Going for the One

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações.
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Going for the One
Álbum de estúdio de Yes
Lançamento 22 de Julho de 1977
Gravação Final de 1976 à primavera (Europa) de 1977
Mountain Studios
Montreux, Suíça
Gênero(s) rock progressivo
Duração 38:49
Gravadora(s) Atlantic
Produção Yes
Opiniões da crítica

O parâmetro das opiniões da crítica não é mais utilizado. Por favor, mova todas as avaliações para uma secção própria no artigo. Veja como corrigir opiniões da crítica na caixa de informação.

Cronologia de Yes
Último
Último
Yesterdays
(1975)
Tormato
(1978)
Próximo
Próximo

Going for the One é o oitavo álbum de estúdio da banda de rock progressivo Yes. Lançado em 1977, após uma longa parada em que os membros se dedicaram às carreiras solo, é especialmente notável por marcar o retorno do tecladista Rick Wakeman, que saiu do grupo em 1974 logo após a conclusão da turnê de Tales from Topographic Oceans. Sua re-entrada foi facilitada pela saída do também tecladista Patrick Moraz, que tocou apenas em Relayer. Mesmo tendo saído antes desse disco, consta o agradecimento à Moraz nos créditos.[1]

Após a longa parada, a banda reuniu-se na Suiça, com total energia e motivação e pronta para gravar, ao final de 1976. O álbum foi gravado no Mountain Studios pelos engenheiros de gravação John Timperley e David Richards. Após criar longas e épicas canções nos últimos 5 anos, o Yes recuou alguns passos para gravar alguns de seus mais diretos e concisos trabalhos desde Fragile. Wakeman também variou largamente seu som, deixando um pouco de lado seu mellotron e experimentando com órgãos de igreja, como ouve-se em "Parallels" e na longa faixa "Awaken".

Century Plaza Towers

Após utilizar sucessivos e bem-sucedidos trabalhos gráficos de Roger Dean, o Yes utilizou para este a excelência da Hipgnosis (conhecida por criar as capas para o Pink Floyd). A capa mostra a Century Plaza Towers em Los Angeles, também conhecida localmente como Twin Towers (torres gêmeas).

O retorno do Yes durante o auge do movimento punk foi um inesperado sucesso, com Going for the One alcançando o topo das paradas britânicas e colocando um single entre os Top 10, "Wonderous Stories" - algo que poderia ser considerado impossível nos dias de Tales from Topographic Oceans. Também alcançaram o Top 10 norte-americano, Going for the One chegando à posição #8 na parada da Billboard em 1977.[2]

Com suas qualidades, Going for the One é considerado por muitos críticos como um dos melhores trabalhos do Yes, e, por muitos, dos mais subestimados álbuns do Rock. Somando-se a isso, canção "'Awaken'" é considerada por muitos fãs como a melhor música de toda a carreira do grupo. Jon Anderson disse sobre ela "Nós criamos uma grande canção! Eu amo escutar 'Awaken', ao menos posso dizer que criamos uma Obra-Prima".[3] Em muitas entrevistas, "Awaken" é considerado pelos membros da banda como a mais complexa e consistente composição do Yes.[4]

Faixas[editar | editar código-fonte]

Lado 1[editar | editar código-fonte]

  1. "Going for the One" (Jon Anderson) – 5:32
  2. "Turn of the Century" (Jon Anderson/Steve Howe/Alan White) – 7:56
  3. "Parallels" (Chris Squire) – 5:53

Lado 2[editar | editar código-fonte]

  1. "Wonderous Stories" (Jon Anderson) – 3:49
  2. "Awaken" (Jon Anderson/Steve Howe) – 15:31
  • High Vibration
  • Gentle Mass Touch
  • Workings Of Man
  • Master Of Time
  • High Vibration(reprise)- Runaway Of Time

Faixas Bônus[5] [editar | editar código-fonte]

Going for the One foi remasterizada e relançada pela Rhino em 2003 com muitas faixas bônus:

  1. "Montreux's Theme" (Steve Howe/Chris Squire/Jon Anderson/Alan White) – 2:38
  2. "Vevey (Revisited)" (Jon Anderson/Rick Wakeman) – 4:46
  3. "Amazing Grace" (Trad. Arr. Chris Squire) – 2:36
  4. "Going for the One" (Rehearsal) (Jon Anderson) – 5:10
  5. "Parallels" (Rehearsal) (Chris Squire) – 6:21
  6. "Turn of the Century" (Rehearsal) (Jon Anderson/Steve Howe/Alan White) – 6:58
  7. "Eastern Number" (Early version of "Awaken") (Jon Anderson/Steve Howe) – 12:16

Recepção[editar | editar código-fonte]

Going for the One (Atlantic K 50379) alcançou #1 no Reino Unido. Nos EUA alcançou a posição #8 permanecendo lá por 8 semanas.

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Relançamentos[editar | editar código-fonte]

  • 1988 - Atlantic - CD
  • 1994 - Atlantic - CD (Remastered)
  • 2003 - Rhino - CD (Remastered with Bonus Tracks)

Referências

  1. * AllMusicGuide.com
  2. * "Top Pop Albums 1955-2001", Joel Whitburn, c.2002
  3. [1]
  4. [2]
  5. Going for the One, CD booklet essay, Tim Jones, c.2003