Colégio Técnico de Campinas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Colégio Técnico de Campinas (também COTUCA ou Cotuca) é um colégio técnico estadual subordinado à Unicamp localizado na rua Culto à Ciência, 177, no bairro do Botafogo, Região Central de Campinas, São Paulo, Brasil.

Era inicialmente chamado de COTUCA devido a abreviação de Colégio Técnico da Universidade de Campinas (ou "Colégio Técnico da Unicamp"), mas depois o nome oficial se tornou simplesmente "Colégio Técnico de Campinas".

Além dos cursos técnicos semestrais, o colégio também oferece o Ensino Médio comum e cursos de extensão. Ele é nacionalmente conhecido por sua qualidade e por possuir um vestibular (popularmente chamado de vestibulinho) com grande concorrência, superando a relação candidato/vaga de muitos cursos do ensino superior da rede pública. É considerado pelo mercado de trabalho e pelo meio acadêmico como um dos melhores colégios técnicos do Brasil.

Localização[editar | editar código-fonte]

O prédio do COTUCA é um patrimônio histórico da cidade de Campinas, e foi construído em 1918, por Bento Quirino, num projeto do arquiteto Ramos de Azevedo. A Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - começou seu funcionamento nesse prédio, em 1967, com os cursos de Química, Engenharia de Alimentos e Medicina. No mesmo ano o COTUCA começou a funcionar, com os cursos de Eletrotécnica, Mecânica e Alimentos. As instalações possuem 6500 metros quadrados e, por ser um patrimônio histórico, são mantidas e conservadas de acordo com suas características originais.

Transferência para o campus em Barão Geraldo[editar | editar código-fonte]

Em consequência da longa estiagem no início de 2014, que agravou o estado do prédio, no dia 12 de fevereiro as aulas foram suspensas e no dia 13 foi anunciado que as aulas seriam provisoriamente transferidas para os prédios do Ciclo Básico I e II, no campus da Unicamp em Barão Geraldo, até que a reitoria conseguisse providenciar a locação de um novo prédio para o colégio[1] [2] . As obras de restauração histórica e estrutural no prédio antigo tinham inicialmente a duração prevista de, no mínimo, 2 anos, e devem começar em meados de 2014[3] , entretanto, meses após a transferência provisória para o Campus foi realizada nova vistoria, da qual se apurou que o restauro histórico ao qual o prédio deveria ser submetido poderia levar de 8 a 12 anos para ser concluído. A reitoria providenciou a locação do prédio do antigo Anglo Campinas, Unidade Taquaral, por um período de 2 a 3 anos para dar sequência às atividades do colégio. Durante este período será providenciada a construção de um novo prédio para comportar o colégio, dentro do Campus, nas proximidades do Hospital de Clínicas.

Objetivos[editar | editar código-fonte]

O objetivo do Colégio Técnico de Campinas é proporcionar ao aluno uma formação profissional de alto nível com sólida base de educação geral. Seu corpo docente e funcional empenha-se para que o aluno desenvolva a sua consciência crítica, um crescente espírito de equipe social e profissional, buscando a formação plena como pessoa socialmente atuante e bem sucedida na profissão.

Consciente de sua responsabilidade enquanto escola pública e gratuita, o COTUCA tem como premissa buscar a excelência do ensino, por meio de metodologias de ensino, projetos e capacitação de seu corpo docente e funcional para melhor atender as demandas da sociedade.

Cursos Oferecidos[editar | editar código-fonte]

Modalidade: A - Concomitância Interna - Curso Técnico e Ensino Médio, ambos no COTUCA[editar | editar código-fonte]

Modalidade: B - Concomitância Externa - curso técnico no COTUCA, Ensino Médio em outra escola ou já concluido[editar | editar código-fonte]

  • Informática para Internet
  • Plásticos
  • Segurança do Trabalho
  • Meio Ambiente
  • Eletroeletrônica
  • Enfermagem
  • Mecatrônica
  • Telecomunicações

Modalidade: C - Subsequente ao Ensino Médio[editar | editar código-fonte]

  • Equipamentos Biomédicos

Modalidade: D - Especialização Técnica[editar | editar código-fonte]

  • Gestão pela Qualidade e Produtividade
  • Projetos Mecânicos Assistidos por Computador
  • Materiais Metálicos

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. http://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/2014/02/colegio-tecnico-de-campinas-cotuca-e-interditado-por-problemas-no-telhado-e-aulas-sao-transferidas-para-campus-da-unicamp-em-barao-geraldo.html
  2. http://correio.rac.com.br/_conteudo/2014/02/capa/campinas_e_rmc/153482-cotuca-e-interditado-devido-a-problemas-estruturais.html
  3. http://www.unicamp.br/unicamp/noticias/2014/02/13/cotuca-transfere-aulas-para-unicamp

Ligações externas[editar | editar código-fonte]