Certificado de Depósito Bancário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de CDB)
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde janeiro de 2014).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Flag of Brazil.svgGnome-globe.svg
Esta página ou seção está redigida sob uma perspectiva principalmente brasileira e pode não representar uma visão mundial do assunto.
Por favor aperfeiçoe este artigo ou discuta este caso na página de discussão.

Os Certificados de Depósito Bancário (CDB) são títulos nominativos emitidos pelos bancos e vendidos ao público como forma de captação de recursos.

Os CDBs podem ser negociados a partir de uma taxa fixa (chamados CDBs pré-fixados) de juros ou uma taxa atrelada a índices econômicos (chamados CDBs pós-fixados), como CDI, SELIC, IPCA, entre outros. Seus prazos variam de instituição para instituição e estão sujeitas à incidência de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) e Imposto de Renda na Fonte (IRF).

Principais modalidades[editar | editar código-fonte]

As principais modalidades de Certificado de Depósito Bancário são:

CDB - Prefixado[editar | editar código-fonte]

Os CDBs prefixados são títulos que não têm prazo mínimo, não podendo ter o seu vencimento em sábados, domingos, ou feriados. A rentabilidade destes títulos é determinada na hora da aplicação, e portanto, você saberá previamente o quanto irá receber no vencimento. Nos momentos de crise, com tendência à queda das taxas de juros, os bancos darão preferência à captação de recursos em CDB pos-fixado de prazo longo.

CDB - Pós-fixado[editar | editar código-fonte]

Os CDBs pós-fixados podem ser oferecidos pelos bancos com ou sem liquidez diária, rendem de acordo com o desempenho de indicadores como os Certificados de Depósito Interbancário (CDI) ou a Taxa de Referência (TR). Esses títulos são populares em momentos onde existe perspectiva de aumento dos juros.

CDB - com Swap[editar | editar código-fonte]

Os CDBs com swap são títulos que podem ser negociados com remuneração pré-fixada ou pós-fixada de acordo com o desempenho de indicadores como Taxa SELIC, taxa cambial ou CDI. Os montantes mínimos de investimento são superiores às modalidades anteriores, geralmente acima de R$ 100 mil.

Imposto sobre Operações Financeiras[editar | editar código-fonte]

Incidem sobre os rendimentos de resgates totais ou parciais de aplicações em CDB inferiores à 30 dias, o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), proporcionalmente ao número de dias restantes para fechar o primeiro mês (30 dias), iniciando em 96% para aplicações com 1 dia e 0% para aplicações com 30 dias ou mais.

Imposto de Renda[editar | editar código-fonte]

A cobrança de Imposto de Renda sobre os rendimentos do CDB varia conforme o prazo da aplicação[1] :

  • até 180 dias, alíquota de 22,5%
  • de 181 à 360 dias, alíquota de 20%
  • de 361 à 720 dias, alíquota de 17,5%
  • mais de 720 dias, alíquota de 15%

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências