Centralina electrónica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Centralina utilizada num veículo Isuzu Geo Storm.

Uma centralina é um dispositivo electrônico utilizado no controlo de uma grande variedade de dispositivos mecânicos e elétricos/eletrónicos de um automóvel.

De forma muito simplificada, o funcionamento de uma centralina, é o seguinte:

Sensores ⇒ Centralina ⇒ Actuadores

  • Sensores (também designados Transductores de Entrada): Convertem as grandezas físicas que monitorizam, para sinais elétricos que enviam para a centralina.
  • Centralina: Recebe dos sensores, os sinais elétricos correspondentes a grandezas físicas, processa esses sinais, e envia para os actuadores os sinais eléctricos correspondentes a acções que os actuadores devem executar.
  • Actuadores (também designados Transductores de Saída): Convertem os sinais elétricos recebidos da centralina para grandezas físicas, correspondentes às acções mecânicas e/ou elétricas que devem executar.

A centralina, por sua vez, é constituída pelos seguintes módulos:

  • Conversor A/D: Converte sinais eléctricos analógicos para digitais (recebidos dos sensores).
  • Processador Digital de Sinal (em inglês DSP - Digital Signal Processor): Processa os sinais recebidos, efectua os cálculos e gera sinais resultantes dos cálculos efectuados.
  • Memória EEPROM ou FLASH: Onde reside o programa que controla o funcionamento da centralina.
  • Memória RAM: Onde o DSP guarda temporáriamente dados, sobre o estado de funcionamento em que se encontra o veículo, a cada instante.
  • Portos de E/S (entrada e saída): Portas de comunicação entre o DSP e os conversores A/D e D/A.
  • Conversor D/A: Converte sinais eléctricos digitais para analógicos (que envia para os actuadores).

Este era o funcionamento clássico de uma centralina que controlava todo o veículo. Actualmente os veículos, em vez de uma única centralina, dispõem de uma rede de centralinas, cada uma delas especializada numa determinada tarefa, e podendo ter entre 80 a 100 centralinas especializadas, e uma que supervisiona o funcionamento geral do veículo.

Temos assim:

  • Unidade de Controlo do Motor (em inglês ECU - Engine Control Unit)
  • Unidade de Controlo de Transmissão (em inglês TCU - Transmission Control Unit)
    • as duas unidades acima, em conjunto são designadas Módulo de Controlo de Potência (em inglês PCM - Powertrain Control Module)
  • Unidade de Controlo da caixa de velocidades (em inglês GCU - Gearbox Control Unit)
  • Unidade de Controlo de Airbag (em inglês ACU - Airbag Control Unit)
  • Unidade de Controlo de Telefone (em inglês TCU - Telephone Control Unit)
  • Interface Homem-Máquina (em inglês MMI - Man Machine Interface)
  • Unidade de Controlo de Portas (em inglês DCU - Door Control Unit)
  • Unidade de Controlo de Bancos (em inglês SCU - Seat Control Unit)
  • Unidade de Controlo de Climatização (em inglês CCU - Climate Control Unit)
  • Unidade de Controlo de Velocidade (em inglês SCU - Speed Control Unit)
  • Unidade de Controlo do Painel de Instrumentos (em inglês CCU - Convenience Control Unit)
  • Unidade de Controlo de Parqueamento (em inglês PCU - Park-assistant Control Unit)

A Centralina principal (Unidade de Controlo Electrónico) é vulgarmente designada "cérebro do carro"