Duque de Viseu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Brasão de Armas do Infante D. Henrique, 1.º Duque de Viseu

O título de Duque de Viseu foi criado pelo rei D. João I de Portugal em 1415, a favor do seu terceiro filho, o Infante D. Henrique, na sequência da conquista de Ceuta, naquele ano. Juntamente com Ducado de Coimbra, criado na mesma altura, é o mais antigo ducado do país.

O Infante D. Henrique, nomeia o seu sobrinho, o Infante D. Fernando seu herdeiro, tornando-se este o 2.º Duque de Viseu. Com D. Fernando, torna-se num título hereditário, associado ao Ducado de Beja, do qual se tornou o primeiro titular.[1]

Em 1495 o herdeiro destes títulos, D. Manuel, 5.º Duque de Viseu e 4.º Duque de Beja torna-se Rei de Portugal como D. Manuel I, sendo os títulos incorporados na coroa. Desde então os títulos são ocasionalmente atribuídos a Infantes de Portugal.

Duques de Viseu[editar | editar código-fonte]

  1. D. Henrique de Portugal, Infante de Portugal (1394–1460)
  2. D. Fernando de Portugal, Infante de Portugal e 1.º Duque de Beja (1433–1470)
  3. D. João de Beja, 2.º Duque de Beja (1448–1472)
  4. D. Diogo de Beja, 3.º Duque de Beja (1450–1484)
  5. D. Manuel de Beja, 4.º Duque de Beja e, depois, Rei de Portugal como D. Manuel I (1469–1521)
  6. Maria de Portugal, filha de D. Manuel e sua terceira esposa, Leonor de Áustria (1521–1577)

Reivindicações pós-Monarquia[editar | editar código-fonte]

  1. D. Miguel de Bragança, Infante de jure de Portugal (1878–1923)
  2. D. Miguel de Bragança, Infante de Portugal (1946–)

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Duques de Beja-Viseu, recuperado em 20 de março 2014