Estádio Nelson Mandela Bay

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Estádio Nelson Mandela Bay
Nomes
Nome Nelson Mandela Bay Stadium
Apelido "The Sunflower"
Características
Local Port Elizabeth, África do Sul
Gramado Futebol - 105m X 68m
Rugby - 100m X 70m
Capacidade 48 459[1]
Construção
Data 2007 a 2010
Custo R2.05 bilhões (R$590 milhões)
Inauguração
Data 2009 (Primeira partida)
2010 (Partida oficial)
Partida inaugural Coreia do Sul 2-0 Grécia
Primeiro gol Park Chu-Yong(Coreia do Sul)
Outras informações
Proprietário Região Metropolitana de Nelson Mandela Bay
Administrador Access Facilities and Leisure Management (Pty) Limited
Arquiteto gmp
Architectural Design Associates(Pty)Ltd & Dominic Bonnesse Architects cc

O Estádio Nelson Mandela Bay (em inglês: Nelson Mandela Bay Stadium) é um estádio com 48.000 assentos situado em Porto Elizabeth, na África do Sul.

Com um custo de 2 bilhões de rands (aproximadamente 590 milhões de reais), o Estádio Nelson Mandela Bay foi construído com vista para o North End Lake, no coração da cidade, para servir de sede para a Copa do Mundo FIFA de 2010. O estádio sedia regularmente partidas de Futebol e Rugby Union e também sedia grandes eventos como shows e etc.

Pré-construção[editar | editar código-fonte]

Essa é a primeira vez que um estádio de alto nível é construído na província do Cabo Oriental. A cidade não contava com uma grande associação de futebol e na época do apartheid esse esporte recebeu pouca importância. Os clubes de futebol locais necessitavam de usar estádios menores presentes na cidade e partidas com grandes públicos eram realizadas no EPRU Stadium, originalmente sede de jogos de Rugby. O EPRU Stadium foi frequentemente vítima de problemas pois como era naturalmente sede de jogos de Rugby a superfície do gramado não era ideal para a pática de Futebol. Quando Port Elizabeth foi escolhida como cidade-sede da Copa do Mundo FIFA de 2010, a cidade decidiu ser contra a reforma EPRU Stadium, já que o mesmo necessitaria ser completamente reconstruído, para atender todos os requisitos da FIFA. A cidade decidiu então construir um estádio multiuso totalmente novo, no coração da região.

Inevitavelmente o estádio foi alvo de várias especulações sobre o andamento das obras para a Copa do Mundo FIFA de 2010, Já que os requisitos impostos pela FIFA deveriam ser cumpridos até Janeiro de 2010. O Nelson Mandela Bay Stadium foi o primeiro dos cinco novos estádios a iniciar suas obras. Os outros novos estádios são em Cape Town, Durban, Polokwane e Nelspruit.

Nome do Estádio[editar | editar código-fonte]

O estádio leva o nome do local onde está sediado, a Região Metropolitana de Nelson Mandela Bay. Esta região é constituida por cidades como Port Eliezerbeth, Uitenhage e Despatch, assim como outros pequenos municípios.

O estádio é diversas vezes chamado, incorrretamente, de 'Nelson Mandela Stadium' pela mídia. Outro erro comum é associar o nome do estádio como uma homenagem ao líder Nelson Mandela, sendo que apenas a região onde o mesmo se situa é nomeada com essa finalidade.

Design[editar | editar código-fonte]

O estádio possui uma atraente cobertura formada por apenas uma estrutura e uma espetacular perperctiva, com vista para o North End Lake. A cobertura é composta por uma série de "pétalas" brancas, dando ao Nelson Mandela Bay uma aparência semelhante a uma flor. Por essa razão o estádio é apelidado de "The Sunflower" (O Girassol, em português). Não existem no mundo muitos estádios com vista para lagos, tornando o Nelson Mandela Bay Stadium um atrativo a mais. O estádio possui aproximadamente 40 m de altura e é constituido po seis níveis de arquibancadas no setor ocidental e cinco níveis em cada um dos setores norte, sul e leste.[1] O projeto arquitetônico principal foi realizado pela Architectural Design Associates(Pty)Ltd and Dominic Bonnesse Architects cc. O estádio possui três setores de entrada, localizados nos lados norte, sul e leste do mesmo. O lado Ocidental aponta para o North End Lake. Os 3 portões são: portão B-A, na Milner Avenue, portão B-C, na Prince Alfred Road, e portão C-D, na Fettes Road.[2]

Partidas[editar | editar código-fonte]

Durante Copa do Mundo, o gramado foi bastante castigado com andamento das partidas, obrigando a FIFA a vetar os treinos de reconhecimento das seleções antes do jogo.

Data 1ª equipe Placar 2ª equipe Fase Público
12 de junho de 2010 Coreia do Sul Flag of South Korea.svg 2–0 Grécia Grécia Grupo B 31 513
15 de junho de 2010 Costa do Marfim Flag of Côte d'Ivoire.svg 0–0 Flag of Portugal.svg Portugal Grupo G 62 479
18 de junho de 2010 Alemanha Bandeira da Alemanha 0–1 Bandeira da Sérvia Sérvia Grupo D 38 294
21 de junho de 2010 Chile Flag of Chile.svg 1-0 Flag of Switzerland.svg Suíça Grupo H 34 872
23 de junho de 2010 Inglaterra Flag of England.svg 1-0 Flag of Slovenia.svg Eslovénia Grupo C 36 893
26 de junho de 2010 Uruguai Flag of Uruguay.svg 2-1 Flag of South Korea.svg Coreia do Sul Oitavas-de-final 30 597
2 de julho de 2010 Brasil Brasil 1-2 Países Baixos Países Baixos Quartas-de-final 40 186
10 de julho de 2010 Uruguai Flag of Uruguay.svg 2-3 Bandeira da Alemanha Alemanha Disputa 3ºlugar 36 254

Futuro incerto[editar | editar código-fonte]

Concebido para futebol, também pode abrigar jogos de rúgbi, e seria a princípio a casa do Bay United Football Club, de Port Elizabeth, porém esta equipe foi recém adquirida por investidores que podem levá-lo para outra cidade, deixando o estádio Nelson Mandela Bay sem perspectivas de uso.[3]

Referências

  1. a b NMB Stadium. Nelson Mandela Bay Metropolitan Municipality. Página visitada em 2009-11-07.
  2. Stadium Gates. Nelson Mandela Bay Metropolitan Municipality. Página visitada em 2010-04-13.
  3. Copa do Mundo 2010 UOL notícias

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre estádios de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.