Sete Deuses da Sorte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Da esquerda para a direita, em cima: Bishamon e Benzaiten,Em baixo: Daikoku, Jurojin, Fukurokyu, Hotei e Ebisu.

Shichi Fukujin (七福神) são sete deuses de boa sorte (fortuna e felicidade) no Xintoísmo, mitologia asiática e folclore asiático. Costumam ser representados em conjunto, na forma de estátuas, miniaturas ou gravuras, às vezes a bordo do takarabune (barco dos tesouros).

Os japoneses consideram o 7 um algarismo repleto de mistérios, da mesma forma que no Ocidente, onde temos os sete pecados capitais e as sete maravilhas do mundo. No budismo japonês, há a crença de que a alma precisa reencarnar sete vezes até alcançar a iluminação, e que sete semanas de lamentação devem ser seguidas depois de um falecimento. Há também o costume de comer no dia 7 de janeiro o mingau de arroz temperado com nanakusa, as sete ervas da primavera. Arranjos com as sete flores do outono homenageiam a entrada dessa estação. No idioma japonês arcaico, o ideograma que representava a felicidade era formado por três números 7.


Mitologia chinesa
Yin and Yang.svg
 
Primeiros deuses
Shangdi · Tian · Nu Kua
Pan Ku · Yu Huang
Os Três Augustos
Fu Xi · Shennong · Huangdi
Os Cinco Imperadores
Shaohao · Zhuanxu · Ku · Yao · Shun
Divindades de origem taoísta
Os Três Puros · Os Quatro Imperadores
Xi Wangmu · Pak Tai
Xuan Nu · Os Oito Imortais
Divindades de origem budista
Guan Yin · Hotei · Dizang
Yanluo · Shi Tennô

Benzaiten[editar | editar código-fonte]

Seria uma das duas mulheres do grupo, posto que quase nunca colocam Kuan Yin, que é a deusa da cura e da compaixão. Benzaitein representa a arte e a delicadeza, sendo sempre representada com um instrumento musical nas mãos. Seu estilo de combate no famoso templo Shaolin em Henam na China, prima por torções e quebramentos.

Bishamon[editar | editar código-fonte]

Por ser um dos quatro guardiões do budismo, usa trajes de guerra e segura uma lança em sua mão, às vezes com uma roda do fogo (halo). A esse deus chinês muitas funções são atribuídas, mas na maior parte apresenta-se como um deus da guerra, distribuidor da riqueza. O tesouro nesse caso são os ensinamentos de Buda. Ele é o promotor dos missionários das palavras de Buda e nesse sentido tem atribuição de guerreiro. Protege contra os demônios e contra as doenças. É o guardião do ponto cardeal Norte. Não deve ser confundido com o deus da guerra (Hachiman). Ter a figura desse deus em casa, afugenta ladrões e preserva os bens das família.

Daikoku[editar | editar código-fonte]

Daikoku, o deus da prosperidade e fartura.

É o mais alegre dos deuses. Sendo representado como um homem gordo que traz prosperidade, riqueza, fartura e da produção; sendo patrono dos fazendeiros. É muito popular entre os agricultores japoneses, pois protege as colheitas. Aparece em pé, sobre sacos de arroz, sorrindo, e traz na mão um martelo de madeira (a cada batida faz surgir moedas de ouro). Simbolicamente a martelada representa trabalho. A imagem de Daikoku tanto em forma de estatueta ou pintura, garante progresso profissional e enriquecimento ligado ao trabalho. É representado pelo rato.

Ebisu[editar | editar código-fonte]

É o deus da sinceridade. Representa honestidade e trabalho. Ele é o protetor dos pescadores, navegantes, comerciantes e da saúde das crianças. Geralmente é representado na figura do pescador, pois sempre está com a cumbuca e uma vara de pescar. Dizem que Ebisu não dá o peixe, mas ensina pescar. Ter sua figura em casa ou no estabelecimento comercial garante sucesso nos negócios.

Jurojin[editar | editar código-fonte]

É o deus da felicidade, da longevidade e da boa sorte. Diz a lenda que esse deus foi um sábio chinês. Ele é o Deus da sabedoria e é comumente apresentado como um homem velho com um chapéu com uma longa barba branca segurando um cajado. Ele é muitas vezes confundida com Fukurokuju, já que ambos são apresentados de uma forma muito semelhante. Às vezes Jurojin é representado com um pote de saquê e só permite que a morte se aproxime quando a pessoa esta preparada para evoluir espiritualmente. Apreciar uma pintura de Jurojin diariamente traz sabedoria e longa vida. A virtude que ele representa é a Alegria.

Hotei[editar | editar código-fonte]

Imagem de Hotei no templo taiwanês, Bao Jue

É o senhor da magnanimidade, da generosidade humana. Vive rindo, sempre de bom humor, e por isso mesmo, traz saúde e felicidade, pois está sempre satisfeito com o que tem. Dizem que Hotei tem recurso interior para todos que queiram atingir a serenidade completa e sabedoria búdica. Geralmente é representado com uma enorme barriga e roupa caindo pelos ombros. Seu abdômen avantajado não simboliza a gula, pelo contrário, é símbolo da satisfação.

Hotei, conhecido como o "Buda gordo", é na verdade a representação de um monge chinês frequentemente encontrado em templos, restaurantes e amuletos. No folclore da China, ele acabou sendo associado a Maitreya. Para os japoneses, o "hara" (ventre) representa o coração e personalidade, portanto seu vasto "hara", representa grandiosidade de espírito.

No Ocidente ele é muitas vezes erroneamente visto como uma representação do Buda Siddhartha Gautama. Segundo a crença popular, apreciar uma pintura ou ter uma estatueta de Hotei espanta as preocupações.

Fukurokuju☁[editar | editar código-fonte]

Imagem de Jurojin em Zenkoji

O deus da longevidade e da sabedoria. Seu nome é composto pelos ideogramas fuku (felicidade, sorte), roku (riqueza) e ju (vida longa). É mostrado com uma testa muito elevada. Na maior parte é acompanhado com um veado, um símbolo do longevidade, às vezes por uma tartaruga Ele é representado com uma longa barba branca, trazendo na mão um cetro (saku) sagrado ou um bastão onde esta pendurado um pergaminho (makimono) contendo as escritas da sabedoria mundial. É também considerado um deus da ecologia, porque geralmente é retratado junto de uma garça tipo grou (tsuru), uma tartaruga ou um veado. Esses animais são na verdade símbolos de longa vida.Quem ganhar uma estatueta ou pintura de Fukurokuju tende a ficar popular e garante longevidade. Passar a mão na careca dele, melhora sua inteligência