Santo Antônio (Porto Alegre)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Santo Antônio
—  Bairro do Brasil  —
Santo Antônio.JPG
Município Porto Alegre
Área
 - Total 129 hectares
População
 - Total 14,392 moradores (2 000)
6,341 homens
8,051 mulheres
    • Densidade 112 hab/ha/km2 
Taxa de crescimento (-) 0,3% (de 1991 a 2000)
Domicílios 5.112
Rendimento médio mensal 11,03 salários mínimos
Fonte: Não disponível

Santo Antônio é um bairro da cidade brasileira de Porto Alegre, capital do estado do Rio Grande do Sul. Foi criado pela Lei 2022 de 7 de dezembro de 1959.

Histórico[1] [editar | editar código-fonte]

O bairro se desenvolveu a partir da margem da Estrada do Mato Grosso (atual Avenida Bento Gonçalves) e a antiga Estrada de Belém (atual Oscar Pereira). Seu nome faz referência à Igreja de Santo Antônio, que foi construída no local destinado a Sociedade Pártenon Literário literário, sociedade que deu origem ao bairro Partenon, no ano de 1880.

Numa das ruas mais movimentadas do bairro Santo Antônio, a Rua Vicente da Fontoura, antiga Rua da Boa Vista, foi inaugurado, em 1880, o Hipódromo Prado da Boa Vista, local que na época era um grande atrativo de lazer para os fins de semana.

Características atuais[editar | editar código-fonte]

Os limites do bairro Santo Antônio são os bairros Partenon, Azenha, Santana e Medianeira.

O bairro possui características marcadamente religiosa, abrigando diversas instituições como a Escola de Educação Básica Rainha do Brasil (inaugurada em 1956)[2] , a Escola Superior de Teologia e Espiritualidade Franciscana (inaugurada em 1986)[3] , e o Colégio La Salle Santo Antônio (que iniciou suas atividades em 1913)[4] .

O Santo Antônio possui um considerável comércio local e uma rede de transporte bem estruturada. Desde 1994 o bairro abriga o Arquivo Histórico de Porto Alegre Moysés Vellinho, que possui todo o acervo documental produzido na municipalidade desde meados do século XVIII[5] . O nome do arquivo é uma homenagem ao intelectual gaúcho Moysés Vellinho.

Pontos de referência[editar | editar código-fonte]

Áreas verdes
  • Praça Jornal do Comércio
Educação
Outros

Limites atuais[editar | editar código-fonte]

Travessa Onofre Pires, Rua Plácido de Castro, Rua Feliz, Rua Mansão até a Avenida Oscar Pereira; desta, no sentido norte/sul, até a Rua Caldre Fião; desta, até a Rua Humberto de Campos; desta, até encontrar a Avenida Bento Gonçalves; deste ponto, até a embocadura com a Rua Onofre Pires, em frente ao terno da Avenida João Pessoa e cruzamento da Avenida Bento Gonçalves.

Galeria de imagens[editar | editar código-fonte]

Referências

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  • FRANCO, Sérgio da Costa. Guia Histórico de Porto Alegre. 2ª edição. Porto Alegre: Editora da Universidade/UFRGS.
  • MULLER, Dóris Maria. SOUZA, Célia Ferraz. Porto Alegre e sua evolução urbana. Porto Alegre: Editora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 1997.
  • RIOS, Renata Ferreira. Histórico - Partenon. In: [1]
  • Dados do censo/IBGE 2000

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Santo Antônio (Porto Alegre)