A Date with Judy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A Date with Judy
A Professora de Rumba (PT)
O Príncipe Encantado (BR)
 Estados Unidos
1948 • cor • 113 min 
Direção Richard Thorpe
Roteiro Dorothy Cooper e Dorothy Kingsley
Elenco Wallace Beery
Jane Powell
Elizabeth Taylor
Carmen Miranda
Xavier Cugat
Robert Stack
Scotty Beckett
Selena Royle
Leon Ames
Lloyd Corrigan
Género comédia
Idioma ingles
Página no IMDb (em inglês)

A Date With Judy (O Príncipe Encantado (título no Brasil) ou A Professora de Rumba (título em Portugal)) é um filme americano de 1948 do gênero comédia musical, dirigido por Richard Thorpe. O filme se baseou em um programa de rádio do mesmo nome, que foi transmitido de 1941 a 1950.[1]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Em Santa Barbara, Califórnia, Judy Foster (Jane Powell) e seus amigos da escola de segundo grau estão ensaiando para um show, mas a diretora do espetáculo, Carol Pringle (Elizabeth Taylor), acha que as músicas são muito juvenis. No show, a orquestra de Xavier Cugat seria a atração principal. O irmão de Carol e namorado de Judy diz que não vai mais levá-la ao baile. Desapontada ela vai até o Popïs Soda Fountain onde encontra o sobrinho de Pop, Stephen I. Andrews (Robert Stack), por quem acaba se apaixonando. Ele promete levá-la ao baile. Durante a dança, Stephen encontra Carol, a quem acha a garota mais bonita de Santa Barbara. Carol insiste para que seu irmão retome o namoro com Judy de forma a ficar com Stephen. Neste ínterim, Rosita Conchellas (Carmen Miranda) tenta ensinar rumba ao pai de Carol, Melvin Foster (Wallace Beery). Quando Judy encontra uma saia escondida no escritório de Melvin, ela acha que ele está tento um caso e tenta salvar o casamento dos pais. Após vários desentendimentos, Judy retoma o seu namoro como irmão de Carol que, por sua vez, está apaixonada por Stephen. Rosita Conchellas era noiva de Xavier Cugat e as relações com Melvin ficam explicadas.

Elenco principal[editar | editar código-fonte]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O filme foi lançado em 5 de agosto de 1948 na cidade de Nova York. Em Portugal seu lançamento ocorreu em 25 de abril de 1950.

Números musicais[editar | editar código-fonte]

  • Judaline por Jane Powell, Scotty Beckett e Quarteto.
  • Its a Most Unusual Day por Jane Powell.
  • I'm Strictly on the Corny Side por Jane Powell e Scotty Beckett.
  • Love Is Where You Find It por Jane Powell.
  • Its a Most Unusual Day por Elizabeth Taylor (Dublado por Jean McLaren).
  • Swing Low, Sweet Chariot por Lillian Yarbo.
  • Smiling Through The Years por Jane Powell e George Cleveland.
  • Love Is Where You Find It (Reprise) por Jane Powell.
  • Home Sweet Home por Jane Powell, Jerry Hunter e Selena Royle.
  • Judaline (Reprise) por Scotty Beckett e Quarteto.
  • Cooking With Gas por Carmen Miranda com Xavier Cugat e sua Orquestra.
  • Marguerita por Xavier Cugat e sua Orquestra.
  • Cuanto La Gusta por Carmen Miranda com Xavier Cugat e sua Orquestra.
  • Its a Most Unusual Day (Reprise #2 - Final) por Todo o elenco.

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Com um orçamento estimado em US$ 1,353,000 o filme foi um sucesso comercial, arrecadando cerca de US$ 3,431,000 somente nos Estados Unidos e Canadá e outros US$ 1,155,000 em todo o mundo.[2]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Para Elizabeth Taylor, A Date With Judy representou uma oportunidade de construir uma imagem totalmente nova, diferente de Jane Powell que sempre interpretava papeis de boa moça. O papel da sensual menina má Carol no filme deu a Elizabeth a oportunidade de mostrar ao mundo que ela não era mais uma criança, mas uma bela jovem. Um contraste direto com a salubridade de Powell, a personagem de Taylor era mais madura, e os figurinos e maquiagem ajudaram estrategicamente a aumentar sua sensualidade.

Os destaques musicais no filme incluem a popular "It's a Most Unusual Day" e "Judaline". No entanto, é a "Brazilian Bombshell" Carmen Miranda que quase rouba a cena em um papel de coadjuvante como a professora de rumba Rosita. Sua interpretação energética de "Cuanto Le Gusta" faz sozinha com que assistir A Date With Judy vala a pena.[3]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. O Príncipe Encantado (1948)
  2. The Eddie Mannix Ledger. Margaret Herrick Library, Center for Motion Picture Study. Página visitada em 25 de março de 2014.
  3. Andrea Passafiume. "ARTICLES: A Date with Judy (1948)". Watch Turner Classic Movies on TCM. Página visitada em 25 de março de 2014.