Hip Hop Is Dead (canção)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Hip Hop Is Dead"
Single de Nas, com participação especial de will.i.am
do álbum Hip Hop Is Dead
Lançamento Novembro de 2006 Estados Unidos
29 de janeiro de 2007 (Reino Unido)
Formato(s) CD Single
Gênero(s) Rap, Hip hop, Rap rock
Duração 3:45
Gravadora(s) Columbia/Def Jam
Produção will.i.am
Cronologia de singles de Nas
Último
Último
"Just a Moment"
(2004)
"Can't Forget About You"
(2007)
Próximo
Próximo
Cronologia de singles de will.i.am
Último
Último
"Fergalicious"
(2006)
"I Got It from My Mama"
(2007)
Próximo
Próximo

Hip Hop Is Dead é o primeiro single e título do primeiro disco de Nas em 2006 do mesmo nome. É produzido por will.i.am, que também participa da canção. Ele chegou ao número 48 na parada Billboard Hot R&B/Hip-Hop Songs[1] , bem como número 41 na Billboard Hot 100. Em 31 de dezembro de 2007, o vídeo da música "Hip Hop Is Dead" apareceu no número 93 em BET Notarized: Top 100 Videos of 2007 coundtown, mesmo que o vídeo tenha sido lançado em dezembro de 2006.

Samples originais[editar | editar código-fonte]

"Hip Hop Is Dead" contém amostras de "Apache" cantada por Incredible Bongo Band, e "In-A-Gadda-Da-Vida" cantada por Iron Butterfly. Nas tinha anteriormente usado a mesma amostra em "Thief's Theme". No segundo verso, Nas usa a linha "quanto maior a tampa quanto maior o peelin" que foi usado em trilhas de Ice Cube, como "Steady Mobbin'" e "No Vaseline", fora de álbum oficial do mesmo em 1991, Death Certificate.

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. "Hip Hop Is Dead" (Clean)
  2. "Hip Hop Is Dead" (Instrumental)
  3. "Where Y'all At" (Explicit)

Desempenho nas paradas[editar | editar código-fonte]

Parada (2007) [2] Melhor
posição
Australian ARIA Physical Singles Chart[3] 52
U.S. Billboard Hot 100 41
U.S. Billboard Hot R&B/Hip-Hop Songs 48
U.S. Billboard Hot Rap Tracks 25
U.S. Billboard Pop 100 35
UK Singles Chart 36

Referências

  1. Allmusic: Hip Hop Is Dead? Allmusic/Billboard. Página visitada em 6 de dezembro de 2006
  2. [1]
  3. [2] ARIA Report 888. Página visitada em 5 de março de 2012