Mercado Municipal de Campinas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fachada do Mercado Municipal de Campinas

O Mercado Municipal de Campinas foi inaugurado em 12 de abril de 1908. Serve a cidade de Campinas, no interior do estado de São Paulo, Brasil. O edifício foi construído inicialmente para servir como armazém de estocagem dos produtos transportados pela ferrovia Funilense.[1]

Comprado pela prefeitura, foi reformado e transformado em Mercado Municipal. Obra do arquiteto Ramos de Azevedo, o mercado foi projetado em um pitoresco estilo neomourisco. Sua área total é de 7.720 , sendo 3.110 de área construída, mais estacionamento e 143 boxes para venda dos mais diversos produtos. Foi tombado pelo Condepacc como patrimônio histórico e cultural da cidade de Campinas em 23 de novembro de 1982.

Hoje este centro de compras é ponto de referência para citar, entre os habitantes da cidade, uma das áreas mais violentas do centro de Campinas. Situado entre o camelódromo, as movimentadas avenidas Glicério, Benjamim Constant e Senador Saraiva, e a praça Ópera à Noite no Castelo -- historicamente moradia de mendigos e passagem de trombadinhas -- o Mercado Municipal tem mantido qualidade e sobrevivido do comércio popular numa área perigosa, vítima de abandono e depredação.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências