Jane Powell

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jane Powell
Jane Powell em Núpcias Reais (1951).
Nome completo Suzanne Lorraine Burce
Nascimento 1 de abril de 1929
Portland, Oregon
Nacionalidade Estados Unidos Norte-americana
Ocupação atriz
IMDb: (inglês)

Jane Powell, nome artístico de Suzanne Lorraine Burce (Portland, 1 de abril de 1929), é uma atriz, dançarina e cantora norte-americana, durante seus quase 60 anos de carreira estrelou mais de 22 filmes no estúdio MGM, 11 séries de televisão, e inúmeros programas de rádio e musicais teatrais.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

1929 — 1943: Primeiros anos e início da carreira[editar | editar código-fonte]

Filha única de Paul E. Burce e Eileen Baker Burce, nascida em Portland, Oregon, Powell começou a ter aulas de dança com dois anos de idade, aos cinco, aparecia no programa de rádio Stars of Tomorrow. Burce Scotty Weston, caçador de talentos e instrutor de dança convenceu sua família a mudar-se para Oakland, para que Powell pode-se ter aulas de dança, na esperança de ser descoberta.

Aos 12 anos, Powell foi selecionada como uma Victory Girl, viajando por todo o estado de Oregon durante dois anos, foi nessa época que ela conheceu Lana Turner. Durante a época de "Oregon Victory Girl", Powell teve dois programas de rádio semanais. Durante o primeiro, cantava com acompanhamento de órgão, e o segundo com uma orquestra e outros artistas.[2]

Em 1943, seus pais a levaram para passar férias em Hollywood. Lá, ela apareceu no programa de rádio de Janet Gaynor - Hollywood Showcase: Stars over Hollywood - o show era um concurso de talentos, e Powell venceu a competição, logo fez um teste com Louis B. Mayer da MGM, foi, então, que ela assinou um contrato de sete anos com o estúdio.[3] Dois meses depois, Powell tinha sido emprestada a United Artists para seu primeiro filme, Viva a Juventude (1944).

1944 — 1958: Anos na Metro-Goldwyn-Mayer[editar | editar código-fonte]

Jane Powell em uma cena do filme Quando Canta o Coração de 1950.

Durante seus primeiros anos na Metro-Goldwyn-Mayer, Powell fez seis filmes, e apareceu em programas de rádio e produções teatrais,incluindo The Student Prince.[4] Seu segundo filme, Deliciosamente Perigosa de 1945, foi considerado por ela o "pior filme" que já fez.[5] Nas gravações de Romance no México de 1946, Powell conheceu seu futuro amigo, Roddy McDowall, o longa-metragem foi seu primeiro filme em cores; ja que seus dois primeiros tinham sido em preto e branco.

Ao longo do fim dos anos 40 e inicio dos anos 50 Jane Powell estrelaria as comédias musicais: Três Filhas Levadas (1948); O Príncipe Encantado (1948) e Romance Carioca (1950). Ao lado de Fred Astaire protagonizou Núpcias Reais de 1951, quando foi trazida para substituir June Allyson, que havia se afastado por das gravações por causa de sua gravidez, e, em seguida, Judy Garland, que abandonou o trabalho devido problemas de saúde.

Seu mais conhecido trabalho no cinema é, provavelmente, Sete Noivas para Sete Irmãos de 1954, filme que lhe deu a oportunidade de interpretar uma personagem mais madura, diferente dos seus trabalhos antecessores.

Seus outros filmes no estúdio MGM incluem: Rica, Bonita e Solteira (1951); Senhorita Inocência (1953); Uma Garota de Sorte (1953), Tentações de Adão (1954); Bem no Meu Coração (1954); Marujos e Sereias (1955) e Uma Aventura em Balboa (1958)

Em 1956, Powell cantou a música I'll Never Stop Loving You durante a 28ª edição do Oscar.[6]

1957 — 2002: Últimos trabalhos[editar | editar código-fonte]

Jane Powell aos 32 anos em foto publicitaria de 1961.

Com o fim de seu contrato com a MGM, Powell dedicou-se, assim como a maioria dos artistas de sua época, a um novo veiculo de comunicação que rapidamente se expandia pelos Estados Unidos, a televisão.

Durante o final da década de 1950, e inicio dos anos 60, ela apareceria em diversos programas de variedades muito populares da época, como The Perry Como Show, The Andy Williams Show, The Kraft Music Hall, Frank Sinatra, The Ed Sullivan Show, The Hollywood Palace, The Red Skelton Show, Eddie Fisher, The Dinah Shore Show, The Dean Martin Show, The Garry Moore Show, The Jerry Lewis Show e The Judy Garland Show.

Entre os outros inúmeros especiais para a televisão que participou, destacam-se Meet Me in St. Louis, Young at Heart, Feathertop, The Danny Thomas Show 1967, The Victor Borge Show, Ruggles of Red Gap, The Dick Powell Show e June Allyson Show.

Na década de 1970, estrelaria três telefilmes, Wheeler and Murdoch, The Letters e Mayday at 40,000 Feet!, e uma participação especial em Murder She Wrote.

Em 1985, Powell participou de uma novela americana chamada Loving, interpretando uma mulher de negócios. No final da década de 1980 e início da década de 1990, ela também teve um papel regular na serie Growing Pains, interpretando a mãe de Alan Thicke.

Sua última aparição na TV foi em um episódio especial da série Law & Order em 2002.

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Powell vive atualmente em Manhattan e (desde 1985), em Wilton, Connecticut,[7] com seu quinto marido, o ex-ator mirim Dick Moore. Foi casada 4 vezes e teve 2 filhos do primeiro casamento e 1 do segundo.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Estrela de Jane Powell na Calçada da Fama de Hollywood.

Referências

  1. A Date With Jane Powell
  2. Powell, Jane (1988). The Girl Next Door...and How She Grew (1st ed.). ISBN 0-688-06757-3.
  3. Thomas, Nick, "Wilton's Jane Powell, 80 years young", p 1B, The Wilton Bulletin (and other Hersam Acorn newspapers), 10 de Setembro de 2009
  4. "Young Star". Los Angeles Times. 30 de Agosto de 1948.
  5. Powell, Jane (1988). The Girl Next Door...and How She Grew (1st ed.). ISBN 0-688-06757-3.
  6. Schuer, Phillip K. (22 de Março de 1956). "Oscar Plays 2nd Fiddle to Auto". Los Angeles Times. p. 2.
  7. Thomas, Nick, "Wilton's Jane Powell, 80 years young", p 1B, The Wilton Bulletin (and other Hersam Acorn newspapers), 10 de Setembro de 2009

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Jane Powell
Este artigo sobre uma atriz é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.