Cebola
Cascão
Magali
Número de páginas 132 páginas
Adaptação Emerson Abreu
Flávio Teixeira de Jesus
Marcelo Cassaro
Petra Leão
Edson Itaborahy
Daniela Nascimento
Wagner Bonilla
Carlos Estefan
Felipe Marcantonio
Site oficial Página Oficial

Turma da Mônica Jovem é uma publicação mensal dos Estúdios Mauricio de Sousa lançada em agosto de 2008. Trata-se de uma releitura dos personagens da Turma da Mônica em versões adolescentes, em traços e linguagem que remetem aos mangás japoneses e histórias que buscam dialogar com o público pré-adolescente. Com edições que já chegaram a atingir tiragens superiores a 500 mil exemplares, é uma das séries de histórias em quadrinhos mais vendidas no mundo.[2]

Em janeiro de 2019, a a série passou a ser publicada nos Estados Unidos pela editora Papercutz com o título "Monica Adventures".[3]

Enredo[editar | editar código-fonte]

A série se passa sete anos à frente da Turma da Mônica tradicional original, servindo como uma concepção do futuro dos personagens, agora na faixa dos 16 anos. Em um Bairro do Limoeiro que mescla referências típicas do jovem atual com novidades ainda longe da realidade, como viagens espaciais, traquitanas hipertecnológicas, supervilões e organizações secretas - como a misteriosa DI.NA.MI.CA, que controla assuntos fora do controle humano - os quatro amigos inseparáveis que viveram tantas aventuras quando crianças hoje conciliam suas aventuras com as responsabilidades do colégio, dramas da idade mais complicada da vida e as inevitáveis confusões amorosas que todo jovem acaba tendo que enfrentar em algum momento da vida. Mônica, Cebola, Cascão e Magali ainda são os mesmos que todos conhecemos, mas como toda criança que vira adolescente, "cresceram e estão diferentes".

Personagens Principais[editar | editar código-fonte]

Mônica[editar | editar código-fonte]

Alegre, meiga e ainda um pouco dentucinha, Mônica se tornou uma garota esbelta e muito bonita. Muito determinada, sempre luta até o fim quando quer algo. Apesar de ainda ser geniosa, sempre está disposta a ajudar seus amigos às vezes até deixando seu próprio bem-estar de lado para isso. Não esconde seu grande amor pelo Cebola, seu antigo amigo-rival de infância. Sua insegurança, no entanto, já a levou a criar desafetos por puro ciúmes, como a tímida Irene, única garota do bairro com a qual não consegue firmar uma amizade. Após uma relação de idas e vindas agravada pelos planos de Cebola de "derrotá-la", Mônica começou a namorar outro amigo de infância, Do Contra, em um arco iniciado na edição 68 e que chegou ao fim na edição 96. Atualmente Mônica e Cebola reataram o namoro na edição 100.

Cebola[editar | editar código-fonte]

Esperto e muito inteligente, Cebolácio Júnior Menezes da Silva, vulgo "Cebola", hoje rejeita seu apelido de infância. Mesmo assim, vive sendo chamado amigavelmente de careca por seu amigo Cascão, mesmo não tendo mais apenas seus característicos cinco fios de cabelo. Mesmo após tratar sua dislalia com um fonoaudiólogo, ainda costuma trocar as letras quando fica nervoso - especialmente quando precisa encarar Mônica, cuja competição de infância se transformou em amor e flertou com o namoro por várias vezes. Tem a meta pessoal de "dominar o mundo" com seus planos, mas acreditava que apenas terá a confiança necessária para namorar a Mônica quando conseguisse derrotar a mesma, para assim poder sentir-se merecedor do amor de sua amiga. Tem o péssimo hábito de tirar conclusões precipitadas sobre as coisas, como achar que o beijo da Mônica e DC que aconteceu na edição 68 era um plano infalível da Mônica para deixá-lo enciumado e assim finalmente faze-lo voltar namorar com ela. Atualmente Cebola retornou o namoro com a Mônica na edição 100.

Cascão[editar | editar código-fonte]

Cássio Marques de Araújo, ou apenas Cascão é um menino esperto, criativo, descolado e muito bagunceiro, Cascão não é mais o menino mais sujinho do mundo e, mesmo a contragosto, quebrou sua invencibilidade à água, mantendo um padrão de higiene razoável. Adotou um estilo street em seu vestuário e adora praticar esportes radicais,como por exemplo o Parkour, no qual é especialista como aparece na edição 10. Além de ser a estrela do time de futebol do Colégio do Limoeiro, no qual ele é o centroavante. Nerd de carteirinha, é fã de quadrinhos e ficção científica - em especial do super-herói Cosmo-guerreiro, assunto do qual se tornou uma autoridade, conhecendo todos os episódios de cor. Ainda grande parceiro e confidente de Cebola em suas empreitadas, não costuma dar tanta atenção pra seu namoro com Maria Cascuda, com quem está sempre em conflito.

Magali[editar | editar código-fonte]

Carinhosa, meiga e aficionada por gatos, Magali ainda é a melhor amiga de Mônica e pensa muito em comida, mas não se limita mais à mera gulodice de criança. Hoje mais controlada, segue uma reeducação alimentar para manter-se saudável. Ainda mantém seu namoro com Quinzinho, o filho do padeiro - embora tenha desenvolvido nos últimos anos uma paixão platônica por Rubens, seu professor de ciências, e já tenha esboçado uma quedinha pontual pelo seu velho amigo Cascão em um momento de fraqueza. Desde os eventos narrados na edição 63, Magali começou a manifestar poderes até então adormecidos de bruxa, herdando as expertises de sua Tia Nena sem se dar conta. Imaginativa e prestativa, nunca deixa de se preocupar com seus amigos, buscando ajudá-los sempre com o que pode oferecer - nem que seja apenas um ombro amigo e uma palavra de amizade.

Edições[editar | editar código-fonte]

Lançada nas bancas sempre no último fim de semana de cada mês, as edições costumam trazer tramas completas em 120 páginas, com raras concessões a arcos de duas a quatro edições. Seguindo as convenções do "Estilo Mangá", as histórias costumam ser publicadas em preto-e-branco, em encadernações brochura de 16 x 21 cm. Cada edição ainda acompanha um editorial assinado por Mauricio de Sousa (Fala, Mauricio), que costuma refletir sobe temas abordados na trama do mês ou mesmo trazer novidades sobre a publicação.

Na contramão das demais publicações dos Estúdios Mauricio de Sousa, que não costumavam creditar de forma direta os profissionais responsáveis por cada história, Turma da Mônica Jovem sempre traz em seu expediente a relação da equipe criativa de cada edição. A roteirista Petra Leão foi por um bom tempo responsável pelo texto da maioria das edições, ao lado de Marcelo Cassaro (responsável pelo layout de seus roteiros), elaborando tramas sob a aprovação prévia de Mauricio e sua equipe. Somente em 2015, as histórias passaram a ser creditadas na linha tradicional.[4]

No entanto, desde setembro de 2014, a partir do bastante comentado arco de histórias "Umbra" de Emerson Abreu, a revista passou a adotar de forma mais contundente o rodízio de roteiristas, no qual os três autores mais frequentes neste período - Emerson, Petra e Cassaro - passaram a desenvolver arcos paralelos de histórias que se influenciam de forma periférica, cada qual seguindo seu próprio estilo.

Os roteiros de Petra Leão desenvolvem a vida escolar e os conflitos amorosos entre os personagens centrais da turma, tanto através de histórias fechadas quanto por pequenos arcos. Responsável por escrever a maioria dos pontos-chaves da vida amorosa de Mônica e Cebola na primeira coleção (pedido de namoro em "Quer Namorar Comigo?", rompimento em "A Decisão" e reconciliação em "Eles Voltaram!"), os roteiros de Petra formam o cânone principal seguido pelos demais roteiristas.

Já as histórias de Emerson Abreu obedecem uma mitologia própria de acontecimentos que mesclam suspense, terror e comédia, sempre dentro da chamada "Supersaga do Fim do Mundo" que está em sua segunda temporada. A trama da "Supersaga", que teve inicio em "Sombras do Passado", tem como principal enredo, o mistério de quem é a "Serpente".

Finalmente, os textos de Marcelo Cassaro usam de referências de ficção científica e fantasia para complementar histórias que dialogam com o cotidiano da turma.

Flávio, por sua vez, roteiriza arcos especiais, em sua maioria desconsiderados do cânone da revista, como a edição histórica 50: "O Casamento do Século" (que imagina um futuro em que Mônica e Cebola, já adultos, se unem e experimentam a vida de casados).

Divisão por 'Séries'[editar | editar código-fonte]

Em dezembro de 2016, após chegar em sua centésima edição, a numeração de Turma da Mônica Jovem foi reiniciada. Tal como aconteceu com a Turma da Mônica Clássica pela Panini ao chegar à mesma marca no ano anterior. A numeração reiniciada é um atrativo comercial para saciar o habitual desejo de novos leitores por ter uma "Edição 1" em sua coleção, ao mesmo tempo que encerra um ciclo para colecionadores de longa data.

A cronologia da revista continua a mesma. O início da segunda coleção marca uma nova fase da vida da turma a partir da reconciliação do namoro entre Mônica e Cebola, fato que encerra a primeira coleção. A segunda coleção segue como a continuação da "Supersaga do Fim do Mundo".

A primeira edição da Série II, "...Te amo para Sempre!", traz mudanças no layout da revista, alterando a apresentação das seções (Página de Rosto; Índice; Fala, Mauricio e Expediente), logotipo (reestilizado, mantendo as cores originais), design de capa (selos da Mauricio de Sousa Editora, Panini Comics e Planet Mangá posicionais no inferior da capa e assinatura do Mauricio de Sousa no alto, à direita), segunda e terceira capas (ilustrações à lápis e CYAN azul) e adiciona uma Galeria de Esboços em substituição à "Nananinanão", página que orientava a direção de leitura da revista, oposta aos mangás.

A segunda série também altera a classificação indicativa da revista, que passa de 10 para 12 anos. Além da classificação indicativa, a revista ganha três novos roteiristas: Edson Itaborahy,Wagner Bonilla e Daniela Nascimento

Roteiristas[editar | editar código-fonte]

1ª Série (2008-2016)[editar | editar código-fonte]

Roteirista Edições
Emerson Abreu 0; 5**; 51 & 52; 63; 74, 75 & 76; 78 & 79; 83 & 84; 90, 91 & 92; 99
Flávio Teixeira de Jesus 1, 2, 3 & 4*; 20; 21 & 22; 50; 88; 98

+ Especial em Cores Mônica 1

Marcelo Cassaro 6, 7 & 8; 15; 16 & 17; 32***; 40***; 48***; 77; 82; 87; 93; 95; 97
Petra Leão 9; 10; 11 & 12; 13 & 14; 18 & 19; 23 & 24; 25; 26, 27 & 28; 29 & 30; 31; 33; 34; 35; 36; 37; 38; 39; 41; 42; 43 & 44; 45; 46; 47; 49; 53; 54; 55; 56; 57; 58; 59; 60; 61; 62; 64; 65 & 66; 67; 68; 69; 70; 71; 72; 73; 80 & 81; 85 & 86; 89; 94; 96; 100*****

+ Especiais em Cores TMJ 1, Cebola 1, Magali 1 e Cascão 1

* As edições 1 até 4 foram escritas por Flávio Teixeira de Jesus junto com Mauricio de Sousa.

** A edição 5 consistiu em três histórias curtas. Flávio Teixeira de Jesus roteirizou a primeira e terceira histórias da edição, enquanto Emerson Abreu foi o roteirista da segunda história.

*** As edições em questão foram creditadas a Petra Leão no expediente, mas a roteirista posteriormente afirmou que Marcelo Cassaro foi o autor delas.

**** A maioria das edições contou com o layout de roteiro feito por Marcelo Cassaro.

***** Com layout de roteiro de Roberta Pares.

2ª Série (2016-presente)[editar | editar código-fonte]

Roteirista Edições
Flávio Teixeira de Jesus 1; 2; 6; 25
Marcelo Cassaro 3*;13****; 17; 18; 19; 20; 23; 24; ;26; 29
Petra Leão 4***; 8***; 11; 21
Edson Itaborahy 5; 12; 16
Daniela Nascimento 7**; 9; 10; 22
Wagner Bonilla 14 & 15
Carlos Estefan 27
Felipe Marcantonio 28; 30; 31
Emerson Abreu

* Com argumento de roteiro feito por Erez Milgrom.

** Com argumento original feito por Reinaldo Domingos, o roteiro original da edição 7 foi escrito por Daniela Nascimento e adaptação de roteiro de Marcelo Cassaro

*** Com layout de roteiro feito por Felipe Marcantonio.

**** Adaptação de roteiro feito por Daniela Nascimento, porém houve um erro nos créditos da edição.

Série Animada[editar | editar código-fonte]

Uma série animada adaptada dos quadrinhos de Turma da Mônica Jovem é cogitada desde 2009. Estudos para uma série em computação gráfica chegaram a ser realizados e divulgados em vídeos institucionais, além dos planos de criar uma banda de música digital derivada - que chegou a ser introduzida na edição 36 dos quadrinhos. Nesta encarnação, os personagens seriam animados em tecnologia de motion capture, a exemplo de personagens digitais de filmes norte-americanos, e poderiam ter seus bonecos manipulados ao vivo através de técnicas de realidade aumentada. Os custos de produção forçaram tal concepção da série, no entanto, ser abandonada em prol de uma versão mais tradicional.

A primeira aparição dos personagens em animação foi no vídeo institucional "Diga Sim à Vida" (2012), parte de uma campanha de utilidade pública do Ministério da Justiça de combate às drogas. Outras duas peças - "Conveniência" e "Opinião" (2014) - , lançadas posteriormente sob encomenda da Ambev, obtiveram funções similares como parte da campanha "Papo em Família", que buscava inibir o consumo de bebidas alcoólicas entre jovens. Em ambos os casos, os vídeos se alternavam com outras peças, protagonizadas seja pela família de personagens da personagem Tina, também de Mauricio de Sousa, seja pela Turma da Mônica em sua concepção "clássica".

Em meados de 2012, o desenvolvimento da série de animação foi enfim confirmado oficialmente, com previsão de integrar futuramente a grade do Cartoon Network. Desde então, poucas notícias concretas foram divulgadas, o que constantemente dava margem a boatos e informações desencontradas entre fãs sobre o conteúdo da série e sua data de estreia.

No início de outubro de 2014, um teaser foi divulgado nos intervalos do Cartoon Network, trazendo uma previsão de estreia para novembro do mesmo ano. A peça não trazia cenas da animação, se limitando a reproduzir páginas de quadrinhos da história "O Segredo do Acampamento". A promessa de novidades, no entanto, não foi cumprida.

Em 2015, um segundo anúncio oficial do Cartoon Network prometeu o lançamento iminente da série, chegando a marcar data de estreia (12 de outubro) e horários de exibição (segundas, 19h45).[5] Tais horários, inicialmente, não se confirmaram na grade de programação do referido mês, sendo programados neste horário episódios inéditos do desenho animado da Turma da Mônica Clássica.[6]

Até que, na semana seguinte à anunciada, uma animação da Turma da Mônica Jovem foi exibida de surpresa no mesmo horário anunciado. O formato da exibição, no entanto, revelou-se não ser o de uma série tradicional. Foi veiculado o episódio piloto - adaptado da história "O Príncipe Perfeito" - dividido em cinco partes de cerca de 2 minutos cada, como interprograma entre os episódios de Turma da Mônica clássica. O piloto foi duramente criticado por fãs pela alegada baixa qualidade de adaptação e animação.

À época, o site institucional de vendas internacionais do estúdio listava entre seus projetos a série de animação da Turma da Mônica Jovem (com o título "Monica Teen"). A seção incluía uma previsão de 26 episódios para a primeira temporada, que seria formada por episódios de 22 minutos.[7] O material exibido pelo Cartoon Network, na verdade, servia como uma prévia de uma série futura, essa sim dentro dos padrões anunciados - mas ainda sem data de estreia divulgada.[8]

O futuro do projeto ficou indefinido ao público até o dia 10 de Dezembro de 2017, quando a Maurício de Sousa Produções confirmou, em seu Painel na CCXP 2017, que a série tinha enfim entrado oficialmente em produção, agora "da forma que os fãs queriam". O anúncio foi acompanhado de um pequeno teaser do projeto, que não foi disponibilizado online. [9]

Primeira Temporada[editar | editar código-fonte]

Uma primeira temporada foi lançada em 07 de novembro de 2019, composta de 13 episódios de 11 minutos cada. Antes da estreia, três episódios foram disponibilizados de forma antecipada para assinantes Vivo Play; e uma sessão especial, composta de seis episódios, foi exibida pela rede Cinemark nos dias 02 e 03 de novembro de 2019.[10]

Os episódios da primeira temporada contam com adaptação de Natalia Maeda, Mabel Lopes e Ivan Nakamura e roteiro final de Natália Maeda, com supervisão de Marina Cameron. A direção de arte é de André Rocca, com supervisão criativa de Bruno Honda Leite.

Número Episódio Data de lançamento
Piloto "O Príncipe Perfeito" 19 de outubro de 2015 (Partes 1 a 3)
26 de outubro de 2015 (Partes 4 e 5)
Durante a montagem de uma peça teatral do Colégio do Limoeiro, a chegada de um desconhecido agita a galera! Mônica e seus amigos precisam lidar com brigas, intrigas e o abalo de uma antiga amizade. Mas o show deve continuar! Inspirado em Turma da Mônica Jovem #09 – "O Príncipe Perfeito". Argumento por Petra Leão. 
01 "3, 2, 1... Fight!" 12 de outubro de 2019
Ao lado de Cascão, Cebola está focado em vencer o 1º Campeonato de Super Treta Fighters do Limoeiro. Mas quando Mônica e Magali decidem entrar no jogo, uma grande mudança nos planos infalíveis acontece! Inspirado em Turma da Mônica Jovem #42 – "Torneio de Games". Argumento por Marcelo Cassaro. 
02 "A Balada da Super Lua" 12 de outubro de 2019
Quando os planos de Mônica para um luau com a Turma vão por água abaixo, ela precisa aprender a lidar com alguns imprevistos e mágoas. Enquanto um amigo inesperado oferece apoio, a galera descobre as consequências por não falarem a verdade sobre como se sentiam. 
04 "Neko Café" 12 de outubro de 2019
Após um conflito com seu pai, Magali resolve montar o Neko Café, uma cafeteria especializada em gatos! Mas, em meio a tantas incertezas e medos, ela tem muito o que aprender para ver o seu negócio dar certo... Inspirado em Turma da Mônica Jovem #53 – "Tem Gato no Meu Café". Argumento por Petra Leão. 

Outras aparições da Turma da Mônica Jovem em Animação[editar | editar código-fonte]

Materiais realizados com funções publicitárias ou institucionais.

Formato Episódio Data de lançamento
Institucional "Diga sim à Vida" 25 de junho de 2012
A Turma Jovem conversa com a comunidade para colocar em prática um plano de revitalizar uma região do bairro degradada, próxima à Escola do Limoeiro. Vídeo feito por encomenda para o Ministério da Justiça. 
Teste "Torneio de Games (Fragmento)" 12 de maio de 2014
Teste de animação de dois minutos, publicado na internet pelo estúdio de animação HGN, que adapta um trecho de "Torneio de Games" (edição 42), com áudio-guia e animação simplificada. Após um pedido da Mauricio de Sousa Produções, a peça foi retirada do ar. 
Institucional "Conveniência" 23 de maio de 2014
Tem gente que acha que só porque cresceu um pouquinho já tem direitos de adulto. Mas a Turma da Mônica Jovem e o programa +iD mostram que para consumir bebida alcoólica não basta ter crescido, tem que ter mais de 18 anos. Vídeo feito por encomenda para a Ambev. 
Institucional "Opinião" 27 de maio de 2014
Conhecida pela personalidade forte, Mônica sabe que para ser legal entre os amigos e se enturmar não precisa fazer o que os outros fazem, mas, sim, o que é o certo. Olha essa conversa dela com o pai e a Magali. Vídeo feito por encomenda para a Ambev 

Além do conteúdo oficial, existem vídeos curtos, animados por fãs, com trechos de histórias publicadas anteriormente pela revista. Podem ser encontrados no Youtube fan-animations de histórias como Eu sou Você, Umbra e Sombras do Passado.

Filme[editar | editar código-fonte]

Ver também: Turma da Mônica Jovem: O Filme

O desenvolvimento de um longa-metragem live-action da Turma da Mônica Jovem foi inicialmente oficializado em setembro de 2016. Com direção de Christiano Metri e lançamento previsto para o segundo semestre de 2018, o filme estava a cargo da Bossa Nova Group, que planejava uma trilogia com os personagens.[11] O projeto seria desenvolvido em paralelo com Turma da Mônica: Laços, com elencos diferentes, e colocaria a Turma em uma "aventura tecnológica" à parte dos quadrinhos.

Na Comic Con Experience de 2016, foi revelado que parte do elenco principal do filme seria escolhido através de audições públicas, com inscrições via internet[12] de atores adolescentes, na mesma faixa etária dos personagens originais. Um personagem inédito, Nik, o Geek, foi introduzido na centésima edição da revista. A intenção era torná-lo figura frequente nos quadrinhos, como preparação para o filme.

Parte do elenco chegou a ser selecionado e foi apresentada gradualmente ao público através de canais no Youtube, onde, encarnando seus personagens, interagiam com o público e recebiam sugestões. A primeira atriz confirmada através destes vídeos, Amanda Torre, interpretava a tímida bruxinha Ramona (filha da Bruxa Viviane, vilã clássica das histórias da Magali). Em seus vídeos, Ramona dava dicas de DIY e astrologia, enquanto comentava sobre sua vida e as aventuras da turma. Denise também ganhou um canal e foi interpretada pela atriz Carolina Amaral, onde soltava fofocas do Bairro do Limoeiro e comentários de moda. E Nik, por sua vez, apresentou um canal de games, interpretado pelo ator Lucas Leto.

Esta versão do projeto seguiu ativa, ao menos, até dezembro de 2018, quando os três canais de Youtube relacionados ao filme (Ramona TMJ, Denise TMJ e Geek TMJ) receberam suas últimas atualizações. Desde então, todos estão inativos. Atualmente, não há previsão de filmagens ou lançamento para o filme.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Lançamentos de Junho de 2010». Universo HQ 
  2. Turma da Mônica em mandarim Portal Terra.
  3. HQs da Turma da Mônica são lançadas nos EUA na versão jovem dos personagens
  4. Samir Naliato (12 de maio de 2015). «Revistas da Turma da Mônica passam a creditar autores do estúdio». Universo HQ. Consultado em 7 de junho de 2016 
  5. "Outubro: Cartoon Network estreia 'Turma da Mônica Jovem'". vcfaz.tv, 01 de setembro de 2015. Disponível em http://www.vcfaz.tv/artigo.php?t=228155
  6. "Outubro no Cartoon Network: especiais de Dia das Crianças e Halloween". ANMTV, 03 de setembro de 2015. Disponível em http://anmtv.xpg.uol.com.br/outubro-no-cartoon-network-especiais-de-dia-das-criancas-e-halloween/
  7. http://www.monicaandfriends.com/animation.php
  8. "‘Turma da Mônica Jovem’ estreia na TV paga". ANMTV, 19 de outubro de 2015. Disponível em http://entretenimento.r7.com/blogs/keila-jimenez/2015/10/19/turma-da-monica-jovem-estreia-na-tv-paga/
  9. "CCXP 2017: Turma da Mônica Jovem ganhará versão em anime". Adoro Cinema, 10 de setembro de 2017. Disponível em http://www.adorocinema.com/noticias/series/noticia-136266/
  10. Turma da Mônica Jovem: O tempo passa e os costumes continuam em primeiro trailer da série animada (Exclusivo)
  11. «Turma da Mônica Jovem ganhará filme com atores». Consultado em 7 de setembro de 2016 
  12. «Audições para Turma da Mônica Jovem: O Filme». Consultado em 1 de janeiro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]