SS Nomadic (1911)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
SS Nomadic
Nomadic.jpg
SS Nomadic em 1911
Carreira
Proprietário White Star Line
Construção Harland and Wolff
Belfast
Lançamento 25 de abril de 1911
Porto de registo Cherbourg
Viagem inaugural 31 de maio de 1911
Estado Navio-museu Belfast
Características gerais
Classe Barco auxiliar
Tonelagem 1273 GT
Comprimento 67 m
Calado 2,4 m
Propulsão 2 motores de expansão dupla alimentando duas hélices de lâminas triplos.
Velocidade 12 nós (22,3 km/h)
Tripulação 14
Carga 1 000 passageiros

O SS Nomadic é um barco a vapor da White Star Line, lançado no dia 25 de abril de 1911, em Belfast, que foi construído como um barco auxiliar para o RMS Olympic e o RMS Titanic. Nomadic foi transformado em navio-museu e é o único barco da White Star Line preservado.

Construção[editar | editar código-fonte]

O barco tem 67 m de comprimento total e 11,3 m de boca, com uma arqueação bruta de 1 273 toneladas. Era operado por duas caldeiras alimentadas a carvão e dois motores a vapor composto, cada um movimentando uma hélice de 2,13 m de diâmetro, o que permitia uma velocidade máxima de 12 nós.

Nomadic foi construído com estruturas, vigas e anteparas em aço, e casco chapeado rebitado. Com quatro decks de trabalho e espaços de espera abaixo. Podia transportar até 1 000 passageiros, quando totalmente carregado.

Nomadic foi encomendado pela White Star Line, em 1910, para servir como barco auxiliar de seus novos transatlânticos RMS Olympic e o RMS Titanic, que eram muito grandes aportarem em Cherbourg. A embarcação era utilizada para o transporte de passageiros, bagagens, correio e suprimentos para os navios que ficavam ancorados ao largo da costa. Nomadic era utilizado no embarque e desembarque dos passageiros da 1° e 2° classe .

História[editar | editar código-fonte]

Como o SS Nomadic apareceu em 2000, ancorado em Paris.

Nomadic chegou em Cherbourg no dia 3 de julho de 1911 para começar suas tarefas como barco auxiliar para a White Star Line. No dia 10 de abril de 1912, transportou 274 passageiros ao RMS Titanic em sua viagem inaugural.

Durante a Primeira Guerra Mundial, o navio foi requisitado pelo governo francês e ele serviu como um caça-minas auxiliar e navio patrulha, também transpotou tropas norte-americanas para o porto de Brest, na França. Depois da Guerra, voltou a operar como barco auxiliar. Em 1927 foi vendido para a Compagnie Cherbourgeoise.

Após a fusão em 1934, da White Star Line com a Cunard Line. Ele foi vendido novamente para a "Société Cherbourgeoise de Sauvetage et de remorquage" e recebeu o nome de Ingenieur Minard.

Durante a Segunda Guerra Mundial o Nomadic voltou a ser requisitado. Participou da evacuação de tropas de Cherbourg e posteriormente foi utilizado pela Marinha Real Britânica como barco para transporte de tropas, navio de patrulha costeira e e navio caça-minas.

Durante a guerra, o porto de Cherbourg foi fortemente danificada, por isso, grandes transatlânticos já não podiam ancorar lá. Nomadic foi recuperado e retornou novamente ao serviço. Ele serviu grandes transatlânticos da época como o RMS Queen Mary e o RMS Queen Elizabeth. E finalmente parou de operar em 4 de novembro de 1968.

Restauração e Conservação[editar | editar código-fonte]

SS Nomadic em março de 2012, em Belfast na Irlanda do Norte, após a primeira fase de restauração.

Em agosto de 2008, Nomadic foi considerado como navio histórico nacional e inserido no Registro Nacional de Navios Históricos do Reino Unido (National Historic Ships).

No final de 2009 os NCS tinha fundos suficientes para iniciar grandes obras de conservação e restauro. Em fevereiro de 2010, as principais obras começou com jateamento externo e priming do casco de aço, impedindo uma maior deterioração da estrutura metálica.

Em fevereiro de 2011, Harland and Wolff foram nomeados pelo NCS para realizar restauração estruturas de aço e reparação, reacender um link de 100 anos com os construtores originais do navio. O valor do contrato foi de £ 2 milhões e incluiu re-criação da ponte faltando e voando tabuleiros de pontes, reparos e pintura do casco do navio em sua origem libré White Star Line. Estas obras foram concluídas em fevereiro de 2012.

A fase final de obras de restauração inclui conservação e restauro do interior luxuoso, com painéis de gesso e ornamentado marcenaria. Os painéis originais do Nomadic foi comprado de um museu francês. Os painéis já foram doados para a NCS para a restauração e reintegração de volta a bordo do navio. Esta fase de obras inclui também obras de restauração do histórico Hamilton Graving Dock e pumphouse, convertendo a área do cais e do navio em uma atração turística. Essas obras foram previstas para ser concluídas até em novembro de 2012.