Olivia Wilde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes fiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes fiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes fiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Olivia Wilde
Olivia Wilde no Independent Spirit Awards, em 2010.
Nome completo Olivia Jane Cockburn
Nascimento 10 de março de 1984 (30 anos)
Nova Iorque, NY
 Estados Unidos
Ocupação Atriz
Cônjuge Tao Ruspoli (2003 - 2011)
IMDb: (inglês)

Olivia Jane Cockburn (Nova Iorque, 10 de março de 1984) é uma atriz norte-americana [1] . Ela adotou o sobrenome artístico Wilde do escritor irlandês, Oscar Wilde. Começou atuando no início da década de 2000, e desde então tem aparecido em vários filmes e séries, incluindo The O.C. e The Black Donnellys. Ela Interpretava a Dra. Remy "Treze" Hadley, na série House M.D., tendo saído no 3º episódio, da 8ª temporada da série.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Olivia nasceu na cidade de Nova York como Olivia Jane Cockburn, mas foi criada em Washington, DC. Sua mãe, Leslie Cockburn, é jornalista e produtora do 60 Minutes, e seu pai, Andrew Cockburn, é um jornalista irlandês, assim como seus tios paternos Alexander e Patrick, de quem são todos contribuintes para o website político CounterPunch.org. Sua meia-tia foi a falecida escritora Sarah Caudwell. Seu avô paterno era o romancista e jornalista irlandês, Claud Cockburn, ela também é neta de James Helvick. Wilde disse que, como resultado de seu contexto familiar, ela tem um "forte traço jornalístico", sendo "muito crítica e analítica". Ela queria ser atriz desde os dois anos de idade. Por um curto período de tempo, sua família teve uma casa em Guilford, Vermont. Wilde frequentou a Georgetown Day School em Washington, DC, bem como a Phillips Academy, em Andover, Massachusetts, e em seguida mudou-se para Dublin, na Irlanda, onde frequentou a escola de teatro, The Gaiety School of Acting e inicialmente começou a trabalhar como assistente de elenco.

Wilde no Comic-Con de 2010.

Em 7 de junho de 2003 se casou com o cineasta, fotógrafo e príncipe (título Papal) ítalo-americano, Tao Ruspoli. Eles fugiram quando ela tinha dezenove anos e se casaram em um ônibus escolar com um par de testemunhas em Washington ,Virginia .Mais tarde ela disse que o casamento ocorreu em um ônibus escolar abandonado; lá era o único lugar que poderiam ficar completamente sozinhos,já que o casamento era um segredo no momento. Em fevereiro de 2011, foi anunciada a separação do casal. Ela é cunhada de Bartolomeo Ruspoli e Aileen Getty e nora de Dado Ruspoli e Debra Berger.Em 2013, casa-se com o ator Jason Sudeikis. Atualmente, vive e trabalha em Venice, Los Angeles, Califórnia. Wilde tem dupla cidadania; americana e irlandesa, ela é vegetariana e grande amiga de Patrick Fugit e Megalyn Echikunwoke.

Vida profissional[editar | editar código-fonte]

Wilde fotografada por seu então marido Tao Ruspoli.

Sua estreia no cinema foi em 2004, no filme The Girl Next Door (br: Show de Vizinha), seguido de Conversations with Other Women (br: Nosso Amor do Passado) e Alpha Dog, no papel de Angela Holden, além do filme Turistas e The Death and Life of Bobby Z (br: A Morte e a Vida de Bobby Z). Ficou conhecida por seu papel na série The O.C., como a bissexual Alex Kelly, embora ela tenha feito um teste originalmente para o papel de Marissa. Wilde também apareceu no videoclipe "Stolen", da banda de rock Dashboard Confessional e no vídeo "So Far We Are", da banda de indie rock French Kicks. Olivia estava fortemente cotada para desempenhar a bond girl Vesper Lynd no 21º filme da série James Bond, Casino Royale, mas o papel ficou com a atriz Eva Green.

No ano de 2009 Olivia ficou na posição #4 na lista TV's 100 Sexiest Women of 2009, BuddyTV. No ano de 2009 Olivia alcançou o topo da lista das cem mulheres mais sexy do mundo, de acordo com a revista Maxim, seguida pela atriz Megan Fox, que há pouco tempo revelou em uma entrevista sentir uma certa atração por Olivia. No ano anterior, Wilde ficou na 97ª posição pela mesma revista. Em 2006 ela ficou na 95ª posição entre as cem mulheres mais sexy do mundo pela revista FHM. Foi uma das principais modelos da Abercrombie & Fitch na campanha de verão de 2004.

Wilde no Tribeca Film Festival, em 2011.

Em 2007, Wilde fez parte do elenco da série de curta duração The Black Donnellys, no qual interpretou Jenny Reilly, e foi a personagem feminina principal na série que tratava da vida de uma família irlandesa-americana ligada ao crime organizado na cidade de Nova York. Também em 2007, Wilde apareceu na peça Beauty on the Vine, um thriller político, onde interpretava três diferentes personagens.

Wilde passou a integrar o elenco da série de drama médico House M.D. no outono de 2007, interpretando a jovem médica, Dra. Remy Hadley, apelidada de Treze, que trabalha em estreita colaboração com o Dr. House. A personagem é inteligente e misteriosa aos olhos do médico mais famoso do mundo, onde também faz o papel de bissexual.

Olivia Wilde 2010.jpg

O New York Observer descreveu Wilde como sendo uma pessoa de "voz gutural" e de um "amplo carisma, como Hollywood nos dias de outrora". Ela tem Meryl Streep, Sigourney Weaver, Frances McDormand, Catherine Keener e Robin Wright Penn como suas inspirações e também admira o dramaturgo Eve Ensler e o diretor e ator Woody Allen.

Em 7 de outubro de 2008 Olivia apareceu em um vídeo do site Funny or Die intitulado "Olivia Wilde Does It Early", mostrando o quanto ela gostava da inscrição antecipada para a eleição presidencial de 2008. No outono do mesmo ano Wilde fez campanha com os atores Justin Long e Kal Penn para o então candidato a presidente pelo Partido Democrata, Barack Obama. Olivia esteve na lista de atores da escritora Stephenie Meyer, nessa lista, Olivia interpretaria Rosalie Hale, vivida por Nikki Reed na saga Twilight (Crepúsculo).

Em 2009 Olivia atuou junto com Jack Black e Michael Cera na comédia Year One (br: Ano Um). Em 2010 fez uma participação importante no filme da Disney Tron: O Legado, como Quorra. Além disso, Olivia participou dos filmes Butter, Cowboys & Aliens, The Change-Up e Now. Todos com lançamento previsto para 2011.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Filmes
Ano Título Título em português Papel
1995 Meeting Magdalene Magdalene
2004 The Girl Next Door br: Show de Vizinha Kellie
2005 Conversations with Other Women br: Nosso Amor do Passado Dama de honra
2006 Alpha Dog Angela Holden
Camjackers Sista Strada Cast
Bickford Shmeckler's Cool Ideas br: Idéias Geniais Nerds Nem Tanto Sarah Witt
Turistas Bea
2007 The Death and Life of Bobby Z br: A Morte e a Vida de Bobby Z Elizabeth
2008 Fix Bella
2009 Year One br: Ano Um Princesa Inanna
The Ballad of G.I. Joe A Baronesa
2010 Weird: The Al Yankovic Story Madonna
The Next Three Days br: 72 Horas Nicole
Tron: Legacy br: Tron: O Legado Quorra
Tron: Evolution Quorra (videogame)
2011 On the Inside Mia Conlon
Butter Brooke
Cowboys & Aliens br: Cowboys & Aliens Ella
The Change-Up br: Eu Queria Ter a Sua Vida Sabrina
In Time br: O Preço Do Amanhã Rachel Salas
2012 People Like Us Hannah
The Longest Week Beatrice
The Words Danielle
Deadfall br: A Fuga Liza
2013 Rush Suzy Miller
Burt Wonderstone Jane
Televisão
Ano Título Papel Episódios
2003 / 2004 Skin Jewel Goldman 6 episódios
2004 / 2005 The O.C. Alex Kelly 13 episódios
2007 The Black Donnellys Jenny Reilly 14 episódios
2007 / 2011 House M.D. Dra. Remy "Treze" Hadley 67 episódios

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Resultado Premiação Indicação Título
2006 Venceu U.S. Comedy Arts Festival Melhor atriz Bickford Shmeckler's Cool Ideas
2008 Vail Film Festival Prêmio estrela em ascensão
Indicada Teen Choice Awards Escolha de estrela feminina da TV House M.D.
2009 Indicada Screen Actors Guild Awards Performance marcante de elenco em série de drama House M.D.

Referências

  1. Sara Vilkomerson (16 de abril de 2007). Wilde At Heart (em inglês) The New York Observer. Página visitada em 22 de abril de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]