Rope

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rope
A Corda (PT)
Festim Diabólico (BR)
Ropetrailer3.jpg
 Estados Unidos
1948 • cor • 80 min 
Direção Alfred Hitchcock
Roteiro Hume Cronyn / Arthur Laurents
Elenco James Stewart
Farley Granger
John Dall
Género suspense
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Rope (Festim Diabólico (título no Brasil) ou A Corda (título em Portugal)) é um filme estadunidense de 1948, do gênero suspense, dirigido por Alfred Hitchcock, baseado em peça teatral de Patrick Hamilton.

A história do filme foi inspirada no caso Leopold-Loeb, em que dois estudantes da Universidade de Chicago cometeram um assassinato de forma bem parecida com a mostrada no filme.[1]

O filme faz referência ao conceito de super-homem de Nietzsche.[1]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Dois jovens brilhantes, Brandon (John Dall) e Phillip (Farley Granger), matam David (Dick Hogan), um colega de escola, apenas para provar a si mesmos que podem cometer o crime perfeito. Para desafiar os amigos e a família, resolvem convidá-los para uma reunião no apartamento deles, e servem a comida em cima de um baú onde está escondido o corpo da vítima.

Elenco[editar | editar código-fonte]

e mais:

  • Douglas Dick como Kenneth Lawrence
  • Dick Hogan como David Kentley

Produção[editar | editar código-fonte]

Rope foi o primeiro filme colorido do diretor Alfred Hitchcock. Foi todo realizado em tomadas contínuas de quatro a dez minutos (plano-sequência), tendo apenas oito cortes, e foi editado de tal forma que se tem a impressão que não houve cortes durante as filmagens.[2]

O filme esteve inacessível ao público por muitos anos, pois Hitchcock havia recomprado os seus direitos, juntamente com os direitos de Rear Window (br: Janela Indiscreta), The Man Who Knew Too Much (br: O Homem que Sabia Demais), Vertigo (br: Um Corpo que Cai) e The Trouble with Harry (br: O Terceiro Tiro), para deixá-los de legado a sua filha. Esses cinco filmes ficaram conhecidos como "os cinco filmes perdidos de Hitchcock", e só foram relançados em 1984, por volta de quarenta anos após seu primeiro lançamento.

Bastidores[editar | editar código-fonte]

Em seus filmes Hitchcock faz uma pequena aparição. Neste, ele aparece bem no início ao atravessar a rua e pode ser visto também no cartaz de neon que reflete na janela do apartamento dos dois assassinos.[3]

Cary Grant era a escolha original de Hitchcock para o papel do professor Rupert Cadell e Montgomery Clift para o papel de Brandon Shaw.[3]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Prêmio Edgar 1949 (Edgar Allan Poe Awards, EUA)

  • Indicado na categoria de melhor filme.

Referências

  1. a b Blockbuster - Rope (1948) (em inglês). Visitado em 10/01/2010.
  2. BBC - Alfred Hitchcock (em inglês). Visitado em 10/01/2010.
  3. a b IMDB - Trivia (em inglês). Visitado em 10/01/2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Rope