Educação feminina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Educação feminina é um termo que abrange um complexo de temas, questões e debates em torno da educação (primária, secundária, terciária e de saúde, em particular) para as mulheres. Entre estes temas estão a desigualdade entre os sexos, o acesso à educação, além das questões que envolvem a educação segregada e a educação religiosa, nas quais a divisão da educação por critérios de sexo ou religião têm sido dominante, historicamente, e que ainda são relevantes à discussão contemporânea sobre a educação feminina como uma questão global.

Enquanto o movimento feminista certamente promoveu a importância das questões ligadas à educação feminina, a discussão é ampla, e não fica restrita a termos estreitos de referência; pode incluir, por exemplo, a AIDS.[1]

Referências

  1. Brent, Robert J., "Does female education prevent the spread of HIV-AIDS in Sub-Saharan Africa?" - Applied Economics, 2006, vol. 38, edição 5, págs. 491-503

Ligações externas[editar | editar código-fonte]