Escapamento

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Escapamento de um automóvel

O tubo de escape, ou escapamento no Brasil, é um condutor que possibilita ao automóvel encaminhar os gases do resultado da combustão para fora do ambiente do motor, além de influenciar no desenvolvimento do motor1 . Geralmente são produzidos com materiais inoxidáveis devido à forte corrosão causada pelos gases, além de materiais filtrantes. Sua aplicação é mais conhecida em automóveis, mas se dá em uso de qualquer motor a explosão, em geradores, embarcações, trens etc.

O escapamento influencia diretamente no desempenho e potência do motor, pois é ele que é responsável pela liberação dos gases. Se os gases tiverem dificuldade para sair, o motor trabalhará com menor desempenho, porém se as saídas estiverem muito liberadas, o motor fará esforço desnecessário.

Constituição geral de um sistema de escapamento[editar | editar código-fonte]

É composto de tubulações, sendo uma conectada diretamente ao coletor de escape do motor, intermediários, abafador de ruído e nos veículos fabricados a partir de meados dos anos 90, passou a ser obrigatório o uso do catalisador, responsável pela oxidação dos agentes poluentes provindos da combustão, atendendo assim a regulamentação de emissões vigente.

Principais funções[editar | editar código-fonte]

  • Liberação eficiente dos gases resultantes da combustão
  • Redução dos ruídos resultantes da combustão
  • Auxilio na vida útil do motor
  • Controle e economia de combustível
  • Redução da emissão de poluentes2

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Automobilismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.