Andrés Torres Queiruga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Andrés Torres Queiruga (Ribeira, Galiza, 1940) é um teólogo e escritor galego.

Realizou estudos no seminário de Santiago de Compostela e na Universidade de Comillas, passou dois anos em Roma realizando a sua tese.

Foi professor de Teologia no Instituto Teolóxico compostelá e de Filosofia da Religião na Universidade de Santiago de Compostela.

É membro da Real Academia Galega e do Consello da Cultura Galega; foi um dos fundadores e diretor da revista Encrucillada.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Teoloxía e sociedade, Vigo, 1974.
  • Constitución y evolución del dogma: la teoría de Amor Ruibal y su aportación, Madrid, 1977
  • Recupera-la salvación, Vigo, 1977.
  • Nova aproximación a unha filosofía da saudade, Vigo, 1981.
  • A revelación como maieútica histórica, Vigo, 1984.
  • Rolda de ideas, 1984.
  • A revelación de Deus na realización do home, Vigo, 1985.
  • Creo en Deus Pai. O Deus de Xesús e a autonomía humana, Vigo, 1986.
  • Noción, religación, trascendencia. O coñecemento de Deus en Amor Ruibal e Xavier Zubiri, A Coruña, 1990.
  • Recupera-la creación. Por unha relixión humanizadora, Vigo, 1996. Premio Losada Diéguez 1997.
  • Fin del cristianismo premoderno. Retos hacia un nuevo horizonte, Santander, 2000.
  • Repensar a resurrección. A diferencia cristiá na continuidade das relixións e da cultura, Vigo, 2002.
  • Para unha filosofía da saudade, Ourense, 2003.

Referências

Edições no Brasil[editar | editar código-fonte]

  • Creio em Deus Pai: o Deus de Jesus como afirmação plena do humano. Paulinas, 1993
  • Fim do Cristianismo pré-moderno. Paulus, 2003.
  • Recuperar a criação: por uma religião humanizadora. Paulinas, 2003.
  • Repensar a Ressureição: a diferença cristã na continuidade das religiões e da cultura. Paulinas, 2004.
  • Recuperar a Salvação: por uma interpretação libertadora da experiência cristã. Paulus, 2005.
  • Um Deus para hoje. Paulus, 2006.
  • Autocompreensão cristã: diálogos das religiões. Paulinas, 2007.
  • Esperança apesar do mal. Paulinas, 2007.
  • O que queremos dizer quando dizemos inferno?. Paulus, 2008.
  • Repensar a revelação: a revelação divina na realização humana.Paulinas, 2010.