IEC 60906-1

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

IEC 60906-1 é a proposta de um padrão internacional para tomadas elétricas. Foi projetado para se tornar o tipo de tomada mais comum, a ser usado um dia em toda a União Europeia e em outras regiões do mundo. O padrão foi publicado pela Comissão Eletrotécnica Internacional (International Electrotechnical Commission, IEC) em 1986. Até agora, apenas o Brasil[1] , a África do Sul[2] e Suíça o implantaram parcialmente, uma vez que nem todas as dimensões dos dois modelos são idênticas.

Plugues de dois e três pinos e uma tomada no padrão utilizado pelo Brasil.

.

Características[editar | editar código-fonte]

O sistema IEC 60906-1 foi feito para tensões até 250 V em corrente alternada e para correntes até 16 A. Define a possibilidade de utilização de conectores de 3 pinos (para aplicações pesadas, tais como lavadoras, secadoras, etc.) e de 2 pinos para as demais aplicações.

O plugue[editar | editar código-fonte]

  • Tem pinos redondos (cilíndricos), pinos fase e neutro, que estão a 19 mm um do outro e têm 4,5mm de diâmetro, mais um pino terra, localizado fora do eixo central entre os outros dois;

A tomada[editar | editar código-fonte]

Modelo esquemático da nova tomada
  • Tem 10 mm de profundidade para garantir a inserção do plugue de modo a não haver exposição ou contacto externo com os pinos ligados à rede;
  • Garante que o pino ligado ao terra estabeleça contacto antes dos pinos fase e neutro;
  • Pode ser equipada com um protetor para crianças;
  • É compatível com o "europlug";
  • É compacto o bastante para permitir a instalação de duas tomadas no mesmo espaço necessário para apenas uma tomada "Schuko" ou "BS 1363".

Para a maioria dos sistemas europeus hoje existentes seria possível criar tomadas multipadrão, que aceitem tanto os plugues tradicionais, como os modelos IEC 60906-1 para dois ou três pinos, permitindo também uma suave transição para o novo sistema. Entretanto, o padrão IEC 60906-1 desencoraja explicitamente o uso de tomadas multipadrão, afirmando a possibilidade de essas tomadas criarem riscos à segurança das instalações elétricas quando usadas com plugues oriundos de outros países.

Comparação com os sistemas tradicionais[editar | editar código-fonte]

Em função da moderna tecnologia de moldagem mediante injeção, plugues mais robustos e seguros podem ter dimensões menores do que era possível quando os outros padrões foram criados, no início ou em meados do Século XX.

Plugue suíço[editar | editar código-fonte]

Embora o padrão IEC 60906-1 se pareça muito com o modelo suíço, há diferenças notáveis entre eles. O plugue suíço

  • não tem uma parte isolante em torno dos pinos neutro e fase;
  • tem o pino "terra" mais distante da linha central (5mm em vez de 3mm)
  • tem os pinos mais finos (4mm em vez de 4,5mm)

Plugue brasileiro[editar | editar código-fonte]

Embora o padrão IEC 60906-1 se pareça muito com o modelo brasileiro, há diferenças notáveis entre eles[3] . O plugue brasileiro

  • prega o uso da tomada com dois ou três pinos redondos para qualquer tensão enquanto padrão IEC prega o uso de pinos chatos para tensões de 110VAC, para assim evitar o uso de aparelhos em tomadas com a tensão incorreta
  • especifica dois diâmetros de pinos: 4 mm para aparelhos com corrente de até 10 amperes e 4,8 mm para aqueles que consomem entre 10 e 20 amperes enquanto padrão internacional indica pinos de 4,5 mm de diâmetro e corrente máxima de 16 amperes.

Dimensões[editar | editar código-fonte]

Os formatos de dois e três pinos são similares ao europlug o seu estilo frontal também consiste num hexágono achatado, mas é um pouco mais largo. Os dois plugues têm 35,5mm de largura. O modelo de três pinos tem 17mm de altura. Os lados paralelos estão a 26mm um do outro e os dois pares de faces laterais são ortogonais um em relação ao outro. O pino para o terra está 3mm fora do eixo central entre os pinos fase e neutro.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • IEC 60906-1: IEC system of plugs and socket-outlets for household and similar purposes — Part 1: Plugs and socket-outlets 16 A 250 V a.c., International Electrotechnical Commission, 1986.
  • Norma brasileira NBR 14136, julho de 2001.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências