Corvus (constelação)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Corvo

Corvus constellation map.png
Nome latino
Genitivo

Corvus
Corvi

Abreviatura Crv
 • Coordenadas
Ascensão reta
Declinação
12 h
-20°
Área total 184° quadrados
 • Dados observacionais
Visibilidade
- Latitude mínima
- Latitude máxima
- Meridiano
 
-90°
+60°
10 de maio, às 21h
Estrela principal
- Magn. apar.
γ Crv (Gienah)
2,59
Outras estrelas
- Magn. apar. < 3
- Magn. apar. < 6
 
2
-
 • Chuva de meteoros

Corvidi (26 de junho)

 • Constelações limítrofes
Em sentido horário:

Corvus (Crv), o Corvus, é uma constelação do equador celeste. O genitivo, usado para formar nomes de estrelas, é Corvi.

Corvus é uma pequena constelação localizada no sul do céu, nela apenas onze estrelas são visíveis à olho nu. Seu nome, em latim, significa corvo ou gralha. Foi uma das 48 constelações listadas por Ptolomeu, que contou apenas 7 estrelas, e continua a ser uma das 88 constelações modernas.

Estrelas[editar | editar código-fonte]

é constituída por quatro estrelas principais: δ(Algorab), γ(Gamma Corvi), ε(Epsilon Corvi), e β Crv(Beta Corvi).

História e Mitologia[editar | editar código-fonte]

Corvo: Dizia-se que uma vez o corvo fora bonito, teve penas brancas como a neve e pode falar com os humanos, mas tudo isso mudou. Como ave sagrada de Apolo, o corvo foi mandado para vigiar a sua mulher se grávida, Coronis. Coronis aos poucos foi perdendo o interesse em Apollo e se apaixonando por um mortal. O corvo relatou tal infidelidade à Apolo que num acesso de raiva, negrejou as penas do corvo e tirou a sua capacidade de se comunicar. Coronis foi morta pela irmã gêmea de Apolo, Artemis. O filho do casal foi resgatado e protegido. Ele então ficou conhecido como Esculápio, o deus da medicina e da cura.

Em outra história conta-se que Apolo mandou o corvo, para recolher água na mais próxima Taça. Mas a ave gastou esse tempo a comer figos. Depois, como uma desculpa para ter perdido esse tempo, agarrou a Cobra de Água (Hidra) nas suas garras e regressou, dizendo a Apolo que esta criatura era a razão do seu atraso. Apollo, não quis ter nada a ver com eles, e atirou os três: o corvo, a taça, e a Hidra para os céus. Como castigo, fez com que o corvo tivesse que sofrer sede eterna (e isso faz com que a ave produza aquele som em vez de piar). As constelações vizinhas são Virgo, Crater e Hydra.

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Corvus (constelação)
Ícone de esboço Este artigo sobre astronomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.