André Pinguim Ruas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
"Pinguim"
Informação geral
Nome completo André Luís Ruas
Também conhecido(a) como Pinguim
Nascimento 29 de janeiro de 1975 (43 anos)
Origem Santos, SP
País  Brasil
Gênero(s) Skate punk
Rapcore
Ska
Rap metal
Rock Alternativo
Reggae
Ocupação(ões) Músico
Instrumento(s) Bateria
Período em atividade 1987 - atualmente
Outras ocupações Vocalista e Empresário
Gravadora(s) Endorsee - Yamaha
Afiliação(ões) Charlie Brown Jr
Chorão
Thiago Castanho
Heitor Gomes
Conexão Baixada
Bula (banda)
Influência(s) João Barone (Paralamas)
Charles Gavin (Titãs)
Chad Smith (RHCP)
Dave Weckl
John Bonhan (Led)
Billy Cobhan
Carter Buford (Dave Matthews Band)
Simon Phillips

André "Pinguim" Ruas (Santos, 29 de janeiro de 1975), nome artístico de André Luís Ruas, é um baterista, beat-box, vocalista e empresário brasileiro, conhecido por seu trabalho com a banda Charlie Brown Jr. Atualmente é baterista da banda Bula, [1] que conta com o ex-guitarrista do Charlie Brown Jr., Marcão Britto no vocal, e com a ex-baixista da banda A Banca, Lena Papini.

Biografia[editar | editar código-fonte]

A origem do apelido[editar | editar código-fonte]

O apelido de "Pinguim" surgiu ainda em sua infância. Originou-se de uma camisa que possuía na estampa a figura de um Pinguim vinculado à marca de sorvete Pingolé e aliado à relatos de amigos que diziam que o mesmo possuía semelhanças com o animal, foi então consumado o apelido.[2] Na bateria, Pinguim é famoso por tocar no estilo "open-handed" onde a mão direita faz os toques da caixa e a mão esquerda faz os toques no hi-hat.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Charlie Brown Jr.[editar | editar código-fonte]

Em janeiro de 2005 foi convidado a assumir a bateria da banda Charlie Brown Junior [3], assumiu também a função de beat-box acompanhando Chorão nas canções, Pinguim antes de integrar a banda já havia trabalhado com o guitarrista Thiago Castanho, com a banda gravou o álbum Imunidade Musical [4], na qual a sonoridade do CBJR foi restabelecida através de surpreendentes 23 músicas tornando-se um álbum emblemático na trajetória da banda, que tocou para um público de milhares de pessoas a cada show que fez, lotando os espaços por onde passou, vindo esse álbum a concorrer à 7ª Entrega Anual do “Latin GRAMMY” (Novembro 2006) , tendo atingido a venda de 125 mil cópias só no mês de lançamento (ganhou cd de platina). Lançou também junto com a banda Charlie Brown Jr. o DVD Skate Vibration, onde estão, além de uma apresentação ao vivo, os clipes que misturam imagens da banda CBJR nos shows realizados em 2005, nas viagens e durante as gravações do oitavo álbum. Participou dos Shows “Criança Esperança 2006” e “Criança Esperança 2007”, organizados pela UNESCO e pelas organizações GLOBO, tendo recebido o respectivos certificados de apreciação. Em 2008 gravou o nono CD – DVD Ritmo, Ritual e Responsa [5], que também foi trilha sonora do Filme “O Magnata”. [6]

Saída da banda Charlie Brown Jr.[editar | editar código-fonte]

Em 2008, após três anos na bateria da banda liderada por Chorão, o site oficial do grupo publicou uma mensagem explicando que a saída de Pinguim [7] se deu porque o contrato dele venceu e nenhuma das partes manifestou interesse em renovar. O músico ainda deixou um recado aos fãs.

Participações e workshops[editar | editar código-fonte]

Desde 2009, trabalhou de Sideman com vários artistas, tocando com as bandas Musirama, Parallax e fazendo Workshops (Yamaha Endorser) por todo o Brasil. Foi convidado para participar do Projeto “Lumière” do renomado Dj Rodrigo Moita e também do grande percussionista Baía da Banda de Rock Tihuana, entrando na Eletronicmusic e fazendo Livepercussion com vários Djs por todo Brasil. Em maio de 2013, Pinguim lançou um projeto que mistura música eletrônica e pop rock int. [9]Ainda em 2013, Pinguim compareceu ao velório de Champignon, ex-baixista do Charlie Brown Jr., Pinguim na oportunidade afirmou que o amigo tinha uma conduta alegre. [10]

Participações recentes[editar | editar código-fonte]

Estreiou na banda Conexão Baixada no dia 25 de janeiro de 2014, em seu primeiro show da turnê de lançamento do primeiro disco do grupo "Pra que lutar em vão"[11]

Atualmente é baterista da banda Bula que conta com o ex-guitarrista do Charlie Brown Jr. Marcão Britto no vocal e com a ex-baixista da banda A Banca Lena Papini.[12][13]

Em 2017, Pinguim fez uma participação na canção "A Miséria Comprou a Razão", do músico santista Bruno Thadeu.[14]

Referências

  1. «Banda Bula». Banda Bula. 4 de novembro de 2014. Consultado em 4 de novembro de 2014. 
  2. «Integrantes...». Flogao. Consultado em 3 de novembro de 2017. 
  3. «Charlie Brown Jr. muda de formação». Charlie Brown Jr. 16 de abril de 2005. Consultado em 27 de setembro de 2013. 
  4. «Imunidade Musical». Charlie Brown Jr. S/d. Consultado em 27 de setembro de 2013. 
  5. «Ritmo Ritual e Responsa». Charlie Brown Jr. S/d. Consultado em 27 de setembro de 2013. 
  6. «Charlie Brown Jr. pega pesado na trilha de 'O Magnata'». Charlie Brown Jr. 15 de novembro de 2007. Consultado em 2 de outubro de 2013. 
  7. «Charlie Brown Jr - Pinguim fora». Bruna Gavioli. S/d. Consultado em 28 de setembro de 2013. 
  8. O Site da Banda Charlie Brown Jr. divulgou comunicado sobre a saída do baterista Pinguim''
  9. «Ex-baterista do Charlie Brown Jr. lança projeto de música eletrônica». G1. 9 de maio de 2013. Consultado em 28 de setembro de 2013. 
  10. «'Não era um cara triste, estava sempre alegre', diz ex-baterista». G1. 9 de setembro de 2013. Consultado em 27 de setembro de 2013. 
  11. «Notícias: Baterista ex-Charlie Brown Jr estreia hoje na Conexão Baixada - Batera.com.br». www.batera.com.br. Consultado em 2 de novembro de 2017. 
  12. «Banda Bula». Banda Bula. 4 de novembro de 2014. Consultado em 4 de novembro de 2014. 
  13. Sant'Anna, Elio (1 de junho de 2015). «Entrevista com André Pinguim (Charlie Brown Jr. / Bula Rock)». Consultado em 8 de janeiro de 2017. 
  14. atribuna.com.br/ Ex-integrantes do Charlie Brown Jr. estrelam clipe do cantor Bruno Thadeu

Ligações externas[editar | editar código-fonte]