Tiras

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Abril de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Tiras foi, de acordo com Gênesis 10:2 e 1 Crônicas 1:5, o último filho de Jafé, portanto, neto de Noé. Segundo o Livro dos Jubileus, a herança de Tiras é composta de quatro grandes ilhas no oceano. Alguns estudiosos têm especulado que seus descendentes estiveram entre os componentes dos Povos do Mar, conhecido pelos egípcios como Tursha e pelos gregos como Tyrsenoi. [1] [2] .

Referências históricas[editar | editar código-fonte]

O historiador judeu Flávio Josefo escreveu que Tiras (Thiras) foi o antepassado dos thirasians, que os gregos escreveram como Trácios.[3]

Essas foram as primeiras pessoas louras mencionadas na antiguidade, segundo Xenófanes, e foram posteriormente conhecidos como Getas, por outros historiadores, começando com Heródoto (4.93, 5.3). Tiras na antiguidade era também o nome do Rio Dniestre, e de uma colônia grega.

Alguns, incluindo Noah Webster, sugeriram que Tiras era adorado pelos seus descendentes, como Thor, o deus do trovão, igualando as duas formas com o Θουρος (Thouros), mencionado por Homero como o “Marte dos trácios”.

De acordo com o tratado Yoma, no Talmud, Tiras é o ancestral da Pérsia.

Outra compliação em hebraico medieval, as Crônicas de Jeramael, além de citar Yosippon (uma compilação rabínica), também fornece uma tradição separada dos filhos de Tiras, em outro lugar, nomeando os como Maakh, Tabel, Bal'anah, Shampla, Meah e Elash. Este material foi finalmente derivado de Pseudo-Philo (ca. 75 AD), as cópias existentes que listam os filhos de Tiras, como Maac, Tabel, Ballana, Samplameac e Elaz.

O historiador persa Muhammad ibn Jarir al-Tabari (c. 915) narra uma tradição em que Tiras teve um filho chamado Batawil, cujas filhas Qarnabil, Bakht, Arsal e tornaram-se a mulheres de Cuche, Pute, e Canaã, respectivamente.

Genealogia[editar | editar código-fonte]

Árvore genealógica baseada em Gênesis:

 
 
 
 
 
 
 
 
Lameque
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Noé
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Sem
 
Cam
 
Jafé
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Gômer
 
Magogue
 
Madai
 
Javã
 
Tubal
 
Meseque
 
Tiras


Referências

  1. The Bible for Home and School Macmillan, 1909 (tradução anotada da Bíblia, comparando todas as variantes conhecidas) p. 90
  2. International Standard Bible Encyclopedia (1995) p. 859
  3. Flávio Josefo, Antiguidades Judaicas, Livro I, Capítulo 6 Como cada nação foi denominada a partir dos seus primeiros habitantes, 1 [em linha]


Ícone de esboço Este artigo sobre a Bíblia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.