Música ambiente

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Ambient music)


Música Ambiente
Origens estilísticas
Contexto cultural Década de 1970 no Reino Unido
Instrumentos típicos Instrumentos de música eletrônica e de Eletroacústica, instrumento folclóricos (com processamento eletrônico)
Formas derivadas Ambient house
Ambient techno
Chill out
Downtempo
Subgêneros
Dark ambient – Lowercase – Black ambient – Detroit techno
Gêneros de fusão
Ambient dub – Illbient – Psybient – Ambient industrial – Ambient houseSpace music

Música ambiente é um gênero musical que enfatiza o tom e a atmosfera sobre a estrutura ou ritmo musical tradicional. Pode faltar composição, batida ou melodia estruturada.[1] Ele usa camadas de textura de som que podem recompensar a escuta passiva e ativa[2] e encorajar uma sensação de calma ou contemplação.[3][4] Diz-se que o gênero evoca uma qualidade "atmosférica", "visual"[5] ou "discreta".[6] Paisagens sonoras da natureza podem ser incluídas, e os sons de instrumentos acústicos, como o piano, cordas e flauta podem ser emulados através de um sintetizador.[7]

O gênero teve origem nas décadas de 1960 e 1970, quando novos instrumentos musicais foram introduzidos em um mercado mais amplo, como o sintetizador.[8] Foi pressagiada pela música de móveis de Erik Satie e estilos como música concreta, música minimalista e música eletrônica alemã, mas foi nomeada e popularizada com destaque pelo músico britânico Brian Eno em 1978 com seu álbum Ambient 1: Music for Airports; Eno opinou que a música ambiente "deve ser tão ignorável quanto interessante".[9] Ele viu um renascimento no final dos anos 1980 com a proeminência da música house e techno, crescendo um cult na década de 1990.[10] A música ambiente pode ter elementos da música new-age e da música drone, já que algumas obras podem usar notas sustentadas ou repetidas.[11]

A música ambiente não obteve grande sucesso comercial, sendo criticada por tudo, desde "new age embonecado, [...] até noodling técnico chato e irrelevante".[12] No entanto, alcançou certo grau de aclamação ao longo dos anos, especialmente na era da informação. Devido ao seu estilo relativamente aberto, a música ambiente muitas vezes recebe influências de muitos outros gêneros, que vão desde música clássica, vanguarda, folk, jazz e Música do Mundo, entre outros.[13][14]

Referências

  1. The Ambient Century by Mark Prendergast, Bloomsbury, London, 2003.
  2. Elevator Music: A Surreal History of Muzak, Easy Listening & Other Moodsong by Joseph Lanza, Quartet, London, 1995.
  3. Crossfade: A Big Chill Anthology, Serpents Tail, London, 2004.
  4. «Ambient music - Definition of ambient by Dictionary.com». Dictionary.com. Cópia arquivada em 12 de fevereiro de 2018 
  5. Prendergast, M. The Ambient Century. 2001. Bloomsbury, USA
  6. «Ambient – Definition of ambient by Merriam-Webster». merriam-webster.com. Cópia arquivada em 20 de abril de 2015 
  7. «Ambient – Definition of ambient by Cambridge Dictionary». dictionary.cambridge.org. Cópia arquivada em 12 de fevereiro de 2018 
  8. Lanza, Joseph (2004). Elevator Music: A Surreal History of Muzak, Easy-listening, and Other Moodsong. [S.l.]: University of Michigan Press. p. 185. ISBN 0-472-08942-0 
  9. Eno, Brian. «Music for Airports». Consultado em 8 de julho de 2013. Cópia arquivada em 29 de janeiro de 2013 
  10. «Music Genres». AllMusic. Cópia arquivada em 13 de fevereiro de 2012 
  11. George Grove, Stanley Sadie, The New Grove Dictionary of Music and Musicians, Macmillan Publishers, 1st ed., 1980 (ISBN 0-333-23111-2), vol. 7 (Fuchs to Gyuzelev), "André-Ernest-Modeste Grétry", p. 708: "in L'épreuve villageoise, where the various folk elements – couplet form, simplicity of style, straightforward rhythm, drone bass in imitation of bagpipes – combine to express at once ingenuous coquetry and sincerity."
  12. «AllMusic». AllMusic. Cópia arquivada em 14 de novembro de 2011 
  13. New Sounds: The Virgin Guide To New Music by John Schaefer, Virgin Books, London, 1987.
  14. "Each spoke, tracing a thin pie-shape out of the whole, would contribute to the modern or New Ambient movement: new age, neo-classical, space, electronic, ambient, progressive, jazzy, tribal, world, folk, ensemble, acoustic, meditative, and back to new age... "New Age Music Made Simple Arquivado em 2010-04-05 no Wayback Machine