Eixo cardã

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Exemplo de juntas e eixo cardã

O eixo cardã (também conhecido como cardan ou cardão) é um componente da transmissão, responsável pela transmissão do torque e cuja função é fornecer independência às forças motrizes. Muito utilizado em veículos com motor dianteiro e tração traseira ou 4x4 e em algumas motocicletas.

Elementos[editar | editar código-fonte]

Numa visão geral, o eixo cardã é composto de dois eixos tubulares: um primário, centrado à fonte motriz, e outro secundário, centrado ao eixo de tração. As suas extremidades contam com articulações denominadas juntas móveis universais, que podem possuir rolamentos, mangas de ligação, grampos ou anéis de pressão e guarda-pós para acompanhar o movimento unilateral dos mesmos.

São utilizados em equipamentos e transmissões que se tenha desalinhamento do conjunto, ou que o trabalho desse conjunto possa ocasionar um desalinhamento, como no caso de uma transmissão de caminhão, onde o movimento do eixo traseiro promove desalinhamento com a saída da caixa de marchas.

Aplicações[editar | editar código-fonte]

Carros: utilizados nos veículos com motor dianteiro e tração traseira ou 4X4 como meio de transmissão do motor para as rodas.

Motocicletas: utilizado como substituto da corrente de transmissão, torna o conjunto mais silencioso, além de ser quase isento de manutenção.

Cardan caminhão 6x4

Máquinas: na área industrial, é largamente aplicado em equipamentos e maquinários.

Caminhões: utilizado na transmissão ao(s) eixo(s), além dos aparelhos hidráulicos para o basculamento de caçambas e outras aplicações.

Ônibus: Utilizado na transmissão ao eixo traseiro, podendo ter tanto motor dianteiro como traseiro, no caso de motor traseiro utiliza-se normalmente somente um Cardan ao contrario dos motores dianteiros que normalmente possuem vários cardans.