IMac

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde dezembro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Não deve ser confundido com:EMac

IMacLogo
Desktop
Imac 2007
Fabricante: Apple Inc.
Conectividade: Wi-Fi Bluetooth 4.0

USB 4.0 4 USB 3.0 2 Thunderbolt

Lançamento: 7 de maio de 1998
Sistema operativo: OS X
Serviços online: iCloud
Sítio: http://www.apple.com/iMac
Portal Tecnologias da informação
FGPS MBFW seatingchart
iMac intel logo wikpédia
IMac G3
iMac g4

O iMac é um modelo de computador que foi lançado nos anos 90 pela Apple Inc., empresa norte-americana da área de informática, comandada, na época, por seu grande CEO Steve Jobs, para revolucionar o mercado de computadores pessoais (PC). Seu diferencial se baseava em um design arrojado, com cores fortes de alto contraste e diversos atributos novos, com o intuito de atrair o público jovem e popularizar a marca.

História[editar | editar código-fonte]

Steve Jobs juntou as linhas de produto grandes e confusas da companhia após tornar-se seu CEO em 1997, reduzindo os computadores disponíveis à série Power Macintosh G3. Tendo cancelado a série Performa, para usuários domésticos, a Apple buscava um novo produto com a mesma linha de preço do Performa. A companhia anunciou o iMac em 7 de maio de 1998 e começou a enviar o computador em 15 de agosto do mesmo ano. O lançamento do iMac foi um evento memorável para seu tempo e teve um grande impacto tanto na companhia como na indústria de computadores como um todo.

Naquela época, a Apple já era a única a produzir computadores pessoais all-in-one (todos componentes agrupados, como CPU, monitor, drive de CD, etc.). Esteticamente falando, o iMac foi diferente de qualquer outro computador lançado antes dele. Era feito de plástico colorido translúcido, numa cor que a Apple chamou de "bondi blue", uma espécie de azul petróleo, e tinha formato de ovo em torno de um monitor CRT de 15 polegadas. As interfaces do computador estavam escondidas por trás de uma pequena porta no lado direito do iMac. Duas entradas de fone de ouvido complementavam os alto-falantes estéreo incluídos. O design é creditado a Jonathan Ive, atualmente vice-presidente de design industrial na companhia.

Antigas conexões ADB, SCSI e GeoPort foram eliminadas em favor das novas portas USB e o drive para disquete foi descartado. Apesar dessas já serem tecnologias um tanto ultrapassadas, a decisão da Apple foi um tanto a frente de seu tempo e foi muito debatida. Na época, não havia outra maneira analógica de trocar arquivos pequenos com outras máquinas existentes, fazendo com que fosse necessário a compra de um drive externo USB (que vendeu bem nos primeiros anos do iMac G3). Criar cópias de backup era lento sob uma conexão USB 1.1, que opera a 12 Mbit/s (1,5 MB/s). Os puristas sentiram que os arquivos tinham de ser transferidos por compartilhamento de arquivos via rede ou via e-mail.


O teclado e o mouse do iMac foram redesenhados com plástico translúcido e cor semelhante ao iMac. O teclado era menor que os modelos anteriores da Apple, com letras brancas em teclas pretas, que atraiu debate. O mouse tinha um formato redondo, instantaneamente tachado como "desnecessariamente difícil" para usuários com mãos grandes e foi considerado particularmente repreensível por parte da Apple, pioneira da interface gráfica. A Apple continuou fabricando o modelo, mas adicionou uma pequena linha divisória para os usuários saberem onde ficava o botão. Mais tarde, um mouse óptico conhecido como Apple Pro Mouse substituiu o mouse redondo em todas as linhas de hardware da companhia. Em 2005 a Apple trocou o Pro Mouse pelo Mighty Mouse, para o novo iMac G5.

Processadores Intel[editar | editar código-fonte]

Em 2006, como resultado da nova virada da Apple em direção desta vez aos processadores Intel, surgiram os primeiros iMac a base do processador Intel Core Duo a 1,83 GHz e 2,0 GHz, acompanhados do processador gráfico ATI Radeon X1600, de uma tela de 17 ou 20 polegadas e de 512 MB de RAM (extensíveis até 2 GB). Em setembro de 2006 a Apple introduziu o iMac de 24 polegadas acompanhado de um processador Intel Core Duo e placa de vídeo Nvidia e 1GB de RAM sendo expansível até 3 GB. Em 2008 a Apple lançou os novos iMacs com 20 ou 24 polegadas 250, 320 ou 500 gigabytes de HD e memória RAM de 1 ou 2 gigabytes com suporte a até 4 gigabytes e novos processadore core2 duo de 2.4, 2.66, 2.8 ou 3.02 gigahertz. Já em 2009, a Apple lançou novos iMacs, de 21,5 e 27 polegadas, com tela de alta definição, processadores Intel Core2 Duo e QuadCore i5 e i7. O iMac de 21,5 tem as opções Core2 Duo entre 2,66 e 3,66 GHz. O de 27 está disponível com processadores QuadCore (4 núcleos), em duas configurações: 2,66 (i5) e 2,8 (i7) GHz. Todos vêm com 4 GB de memória RAM, expansíveis até 16 GB. Vêm também com Magic Mouse (primeiro mouse multi-touch do mundo) e teclado Bluetooth.

criticas e recepção[editar | editar código-fonte]

O iMac tem recebido considerável aclamação da crítica, incluindo elogios de colunista de tecnologia Walt Mossberg como o "Padrão Ouro da computação desktop"; [ 13 ] Forbes revista descreveu a linha de doces coloridos originais de computadores iMac como sendo um "sucesso que alteram a indústria." [ 14 ] O primeiro 24 " Core 2 Duo iMac recebeu CNET 's "Must-have desktop" em seu 2006 Top 10 Holiday Gift Picks . [ 15 ]

A Apple enfrentou um processo de ação coletiva arquivado em 2008 por supostamente enganar o público com a promessa de milhões de cores das telas de LCD de todos os modelos de Mac, enquanto o seu modelo de 20 polegadas só realizou 262.144 cores. [ 16 ] Esta questão surgiu devido ao uso de 6 bits por pixel torcida LCD nemáticas telas, em vez de tecnologias de maior qualidade. O caso foi arquivado em 21 de janeiro de 2009. [ 17 ]

Embora não seja uma crítica ao iMac por si só , design integrado do iMac tem algumas desvantagens inerentes que têm recebido críticas. Em The Mythical Midrange Mac mini-torre , Dan Frakes de Macworld sugere que com o iMac ocupando o midrange da linha de produtos da Apple, a Apple tem pouco a oferecer aos consumidores que querem alguma capacidade de expandir ou atualizar seus computadores, mas não precisa (ou pode ' t pagar) o Mac Pro . [ 18 ] Por exemplo, a integração do iMac de monitor eo computador, quando conveniente, o proprietário se compromete a substituir os dois ao mesmo tempo. Durante algum tempo, antes que o Mac mini introdução 's, havia rumores de um "iMac sem cabeça" [ 19 ] , mas o Mac mini G4 introduzidas tiveram desempenho inferior em comparação com o iMac, que na época contou com um processador G5. [ 20 ] Alguns fornecedores do 3o partido como Other World Computing fornecer kits de atualização, que incluem ferramentas especializadas para trabalhar em iMacs. Da mesma forma, embora o chipset gráfico em alguns modelos da Intel está em uma removível MXM , nem a Apple nem terceiros têm oferecido varejo iMac GPU upgrades, com exceção daqueles para slot PCI do iMac G3 original "mezzanine". Modelos após o iMac G5 (excluindo a 7 de agosto, 2007 atualização iMac) tornou difícil para o usuário final para substituir o disco rígido ou drive óptico, e garantia da Apple proíbe explicitamente a atualização do CPU soquete. Embora admitindo a possibilidade de uma minitorre canibalizar as vendas do Mac Pro, Frakes argumenta que há frustração bastante com as limitações do iMac para fazer tal proposição de valor. Esta disparidade tornou-se mais pronunciado após a era G4 desde a parte inferior-end Power Mac G5 (com uma breve exceção) e Mac Pro modelos foram todos com preços em os EUA 1.999 $ - $ 2499 range, enquanto modelo de base Power Mac G4 e anteriores foram EUA 1.299 $ - $ 1799. A atual geração iMac tem processadores i5 e i7 de 3 ª geração da Intel, que vão desde quad core de 2,7 GHz i5 para um núcleo de processador i7 de 3,4 GHz quad, [ 21 ] no entanto, é possível atualizar a geração de iMac 2010 com bastante facilidade. [ 22 ]

atualizações[editar | editar código-fonte]

Em 2005, tornou-se cada vez mais evidente que o desenvolvimento da IBM para a aplicação desktop do PowerPC foi a paralisação. A Apple anunciou na Worldwide Developers Conference que seria ligar o Macintosh para a arquitetura x86 e linha de processadores Intel Core. Os primeiros Macs Intel equipados foram revelados em 10 de janeiro de 2006: a Intel iMac eo MacBook Pro introdutório. No prazo de nove meses, a Apple tinha suavemente a transição de toda a linha Macintosh para Intel. Um dos benefícios colaterais altamente elogiado desta chave foi a capacidade de executar o Windows em hardware Mac.

Em 27 de Julho de 2010, a Apple atualizou sua linha de iMacs para caracterizar os novos processadores Intel Core toda a linha. Os 21,5 "modelos apresentam agora o Core i3 processador, mas estes são atualizável para o Core i5. The high end 27 "apresenta um i5 Quad-Core processador, que é expansível até um i7 Quad-Core . Nesta data, a Apple também anunciou a sua nova " Apple Magic Trackpad "periférica, um trackpad semelhante ao do MacBook Pro para uso com o iMac ou qualquer outro computador Apple. Eles também introduziu seu primeiro carregador de bateria AA NiMH destinada a simplificar o uso de baterias em seus novos periféricos. Apple oferece uma opção para usar um drive de estado sólido em vez de uma grande unidade mecânica.

Em 3 de Maio de 2011, a Apple atualizou sua linha iMac com a introdução da Intel Thunderbolt tecnologia e Intel Core i5 e i7 Sandy Bridge processadores, bem como a 1 mega pixel de alta definição FaceTime câmera, características que foram introduzidas pela primeira vez no MacBook Pro em linha fevereiro de 2011. [ 10 ]

Em 23 de Outubro de 2012 um novo iMac foi anunciada (para uma liberação de novembro / dezembro) com uma borda substancialmente mais fino, novo Apple Fusão unidade , processadores mais rápidos (Intel Core i5 e i7 Ivy Bridge ) e gráficos juntamente com atualizações para os portos, mas com a mesma profundidade total (stand profundidade: 8 polegadas (20,3 cm)). Para reduzir a borda, o SuperDrive foi removido nesses iMacs.

Em 16 de Outubro de 2014, foi anunciado o novo iMac com tela Retina 5K, com design idêntico ao anterior e melhorias internas. O destaque é dado à tela Retina (que fora introduzida no iPhone 4 e depois passou para o iPad, iPod Touch e para o MacBook Pro), onde, neste modelo do Mac, recebeu uma tela de ultra-resolução, superior à já excelente tradicional tela Retina.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Poderá se interessar em:[editar | editar código-fonte]