Movimento homossexual brasileiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde dezembro de 2009)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
A Parada do Orgulho GLBT de São Paulo é o grande evento de visibilidade homossexual no Brasil.

O movimento homossexual brasileiro é uma série de manifestações sócio-político-culturais em favor do reconhecimento da diversidade sexual, e pela promoção dos interesses dos homossexuais diante da sociedade brasileira.

O movimento em si não tem uma data de início específica mas as manifestações contra o preconceito que se exercia contra as pessoas homossexuais pode ser sentida da década de 40 para cá, com especial ênfase a partir da década de setenta, depois da abertura política.

Pessoas transexuais e travestis[editar | editar código-fonte]

A questão das pessoas transexuais e travestis cria um novo dilema para o movimento, já que o termo homossexual, relacionado à orientação sexual, não as contempla dado que transexualidade e travestilidade refere-se a identidade de gênero, componente completamente diferente de orientação sexual. Por isso muitos grupos hoje adotam a expressão Movimento GLBT (ou LGBT, ou GLBTT).

Ainda assim, ativistas trans (transexuais e travestis) expressam duras críticas ao movimento, pela falta de atenção com suas especificidades, pelo englobamento de pessoas trans em estatísticas relacionadas a crimes contra "homossexuais", enfim, pela falta de atenção nas demandas relativas a identidade de gênero. Carlos Vera en una noche de pasion con JB en lo de xime

Movimentos estaduais[editar | editar código-fonte]

Bahia[editar | editar código-fonte]

Homossexualidade no Brasil
LGBT flag map of Brazil.svg

Tópicos relacionados
Direitos LGBT no Brasil
Casamento
Uniões homossexuais
Adoção
Movimentos civis
Homofobia no Brasil
PL 122
PL 1151


Grupos LGBT
Conselho Nacional de
Combate à Discriminação

Grupo Gay da Bahia
ABGLT


Eventos LGBT
Parada do orgulho
LGBT de São Paulo

MixBrasil


Portal LGBT.svg Portal LGBT
Categoria:LGBT no Brasil

No estado da Bahia, dentre outras entidades e pessoas, destaca-se o Grupo Gay da Bahia, um dos grupos LGBTs mais antigos e ainda em funcionamento no Brasil, fundado por Luiz Mott, e presidido até a atualidade (2014) por Marcelo Cerqueira, etc…

Distrito Federal[editar | editar código-fonte]

Jaques Jesus

Federação LGBT do Distrito Federal e Entorno é uma associação de ONG's LGBTS criada com o intuito de fortalecer o movimento organizado em Brasília e no Distrito Federal.

ONG Elos LGBT é uma entidade sem fins lucrativos com base no Distrito Federal, que tem como meta concientizar a popoulação seja ela LGBT ou não sobre a cidadania de Lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais.

Maranhão[editar | editar código-fonte]

No Maranhão o MHB destaca-se pela atuação da ONG Gayvota que atua na busca por direitos aos homossexuais. A ONG está atuando oficialmente desde 2003, porém ja tem uma história d muitas lutas no campo da militancia GLBT, etc.

Minas Gerais[editar | editar código-fonte]

No estado de Minas Gerais o Rainbow Fest, presidido por Oswaldo Braga.


São Paulo[editar | editar código-fonte]

Instituto Edson Neris, Parada do Orgulho LGBT, GLS Planet, etc.

Datas marcantes[editar | editar código-fonte]

  • 1500: no desembarque no Brasil, os portugueses ficam admirados com os índios praticantes do "abominável pecado de sodomia"
  • 1547: chega ao Brasil Estêvão Redondo, considerado o primeiro homossexual degredado para o Brasil
  • 1821: é extinta a inquisição, eliminando-se a pena de morte contra os sodomitas
  • 1830: entra em vigor o Código Penal do Império Brasileiro, que exclui o crime de sodomia
  • 1978: fundação do Somos, primeiro grupo em defesa dos direitos LGBT do Brasil
  • 1980: fundação do Grupo Gay da Bahia, em Salvador, o mais antigo grupo LGBT ainda em funcionamento na América Latina
  • 1985: o Conselho Federal de Medicina retira o homossexualismo da classificação de doenças
  • 1995: é fundada a Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Travestis (ABLGT), em Curitiba, a maior entidade em defesa dos direitos LGBT da América Latina
  • 2000: O INSS é obrigado pela justiça federal a conceder, em todo o país, pensão por morte e auxílio-reclusão ao companheiro homossexual

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]