Monumento à III Internacional

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Selo russo do ano 2000 com dois símbolos soviéticos: o Monumento à III Internacional e a escultura gigante Operário e Mulher Kolkosiana.

O Monumento à Terceira Internacional (do russo: Проект памятника III Коммунистического Интернационала), também conhecida como Torre de Tatlin, teria sido uma construção monumental idealizada e projetada pelo artista plástico e arquiteto russo Vladimir Tatlin. O monumento, porém, nunca chegou a ser executado em escala real por falta de fundos, tendo sido construídos apenas modelos reduzidos.

O Monumento à III Internacional seria construído em Petrogrado, segundo os planos originais de Tatlin, depois da Revolução de Outubro de 1917 com o objetivo de se tornar a sede e o monumento à Terceira Internacional. Constitui realização exemplar do movimento artístico conhecido como construtivismo russo, escola ligada às experimentações das vanguardas artísticas manifestas naquele país durante a revolução socialista. Este mesmo movimento seria perseguido, anos mais tarde, pelo realismo socialista implantado por Josef Stalin.

Modelos em exposição[editar | editar código-fonte]

Um modelo do Monumento faz atualmente parte do acervo do Museu de Arte Moderna de Estocolmo, na Suécia.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Art and Literature under the Bolsheviks: Volume One - The Crisis of Renewal". Livro de Brandon Taylor. Pluto Press, Londres 1991.
  • Tatlin, editor L.A. Zhadova. Thames and Hudson, Londres 1988
  • Concepts of Modern Art, editor Nikos Stangos. Thames and Hudson, Londres 1981
  • Vladimir Tatlin and the Russian avant-garde. John Milner. Yale University Press, New Haven 1983.
  • The Monument to the Third International, Nikolai Punin, 1920

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre arte ou história da arte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.