Anel (diacrítico)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde dezembro de 2009)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.

O anel é um signal diacrítico usado em algumas línguas, como o Dinamarquês, o Norueguês, o Sueco e o Walão (uma língua falada na Bélgica). É usado para marcar pronúncias mais fortes, particulares.

Å å
Ǻ ǻ
Ń̊ ń̊
Ů ů
у̊

Anel sobre a letra[editar | editar código-fonte]

O anel sobre uma letra ocorre no Dinamarquês, no Norueguês, no Sueco e no Walão. O código unicode do símbolo é 00C5 quando maiúsculo e 00E5 quando minúsculo.

Outro carácter idêntico é o "Ů" (versão minúscula: ů), muito usado na Língua Tcheca (na qual o anel é conhecido por "kroužek, onde soa como um "ú" longo). O código unicode deste símbolo é 016E quando maiúsculo e 016F quando minúsculo.

O anel é também usado na língua Bolonhesa (do tronco Emiliano-Romagnolo) a fim de distinguir graficamente o som /ɑ/ (å) do som /a/ (a).

Quando os Soviéticos forçaram a Lituânia a escrever com o Alfabeto cirílico, no Século XIX, o anel passou a ser usado sobre o У para indicar o som /wɔ/.

Anel sob a letra[editar | editar código-fonte]

O anel é usado também pelo Alfabeto Fonético Internacional (AFI) a fim de representar o som semi-mudo [ɹ̩]). Para isto, usam-se os códigos Unicode 1E00 (Ḁ) e 1E01 (ḁ).

Metade de um anel (!)[editar | editar código-fonte]

No Armênio, se usa o anel cortado na metade, como dois diacríticos distintos, ՙ e ՚.

Usos do anel[editar | editar código-fonte]

Sueco (Svenska)[editar | editar código-fonte]

Åå oː/ɔ

Å é a vigésima-sétima letra do alfabeto sueco, a seguir ao z e antes do ä. É pronunciada aproximadamente como "ô" em português.

Não se trata portanto da letra "a" com o diacrítico chamado "anel", mas sim de uma letra independente.

A letra å representa, historicamente, uma versão alongada do fonema /a/, grafado na Idade Média como "aa".

Outras línguas germânicas também a usam, mas como sendo somente um A anelado.

Devido aos diversos metaplasmos que a língua sofreu, na palavra Åtta (oito), o /a/ é mais curto que o normal, não o contrário.

Dinamarquês (Dansk) e Norueguês (Norsk)[editar | editar código-fonte]

Åå ɔ(ː)

Costumavam a usar o å da mesma maneira que o Sueco, mas, em algum ponto da História, começaram a o substituir pelo dígrafo "aa", talvez por ter entrado em contato com a ortografia Alemã.

Em 1917 e 1948 (respectivamente, na Noruega e na Dinamarca), a letra å foi reintroduzida, substituindo o "aa" em substantivos comuns. Por exemplo, o nórdico hår hɔːr (cabelo) e o (também) nórdico åtte ɔtːə (oito).

Todavia, muitas palavras nessas línguas passaram a se escrever de duas formas, com "å" e com "aa".

Em ambas as línguas, o å (ou aa) é classificado à parte, após o Z.

Tcheco (Česky) e Lituano (Lietuvių)[editar | editar código-fonte]

Ůů u(ː)

É usada em Língua Tcheca "letra" Ů, que é classificada à parte após a letra Z na variação tcheca do alfabeto fenício coevo. Representa um som u longo.

O Lituano, cuja ortografia é baseada no Tcheco, usa para representar um som equivalente ao diptongo yo a letra ů. Actualmente, porém, às vêzes sescreve-se "uo" ao invés de "ů", como em důna (pão), que pode se escrever "duona".

Walão (Wallon) e Picardo (Picard)[editar | editar código-fonte]

Åå ɒː ou ou
E̊e̊ ə

O Walão utiliza o anel na sua vogal A segundo a ortografia rifondou Wallon (Walão unificado).

Ela foi introduzida na R.W. pelo Systêma de Transpripção Fonético-Analýltica Feller (em homenagem a seu inventor, Jules Feller) no início do Século XX DC para se referir ao som ɒː (algo entre ɑ (como em frágil) e o (como em pôr)).

Rapidamente foi aceita para o Walão de Liège e de diversas outras localidades nas redondesas.

Quando, na década de 1990, houve a necessidade de uma ortografia comum à tôda a Língua Walã se fez sentir, a letra å, já amplamente utilizada (mas com sons diferentes), foi imediatamente aceita. E assim, em palavras como påsse (colar), há a pronúncia pɒːs, a pronúncia paːs e a pronúncia poːs, tôdas correctas.

Às vezes, se é usado um "e anelado" (ə), mas é mais comum o uso de "ë", "ù" ou "eu".

O Picardo, em certas grafias (Lévèque-Braillon ou Feller), utiliza o mêsmo grafema (Å, å) por motivos similares: cåt kɒt, kat ou kot (gato). Também pode-se escrever, porém, "cat".

Outras línguas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]