Poterna

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde abril de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Poterna Sueste do Castelo de Puilaurens em França

Poterna (ou porta do ladrão, porta da traição, ou porta falsa), em arquitectura militar, é uma porta secundária, dissimulada nas muralhas de um castelo ou fortaleza, conduzindo para o exterior, permitindo aos ocupantes das instalações, sair ou entrar sem atrair as atenções nem serem vistos.[1]

Por extensão atribui-se o mesmo nome a um passagem permitindo à infantaria dirigir-se de um ponto a outro de um forte ou entre vários fortes, sem ser descoberta, ou às passagens nas cortinas das fortalezas abaluartadas.

Durante um cerco, uma poterna poderia funcionar tanto como uma porta para fuga, como para efectuar incursões às tropas sitiantes.

O nome deriva do Latim posterula, diminutivo do Latim posterus (posterior, atrás), isto é, situado atrás, em lugar escondido.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Poterna. Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU) Tesauro. Página visitada em 30 de Março de 2009.


Ícone de esboço Este artigo sobre arquitetura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.