Marc Bloch

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Marc Bloch
Nascimento 7 de Junho de 1886
Lion, França
Morte 16 de junho de 1944 (58 anos)
Saint-Didier-de-Formans
Nacionalidade françês
Ocupação historiador

Marc Léopold Benjamim Bloch (Lyon, 6 de julho de 1886Saint-Didier-de-Formans, 16 de junho de 1944) foi um historiador francês notório por ser um dos fundadores da Escola dos Annales[1] e morto pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de Gustave Bloch, professor de História Medieval, Marc Bloch estudou na Escola Normal Superior de Paris, em Berlim e em Leipzig antes de ser bolseiro (bolsista) da Fundação Thiers (1909-1912).

Participou da Primeira Guerra Mundial na arma de infantaria, sendo ferido e recebendo uma condecoração militar por mérito.

Após a guerra ingressou na Universidade de Estrasburgo, instituição onde conheceu e conviveu com Lucien Febvre. Com este fundou, em 1929, a "Revue des Annales". Em 1936, sucedeu a Henri Hauser na cadeira de História Económica da Sorbonne. A revista e o seu conteúdo conheceram sucesso mundial, dando origem à chamada "Escola dos Annales", cuja linha de estudos por sua vez influenciou as chamadas "Nova história" e "História das mentalidades".

Com a eclosão da Segunda Guerra Mundial, e a ocupação nazista da França, Bloch, por ser judeu, teve que deixar a direção da Revista dos Annales, que passou a ser comendada apenas por seu colega Lucien Febvre. Além disso, Bloch militou na resistência francesa. Detido e torturado pela Gestapo, foi fuzilado em 16 de junho de 1944.

Obra[editar | editar código-fonte]

É considerado o maior medievalista de todos os tempos, e, na opinião de muitos, o maior historiador do século XX. Seus trabalhos e pesquisas abriram novos horizontes nos estudos sobre o feudalismo.

Foi um dos grandes responsáveis por importantes inovações no pensamento histórico. Defendeu o abandono de sequências pouco úteis de nomes e datas e estimulou uma maior reflexão sobre a relação entre homem, sociedade e tempo na construção da História.

Tornou-se célebre a sua resposta a questão "O que é a História?": "É a ciência dos Homens no transcurso tempo."[2] .

A sua última obra, "A estranha derrota", foi uma avaliação da derrota francesa a partir da invasão alemã. Na fase final da vida escreveu "Apologia da História", que deixou inacabada devido à sua morte.

Livros publicados em vida[editar | editar código-fonte]

  • Les rois thaumaturges: Étude sur le caractère surnaturel attribué à la puissance royale particulièrement en France et en Angleterre (1924).
    • Tradução portuguesa: Os reis taumaturgos. São Paulo, Companhia das Letras, 1993.
  • Les caractères originaux de l'histoire rurale française (1931).
  • La société féodale (1939).
    • Tradução portuguesa: A sociedade feudal. Lisboa, Edições 70 ISBN 9724406474

Livros publicados após a morte[editar | editar código-fonte]

  • L'étrange défaite (1946).
  • Tradução brasileira:
  • A estranha derrota, ed. Zahar, Rio de Janeiro, 2011.
  • Apologie pour l'histoire ou métier d'historien (1949)[3] .
    • Tradução portuguesa: Introdução à história. Mem-Martins, Publicações Europa-América.
  • Apologie pour l'histoire ou métier d'historien. (1949). Edição crítica organizada por Étienne Bloch (1993).
  • Histoire et historiens. Colectânea organizada por Étienne Bloch, Paris, Armand Colin, 1995.
    • Tradução portuguesa: História e historiadores. Lisboa, Teorema, 1998
  • Rois et serfs et autres écrits sur le servage. Posfácio por Dominique Barthélémy. Paris, La Boutique de l'histoire éditions, 1996.
  • Écrits de guerre: 1914-1918. Colectânea organizada e apresentada por Etienne Bloch, com introdução de Stéphane Audoin-Rouzeau. Paris, Armand Colin, 1997.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. CAIRE-JABINET, Marie-Paule (2003) "Introdução à Historiografia". São Paulo: EDUSC. p. 118-127.
  2. Hughes-Warrington, Marnie (2002) "50 Grandes pensadores da História". São Paulo: Contexto. p. 32.
  3. Texto integral, em francês, disponível aqui.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Notas

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.