Ultragaz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde março de 2014).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.


Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde janeiro de 2012).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.

A Ultragaz é uma empresa do mercado brasileiro de distribuição de gás domiciliar. Teve origem na Empresa Brasileira de Gás a Domicílio1 , criada por Ernesto Igel, fundador do Grupo Ultra2 . Maior distribuidora de GLP no Brasil, com 23% de participação de mercado, e uma das maiores distribuidoras independentes do mundo, a Ultragaz distribui GLP a aproximadamente 10,5 milhões de domicílios no segmento envasado e a mais de 40 mil clientes no segmento granel. A Ultragaz atua nacionalmente, distribuindo GLP envasado a consumidores residenciais por meio de lojas de varejo próprias e de terceiros, bem como por meio de sua frota de caminhões, com venda porta a porta ou através de entrega programada. Na Bahia, a empresa atua com a marca Brasilgás2 .


História[editar | editar código-fonte]

Até meados da década de 1930, não existia no Brasil o sistema, hoje tão comum, de venda de botijões de gás domiciliar, muito menos a entrega na casa do consumidor. O pioneirismo coube a Ernesto Igel, um austríaco de Viena que veio para o Brasil em 1920 e, em 1937, fundou a Empresa Brasileira de Gás a Domicílio.

A Empresa Brasileira de Gás a Domicílio começou pequena, com três caminhões de entrega e menos de 200 clientes. Mas a ideia rendeu frutos e, no início da década de 1960, já com o nome Ultragaz, o negócio criado por Ernesto Igel tinha 1 milhão de consumidores em sua carteira de clientes.

Em 1997, a Ultragaz introduziu o UltraSystem, sistema de entrega de GLP a granel.

Fruto do processo de expansão, a Ultragaz adquiriu em 2003 a operação de distribuição de GLP da Shell no Brasil, Shell Gás, o que permitiu à empresa alcançar a liderança no mercado de GLP. A Ultragaz também introduziu sistemas de encomendas pela internet e por SMS e permitiu que, nos caminhões de entrega da marca, o consumidor pudesse pagar o gás com cartões de crédito e débito, além de fazer recarga de celulares.

Em outubro de 2011, por R$ 50 milhões, a Ultragaz adquiriu a distribuição de GLP da Repsol no Brasil3 . e incorporou um volume de vendas anuais de 22 mil toneladas, o correspondente a 1% no mercado brasileiro.

Atualmente, a Ultragaz conta com mais de 4.200 revendas. Nos primeiros nove meses de 2011, registrou um volume de vendas de 1,7 milhão de toneladas de GLP.

Operações[editar | editar código-fonte]

A Ultragaz possui as seguintes vantagens competitivas para sua atuação no mercado de GLP:

• Escala operacional eficiente • Forte reconhecimento da marca e fidelidade do cliente • Rede exclusiva e eficiente de distribuição, com aproximadamente 4 mil distribuidores independentes • Pioneira e líder no segmento granel com o UltraSystem

Distribuição e Marketing[editar | editar código-fonte]

As operações da Ultragaz são divididas entre os canais de venda envasado e granel. A empresa atua nesses dois segmentos com estratégias de distribuição diferentes, de modo a capturar as oportunidades de cada mercado.

O armazenamento de GLP é realizado em grandes tanques instalados em suas bases. As unidades de envasamento primárias recebem GLP diretamente via gasoduto enquanto as unidades de envasamento secundárias são abastecidas por caminhões. No caso de vasilhames, o GLP é bombeado dos tanques de armazenamento para os carrosséis de engarrafamento, que abastecem os vasilhames de GLP. No caso de GLP a granel, o GLP é bombeado dos tanques de armazenamento diretamente para os caminhões-tanque.

A distribuição de GLP envasado, utilizado principalmente em residências como gás de cozinha, inclui vendas em domicílio e por meio de lojas de varejo, através do sistema de distribuição da Ultragaz e revendedores autônomos, utilizando vasilhames de 13 kg padronizados pela ANP. Os vasilhames da Ultragaz são pintados na cor azul, um importante elemento do reconhecimento da marca Ultragaz. No passado recente, a evolução dos volumes do mercado envasado de GLP no Brasil tem sido determinado pelo aumento de domicílios consumidores de GLP e do crescimento da renda da população.

A distribuição de GLP a granel, utilizado no setor comercial principalmente como gás de cozinha e para aquecimento de água em shopping centers, hotéis, condomínios, restaurantes, lavanderias e hospitais, é feita com tanques de aproximadamente 190 kg instalados nos estabelecimentos dos clientes. Desde 1997, a Ultragaz opera instalações de granel de pequeno e médio porte e em caminhões de tecnologia bob-tail para distribuição do GLP, compondo o sistema de distribuição denominado UltraSystem. Os caminhões da Ultragaz abastecem diretamente recipientes instalados nos estabelecimentos destes consumidores, em um processo ágil, seguro e econômico.

Mercado de GLP[editar | editar código-fonte]

O mercado de GLP é composto por diversas distribuidoras, sendo que as quatro maiores detinham 86% de participação de mercado em 2010. As principais concorrentes da Ultragaz são: SHV Gas, decorrente da fusão da Minasgás e da Supergasbrás; a Liquigás, controlada pela Petrobras; e a Nacional Gás Butano. Nos últimos anos, a Ultragaz ampliou sua participação de mercado através da expansão geográfica, do sistema de distribuição a granel de pequeno porte e da aquisição das operações de GLP da Shell no Brasil (Shell Gás). No mercado envasado, as distribuidoras de GLP concorrem principalmente pelo reconhecimento de sua marca, pela confiabilidade de suas entregas e pelos serviços prestados aos consumidores. A Ultragaz acredita ser competitiva nestes aspectos, baseando-se no desenvolvimento de serviços associados à sua marca, trabalhando com entregadores que dão recomendações de segurança aos consumidores residenciais, atendendo pedidos feitos via telefone 24 horas por dia, 7 dias por semana, e programando entregas no mesmo dia da semana em cada área atendida. Em função das altas temperaturas médias, o consumo de GLP por residência no Brasil é baixo em comparação a países nos quais o aquecimento de ambientes constitui um elemento importante da demanda de gás. Consequentemente, o custo de distribuição é fator crítico de rentabilidade e as distribuidoras concorrem em termos de eficiência na distribuição e entrega de GLP, uma vez que a totalidade de GLP é adquirida pelas distribuidoras da Petrobras a preços uniformes. Como os principais mercados da Ultragaz apresentam grande concentração de consumidores residenciais, a distribuição neste segmento pode ser realizada com maiores economias de escala.

Os mesmos fatores de diferenciação do segmento envasado aplicam-se ao segmento granel: reconhecimento da marca e confiabilidade no fornecimento. Em adição, no segmento granel a qualidade do serviço prestado e a base de clientes bem estabelecida são vantagens competitivas que a Ultragaz acredita possuir. No segmento granel, a Ultragaz atende seus consumidores por meio de contratos de longo prazo, com duração que varia de dois a cinco anos, o que limita as flutuações das vendas da Ultragaz, na medida em que o contrato com consumidores a granel prevê que o tanque fornecido pela Ultragaz somente poderá ser preenchido com GLP entregue pela Ultragaz, e uma mudança de fornecedor de GLP imporia ao respectivo consumidor o ressarcimento à Ultragaz destes investimentos.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]