MPEG-4

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde novembro de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

MPEG-4 é um padrão utilizado primeiramente para compressão de dados digitais de áudio e vídeo (AV). Introduzido no final de 1998, é a designação para um grupo de padrões de codificação de som e vídeo e tecnologia relacionada de acordo com a ISO/IEC Moving Picture Experts Group (MPEG).

MPEG-4 ASP (Advanced Simple Profile) é a segunda versão ou parte do MPEG-4, sendo uma implementação muito mais abrangente.

O MPEG-4 absorve muitas das funcionalidades do MPEG-1 e MPEG-2 e outros padrões relacionados, adicionando novas funcionalidades como o suporte ao VRML (estendido) para renderização 3D, arquivos compostos orientados a objeto (incluindo áudio, vídeo e objetos VRML), suporte a Gerenciamento de Direitos Digitais especificado externamente e vários outros tipos de interatividade. O AAC (Advanced Audio Codec) era padronizado como adjunto ao MPEG-2 (como Parte 7) antes que o MPEG-4 fosse editado.

O MPEG-4 é ainda um padrão em desenvolvimento e está dividido em várias partes. Empresas que dizem ser compatíveis ao MPEG-4 muitas vezes não dizem claramente a qual nível de partes de compatíbilidade eles se referem. As principais partes que deve-se conhecer são: parte 2 (incluindo ASP, usado por codecs como DivX, Xvid, Nero Digital e 3ivx e pelo Quicktime 6) e a parte 10 (AVC/H.264, usado pelos codecs x264, Nero Digital AVC, QuickTime 7 e pelos formatos de DVD da nova geração como HD DVD e Blu-ray).

Inicialmente o MPEG-4 era destinado a vídeos de baixo bit-rate, entretanto, a sua abrangência foi expandida posteriormente para ser muito mais que um padrão de codificação multimidia. O MPEG-4 é eficiente através de uma variedade de bit-rates indo desde poucos kilobits por segundo até dezenas de megabits por segundo. Ele fornece as seguintes funcionalidades:

  • Eficiencia de codificação melhorada
  • Possibilidade de codificação de diferentes media(vídeo, áudio, fala)
  • Flexível a erros para possibilitar transmissões robustas
  • Possibilidade de interção com a cena áudio-visual gerada através do receptor
Ícone de esboço Este artigo sobre Informática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.