Longo Caminho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Longo Caminho
Álbum de estúdio de Os Paralamas do Sucesso
Lançamento Setembro de 2002
Gravação Março-Junho de 2002
Gênero(s) Rock
Duração 35:50
Gravadora(s) EMI
Produção Carlo Bartolini
Opiniões da crítica

O parâmetro das opiniões da crítica não é mais utilizado. Por favor, mova todas as avaliações para uma secção própria no artigo. Veja como corrigir opiniões da crítica na caixa de informação.

Cronologia de Os Paralamas do Sucesso
Último
Último
Arquivo II
(2000)
Uns Dias Ao Vivo
(2004)
Próximo
Próximo

Longo Caminho é o décimo álbum de estúdio da banda brasileira de Rock Os Paralamas do Sucesso. Gravado após o acidente de ultraleve que paralisou o líder Herbert Vianna, conta com material composto antes do acidente.

Longo Caminho é mais centrado no trio (Herbert, Bi Ribeiro e João Barone), com pouca participação da banda de apoio (sopros, percussão e teclados). As bases musicais foram gravadas nos estúdios AR, Rio de Janeiro. As vozes foram gravadas nos estúdios Tweety, na casa de Herbert Vianna.

Os grandes sucessos foram "O Calibre" (canção de crítica à violência urbana), e as baladas "Cuide Bem do Seu Amor" e "Seguindo Estrelas".

A faixa-título fora gravada por Zélia Duncan, que acabou não a lançando a pedido dos Paralamas por entrar em conflito com datas de lançamento do Longo Caminho.

"Soldado da Paz" fora gravada pelo Cidade Negra em seu Acústico MTV, por isso a versão de Longo Caminho tornou-se em oposição um rock rasgado com a guitarra de Dado Villa-Lobos (considerado "membro honorário" após participar de Hey Na Na e do Acústico MTV dos Paralamas). Outra participação especial é o argentino Fito Paez, tocando órgão em "Flores e Espinhos".

"Flores no Deserto" fora escrita em homenagem a Marcelo Yuka, ex-baterista d'O Rappa. O nome da última canção, "Hinchley Pond", é o nome da fazenda dos pais de Lucy Needham Vianna, mulher de Herbert (morta no acidente).

"Amor em Vão (Tudo Passará)" foi composta e gravada anteriormente pelo cantor Paulo Ricardo, em seu álbum O Amor Me Escolheu, de 1997, em parceria com o vocalista dos Paralamas. Herbert inclusive participa da gravação da canção, assumindo os violões. Já "Flores e Espinhos" teve versão do Fat Family com o nome "Sou Só Um".

Até os dias de hoje o disco vendeu mais de 350 mil cópias.

Faixas[editar | editar código-fonte]

Todas de autoria de Herbert Vianna, exceto "Running On the Spot", de Paul Weller (The Jam).

  1. O Calibre
  2. Seguindo Estrelas
  3. Longo Caminho
  4. Soldado da Paz
  5. Cuide Bem do Seu Amor
  6. Amor em Vão
  7. Flores no Deserto
  8. Running on the Spot
  9. Flores e Espinhos
  10. La Estación
  11. Hinchley Pond

DVD[editar | editar código-fonte]

Um DVD-documentário dirigido por Andrucha Waddington foi lançado em 2002. Mistura as gravações com apresentações. Uma curiosidade incluída é uma música do começo da carreira dos Paralamas, "Pingüins" (título original:"Pingüins Já Não os Vejo Pois Não Está na Estação"), gravada num show para parentes, amigos e funcionários da EMI em Setembro de 2002.

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. O Calibre
  2. Seguindo Estrelas
  3. Longo Caminho
  4. Alagados
  5. Soldado da Paz
  6. Cuide Bem do Seu Amor
  7. Amor em Vão (Tudo Passará)
  8. Flores no Deserto
  9. Running on the Spot
  10. Flores e Espinhos
  11. La Estación
  12. Hinchley Pond
  13. Flores no Deserto
  14. Pinguins
  15. O Calibre

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Os Paralamas do Sucesso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.