Universíada de Verão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Universíadas de Verão)
Ir para: navegação, pesquisa
Universíada de Verão
Dados
Entidade responsável FISU
Sede Bruxelas, Bélgica
Presidente Claude-Louis Gallien
Primeira edição 1959
Site oficial FISU
Países que organizaram Universíadas de Verão até 2011.
Em verde, uma vez. Em amarelo, duas vezes. Em laranja, três vezes. E em vermelho, quatro vezes.

A Universíada de Verão é um evento multidesportivo internacional, organizado para atletas universitários pela Federação Internacional do Desporto Universitário (FISU), normalmente, a cada dois anos.[1]

O recorde de participações, de atletas, foi estabelecido em Cazã 2013 (Rússia) aonde se passou pela primeira vez de 15 mil participantes, em Daegu 2003 (Coreia do Sul) com 174 países participantes.[1]

Edições[editar | editar código-fonte]

Edição Ano Anfitrião Período Eventos Modalidades Atletas
País Cidade Início Término Obrig. Opc.
I 1959
Detalhes
Itália
Itália
Turim 26 de agosto 7 de setembro 60 7 0
II 1961
Detalhes
Bulgária
Bulgária
Sófia 25 de agosto 3 de setembro 68 9 0
III 1963
Detalhes
Brasil
Brasil
Porto Alegre 30 de agosto 8 de setembro 69 9 0 713
IV 1965
Detalhes
Hungria
Hungria
Budapeste 20 de agosto 30 de agosto 76 9 0
V 1967
Detalhes
Japão
Japão
Tóquio 27 de agosto 4 de setembro 87 8 1
VI 1970[a]
Detalhes
Itália
Itália
Turim 26 de agosto 9 de setembro 81 9 0
VII 1973
Detalhes
União das Repúblicas Socialistas Soviéticas
União Soviética
Moscovo 15 de agosto 25 de agosto 111 9 1
VIII 1975
Detalhes
Itália
Itália
Roma 18 de agosto 21 de agosto 35 1[b] 0
IX 1977
Detalhes
Bulgária
Bulgária
Sófia 17 de agosto 28 de agosto 101 9 1
X 1979
Detalhes
México
México
Cidade do México 2 de setembro 13 de setembro 95 9 1
XI 1981
Detalhes
Roménia
Roménia
Bucareste 19 de julho 30 de julho 124 9 1
XII 1983
Detalhes
Canadá
Canadá
Edmonton 1 de julho 12 de julho 118 9 1
XIII 1985
Detalhes
Japão
Japão
Kōbe 24 de agosto 4 de setembro 120 10 1
XIV 1987
Detalhes
Jugoslávia
Iugoslávia
Zagreb 8 de julho 19 de julho 138 10 2
XV 1989
Detalhes
Alemanha Ocidental
Alemanha Ocidental
Duisburgo 22 de agosto 30 de agosto 66 3[c] 1
XVI 1991
Detalhes
Reino Unido
Reino Unido
Sheffield 14 de julho 25 de julho 124 10 2
XVII 1993
Detalhes
Estados Unidos
Estados Unidos
Buffalo 8 de julho 18 de julho 135 10 2 3.547
XVIII 1995
Detalhes
Japão
Japão
Fukuoka 23 de agosto 3 de setembro 146 10 3 3 949
XIX 1997
Detalhes
Itália
Itália
Sicília 20 de agosto 31 de agosto 128 10 1 3 949
XX 1999
Detalhes
Espanha
Espanha
Palma de Maiorca 3 de julho 13 de julho 146 10 2 4 076
XXI 2001
Detalhes
China
China
Pequim 22 de agosto 1 de setembro 168 11 2 6 757
XXII 2003
Detalhes
Coreia do Sul
Coreia do Sul
Daegu 21 de agosto 31 de agosto 183 11 3 4 179
XXIII 2005
Detalhes
Turquia
Turquia
Esmirna 11 de agosto 22 de agosto 195 11 4 9 500[d]
XXIV 2007
Detalhes
Tailândia
Tailândia
Banguecoque 8 de agosto 18 de agosto 236 13 5 9 006
XXV 2009
Detalhes
Civil Flag of Serbia.svg
Sérvia
Belgrado 1 de julho 12 de julho 203 13 2 5 379
XXVI 2011
Detalhes
China
China
Shenzhen 12 de agosto 23 de agosto 304[e] 13 11 7 994
XXVII 2013
Detalhes
Rússia
Rússia
Cazã 6 de julho 17 de julho 351 13 13 10 442
XXVIII 2015
Detalhes
Coreia do Sul
Coreia do Sul
Gwangju 3 de julho 14 de julho 272 14[f] 7
XXIX 2017
Detalhes
Taipé Chinesa
Taipé Chinesa
Cidade de Taipei 19 de agosto 30 de agosto 276 14 8 [g][h][i][j]
XXX 2019
Detalhes[k]
Itália
Itália
Nápoles 3 de julho 14 de julho 251 15 3
Notas
  • a. ^ Esta edição foi atrasada um ano por causa da desistência de Lisboa em sediar o evento de 1969
  • b. ^ Esta edição seria realizada em Belgrado, capital da então Iugoslávia e, devido a questões financeiras, foi cancelada em cima da hora e substituída por um campeonato extraordinário mundial de atletismo realizado no Estádio Olímpico de Roma.
  • c. ^ Esta edição seria realizada na cidade de São Paulo, mas pelo momento político conturbado que o Brasil passava entre 1988 e 1989, a cidade se viu obrigada a desistir de sediar o evento, que foi transferido, em menor escala, para Duisburgo na ainda Alemanha Ocidental.
  • d. ^ Estimado
  • e. ^ Seriam 306 eventos nesta edição, mas dois eventos do tiro foram cancelados[2]
  • f. ^ O taekwondo passará a ser modalidade obrigatória a partir dessa edição[3]
  • g. ^ Esta será última edição em que o tiro com arco será uma modalidade opcional, passando a ser modalidade obrigatória a partir da edição de 2019[4]
  • h. ^ A partir dessa edição o número de esportes opcionais retornará para, no máximo, três.Existe uma demanda da FISU para diminuir o tamanho do evento e assim aumentar o interesse de cidades candidatas.[5]
  • i. ^ A partir desta edição o número máximo de esportes opcionais seria de 3,mas o Comitê Organizador solicitou a FISU para adição de mais cinco modalidades,entendendo que as chances de medalhas do país organizador eram muito baixas nas modalidades obrigatórias.[6]
  • j. ^ Esta será última edição em que o badminton foi uma modalidade opcional, não será disputado em 2019 e retornando em 2021 como modalidade obrigatória [7]
  • k. ^ Originalmente marcada para Brasília, no Brasil. Entretanto, em 23 de dezembro de 2014, devido a uma crise financeira que a cidade estava enfrentando,a cidade desistiu de organizar o evento.[8] Um novo processo emergencial de candidatura foi aberto e somente a cidade de Nápoles, na Itália se candidatou como sede suplente,a cidade foi ratificada em 5 de março de 2016.[9]

Quadro de medalhas histórico[editar | editar código-fonte]

 Ordem  País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Medals FISU.svg
1 Estados UnidosUSA Estados Unidos 474 404 371 1 249
2 ChinaCHN China 414 281 224 939
2 União SoviéticaURS União Soviética 409 329 253 991
4 RússiaRUS Rússia 391 315 343 1 049
5 JapãoJPN Japão 284 288 370 942
6 Coreia do SulKOR Coreia do Sul 197 172 188 548
7 ItáliaITA Itália 171 190 226 587
8 UcrâniaUKR Ucrânia 160 176 156 470
9 RomêniaROM Romênia 145 125 140 410
10 AlemanhaGER Alemanha 109 145 197 451

Modalidades[editar | editar código-fonte]

Modalidades obrigatórias[editar | editar código-fonte]

O regulamento atual da Universíada diz que são 14 as modalidades obrigatórias: atletismo, basquetebol, esgrima, futebol, ginástica artística, ginástica rítmica, judô, natação, polo aquático, saltos ornamentais, tênis, tênis de mesa e voleibol.[10]

Destas, estiveram presentes na primeira edição em Turim 1959: atletismo, basquetebol, esgrima, natação, polo aquático, tênis, e voleibol.

Os saltos ornamentais e a ginástica artística foram adicionados em Sófia 1961.Nesta edição houve também a primeira aparição do torneio de basquete feminino que apenas se tornaria compulsório em Budapeste 1965. No entanto,a primeira grande expansão do programa se daria apenas em Kobe 1985 quando o futebol masculino foi adicionado como esporte compulsório, depois de aparecer como opcional na Cidade do México 1979.O primeiro torneio de futebol feminino da história da Universíada foi em Buffalo 1993 ,entretanto ele só se tornaria obrigatório oito anos mais tarde em Pequim 2001,quando o número de equipes foi expandido de 8 para 16.Também em Pequim 2001,houve a adição da ginástica rítmica, depois de aparecer como opcional em Sheffield 1991, Fukuoka 1995 e na Sicília 1997.

A partir de 2007,foi feita a segunda grande expansão do programa,aonde o judô foi adicionado a lista de esportes compulsórios, ele foi a primeira modalidade opcional a ser realizada na história do evento em Tóquio 1967 e posteriormente foi realizada em Kobe 1985, Fukuoka 1995, Palma de Maiorca 1999, Pequim 2001 e Daegu 2003. O tênis de mesa foi adicionado no mesmo ano, depois de ser realizado em Pequim 2001.

Recentemente,houve a terceira grande expansão.Aonde se enquadram a adição do torneio de pólo aquático feminino como modalidade compulsória em Belgrado 2009 e a adição de mais três esportes como compulsórios : o taekwondo será obrigatório a partir de Taipei 2017, o tiro com arco se torna compulsório em Nápoles 2019 e o próximo a evoluir para a categoria de obrigatório será o badminton em 2021.

Além disso, são disputadas algumas provas não olímpicas. Como na natação, a disputa dos 50m nos quatro estilos em ambos sexos; as competições por aparelhos na ginástica rítmica; a meia maratona ao invés da maratona no atletismo; a competição por duplas do mesmo sexo no tênis de mesa; as competições de equipes no tênis e no badminton ; as disputas por equipe e provas mistas nos saltos ornamentais e a realização dos torneios de poomsae no taekwondo.

Quando o esporte é elevado para a categoria de obrigatório,o seu campeonato mundial universitário deixa de ser realizado automaticamente.

Modalidades opcionais[editar | editar código-fonte]

O comitê organizador de cada edição pode sugerir três ou mais esportes opcionais para o Comitê Executivo, pelo menos 2 anos antes da organização de cada edição. A escolha destes deve refletir o desenvolvimento da FISU e o interesse do movimento esportivo universitário do país organizador e também dependendo do próprio interesse da cidade e assim muitas vezes acabam sendo também incluídos esportes não olímpicos e fora do calendário da FISU.Por isso,os esportes opcionais variam de uma Universíada de Verão para outra.Os Comitês Organizadores podem escolher da lista dos Campeonatos Universitários Mundiais (WUC) até 3 esportes opcionais para serem incluídos em seu programa esportivo específico.Nas Universiadas mais recentes em Shenzhen (China), Cazã (Rússia) e Gwangju (Coreia do Sul), o número total de esportes atingiu um pico com 24, 27 e 21 esportes, respectivamente.O número de esportes presentes em Taipé (Taipé Chinesa) também será de 21. A fim de reduzir a escala da Universiada e encontrar mais facilmente as futuras cidades interessadas, a FISU preferiu que o número de esportes opcionais permaneça dentro de um intervalo razoável, ou seja, retornando para o número de 3, número que foi aplicado até a edição de 2003.[11]

Existe uma lista de 29 esportes que podem ser opcionais, pois tem campeonatos mundiais vinculados a FISU.

Modalidades opcionais já realizadas[editar | editar código-fonte]

2019[editar | editar código-fonte]

Essas serão as modalidades opcionais da Universíada de Nápoles 2019:[12]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Federação Internacional do Desporto Universitário (FISU). «FISU Hoje - Universíadas» (em inglês). Consultado em 29 de setembro de 2008 
  2. (em inglês). Site oficial de Shenzhen 2011 http://www.sz2011.org/Universiade/announcem/csnotice/. Consultado em 23 de agosto de 2011  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  3. «Fatos da Universíada» (PDF) (em inglês). Prefeitura de Edmonton. Consultado em 16 de março de 2009 
  4. «FISU Executive Committee Meeting in Kazan, final day» (em inglês). FISU. Consultado em 16 de maio de 2012 
  5. «Summer Universiades» (em inglês). FISU. Consultado em 9 de junho de 2012 
  6. «Esportes» (em inglês). Site oficial de Taipei 2017. Consultado em 19 de outubro de 2015 
  7. «FISU Badminton» (em inglês). FISU. Consultado em 6 de setembro de 2017 
  8. FISU. 23 de dezembro de 2014 http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2014/12/rollemberg-alega-crise-financeira-e-suspende-universiade-no-df.html. Consultado em 23 de dezembro de 2014  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  9. (em italiano). La Repubblica. 5 de março de 2016 http://napoli.repubblica.it/cronaca/2016/03/05/news/universiadi_2019_assegnate_a_napoli_e_alla_campania-134834138/. Consultado em 5 de março de 2016  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  10. Federação Internacional do Desporto Universitário (FISU) (Julho de 2007). «Regulations for FISU events» (PDF) (em inglês). Consultado em 10 de dezembro de 2008 
  11. Site oficial da FISU. «Summer Universiade» (em inglês). Consultado em 1 de fevereiro de 2017 
  12. Site oficial da FISU. «List of Sports» (PDF) (em inglês). Consultado em 1 de fevereiro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]