Mare (Lua)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde janeiro de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Portal A Wikipédia possui o portal:


Os principais 'mares lunares' assinalados na superfície brilhante da Lua.

Os Mares lunares (latim: mare, no singular) são planícies basálticas, vastas e escuras na superfície da Lua, formadas pelo impacto de meteoritos na superfície lunar. Estes impactos, devido às altas temperaturas e pressão, metamorfisam o anortosito (parte branca), criando basalto (rocha negra e motivo pelo qual a Lua tem manchas negras). Como a Lua não tem atmosfera, a erosão é mínima, e por esse motivo as crateras negras permanecem.

Vistos na superfície lunar banhada pelo Sol. Os "mares" cobrem cerca de 16% da superfície lunar, a maioria deles na face visível da Lua. Os poucos existentes na face oculta, são de tamanhos muito menores.

A tradicional nomenclatura científica para a Lua também inclui um Oceanus (oceano), assim como áreas chamadas de Iacus (lago), Palus (pântano) e Sinus (baía), sendo os três últimos muito menores que os 'mares', apesar de possuírem a mesma natureza e características.

Ícone de esboço Este artigo sobre astronomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.