César Camargo Mariano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Cesar Camargo Mariano)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes confiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde dezembro de 2017) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde fevereiro de 2016).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
César Camargo Mariano
Marianos (cropped)
César Camargo Mariano
Informação geral
Nome completo Antônio César Camargo Mariano
Nascimento 19 de setembro de 1943 (74 anos)
Origem São Paulo (São Paulo), São Paulo,  Brasil
Gênero(s) Música Instrumental, Samba, Jazz
Instrumento(s) Piano, Teclado
Período em atividade 1958 - presente
Outras ocupações Músico, Arranjador, Compositor, Produtor, Diretor Musical, Empresário
Gravadora(s) Samambaia Music e Clef Records
Afiliação(ões) Johnny Alf, Elis Regina, Wilson Simonal,Gal Costa, Elza Soares, Wagner Tiso, Moacyr Santos, Roberto Mendes, Pedro Camargo Mariano, Cláudya, Enrico Simonetti, João Bosco, Melba Liston, Maria Bethânia, Ivan Lins, Heitor TP, Nico Assumpção, Paulo Moura, Lenny Andrade, Leila Pinheiro, Beth Carvalho, Al Jarreau
Influência(s) Samba, Jazz, Nat King Cole, Johnny Alf
Página oficial www.cesarcamargomariano.com

Antônio César Camargo Mariano (São Paulo, 19 de setembro de 1943) desenvolveu uma carreira expressiva como pianista, arranjador, produtor e compositor.

É, desde os 16 anos, profissional da área musical.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Autodidata, aos quatorze anos passa a ser apresentado como "menino prodígio" em espetáculos em que acompanha bandas de jazz. Logo começa a atuar como profissional na Orquestra de William Furneaux, e em 1962 forma o grupo "Três Américas".

Integra o "Quarteto Sabá", com quem grava o primeiro LP. Em seguida monta o gupo "Sambalanço Trio", ao lado de Airto Moreira e Humberto Claiber, gravam cinco LPs ,um deles com o cantor e bailarino Lennie Dale. No fim da década de 60 é contratado pela TV Record de São Paulo, onde trabalha como instrumentista e arranjador, e grava vários discos com seu novo grupo, "Som Três". Participou como jurado de festivais de música da Record. Na mesma época, entra no mercado de jingles e canções para cinema e propaganda. Dedicou-se por muitos anos como arranjador e produtor de Wilson Simonal.

Nos anos setenta tem início uma bem-sucedida parceria com Elis Regina e logo após casou-se com ela. César atua como diretor musical, produtor e arranjador da cantora, excursionando pelo Brasil e por vários países. O hoje histórico álbum “Elis e Tom” (1970) teve a participação de Cesar Camargo Mariano como arranjador, pianista e diretor musical. Também participa de trabalhos com Chico Buarque, Maria Bethânia, Jorge Ben, Ivan Lins, Gal Costa entre outros.

Na década de oitenta César gravou dois discos considerados históricos: "Samambaia", com o guitarrista Hélio Delmiro, e "Voz e Suor", com a cantora Nana Caymmi. Em 1987, sua música instrumental "Mitos" é usada como tema de abertura da telenovela Mandala (telenovela), de Dias Gomes, na Rede Globo. Ainda nesta década, apresenta o programa "Um Toque de Classe", na Rede Manchete.

Foi o primeiro a utilizar teclado sintetizador nos seus arranjos musicais. Continua atuando como arranjador, produtor, compositor e pianista no Brasil até 1994, quando se muda para os Estados Unidos. Cesar tem colaborado com grandes nomes internacionais, desde a música clássica de Yo-YoMa até o Jazz sofisticado de Blossom Dearie. Mesmo nos EUA, continua em contato permanente com os maiores nomes da MPB, dirigindo e produzindo discos e espetáculos.

Entre suas mais de 200 composições, figuram as hoje clássicas “Samambaia”, “Cristal” e “Curumim”, gravadas também por outros artistas como Yo-YoMa, Paquito D’Rivera, Clare Fisher e Ettore Stratta & The London Royal Philharmonic.

Entre vários prêmios nacionais e internacionais, Cesar Camargo Mariano recebeu dos Diretores da Academia de Artes e Ciências o prêmio especial  “Lifetime Achievement Latin Grammy® Award” 2006, em reconhecimento à importância do conjunto de sua obra.

Pai do baixista Marcelo Mariano, do cantor Pedro Mariano ,da cantora Maria Rita, e da produtora musical Luísa Camargo Mariano.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • 1964 - Sambalanço Trio Volume 1
  • 1965 - Sambalanço Trio Volume 2
  • 1965 - Lennie Dale e o Sambalanço Trio
  • 1965 - Raulzinho e o Sambalanço Trio - A VONTADE MESMO
  • 1965 - Sambalanço Trio Volume 3 - REENCONTRO
  • 1966 - Octeto de Cesar Camargo
  • 1966 - Som Três volume 1
  • 1968 - Som Três Show
  • 1969 - Som Três volume 2
  • 1970 - Som Três volume 3 - UM É POUCO, DOIS É BOM…
  • 1970 - Som Três volume 4 - TOBOGÃ
  • 1971 - Som Três Coletânea
  • 1978 - Cesar Camargo Mariano & Band - SÃO PAULO BRASIL
  • 1980 - Cesar Camargo Mariano & Cia
  • 1981 - Cesar Camargo Mariano & Hélio Delmiro - SAMAMBAIA
  • 1983 - Cesar Camargo Mariano & Guests - A TODAS AS AMIZADES
  • 1984 - Cesar Camargo Mariano & Wagner Tiso - TODAS AS TECLAS
  • 1984 - Cesar Camargo Mariano & Nana Caymmi - VOZ E SUOR
  • 1985 - Cesar Camargo Mariano & Band - PRISMA
  • 1988 - PONTE DAS ESTRELAS
  • 1988 - MITOS
  • 1989 - CESAR CAMARGO MARIANO
  • 1993 - Cesar Camargo Mariano & Band - NATURAL
  • 1994 - Cesar Camargo Mariano & Lenny Andrade - NÓS
  • 1994 - SOLO BRASILEIRO
  • 1997 - PIANO, VOZ Y SENTIMIENTO (México)
  • 2001 - NOVA SAUDADE
  • 2002 - Cesar Camargo Mariano & Romero Lubambo - DUO
  • 2003 - Cesar Camargo Mariano & Pedro Camargo Mariano - PIANO E VOZ
  • 2006 - Cesar Camargo Mariano & Lenny Andrade - AO VIVO
  • 2016 - Cesar Camargo Mariano - JOINED

DVDs

  • 1994 - Cesar Camargo Mariano & Lenny Andrade - NÓS
  • 2002 - Cesar Camargo Mariano & Romero Lubambo - DUO
  • 2003 - Cesar Camargo Mariano & Pedro Camargo Mariano - PIANO E VOZ
  • 2006 - Cesar Camargo Mariano & Lenny Andrade - AO VIVO
  • 2016 - Cesar Camargo Mariano - JOINED

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Prêmio APCA[editar | editar código-fonte]

  • 1972 Melhor arranjador
  • 1974 Melhor arranjador
  • 1976 Efeitos especiais
  • 1978 Melhor arranjador
  • 1979 Melhor arranjador
  • 1980 Melhor arranjador
  • 1979 Melhor arranjador
  • 1982 Melhor arranjador e Melhor pianista
  • 1983 Melhor arranjador e Melhor pianista
  • 1984 Melhor arranjador e Melhor pianista

Prêmio Sharp[editar | editar código-fonte]

  • 2ª edição - Melhor Arranjador de "Samba"
  • 5ª edição - Melhor arranjador "Instrumental"
  • 7ª edição - Melhor arranjador "Instrumental"

Playboy[editar | editar código-fonte]

  • V Playboy Award - Melhor arranjador

Prêmio TIM[editar | editar código-fonte]

  • 1ª edição - Melhor Álbum Instrumental: "Duo"

CLIO Awards[editar | editar código-fonte]

  • Radio Internacional

VENCEDOR: MUSICA/LETRA Chevrolet Line - "The World Out There" Diretor Musical Compositor

  • Radio Internacional

VENCEDOR: CONJUNTO DA OBRA Chevrolet Line - "The World Out There" Diretor Musical Compositor

  • TV/Cinema Internacional

RECONHECIMENTO: MUSICA GM Cars - "See The Country" Compositor

  • Radio Internacional

RECONHECIMENTO: BEBIDAS Coca- Cola - "There Are Times...." Compositor

  • Radio Internacional

RECONHECIMENTO: MUSICA / LETRA Chevrolet Line - "Come On" Compositor

  • Radio Internacional

RECONHECIMENTO: BEBIDAS Coca-Cola - "It Doesn't Matter…" Personalidade

  • Radio Internacional

RECONHECIMENTO: CONJUNTO DA OBRA Coca-Cola - "There Are Times…", "It Doesn't Matter" COmpositor

  • Radio Internacional

RECONHECIMENTO: AUTOMOTIVO Chevrolet Line - "Come On" Compositor

  • Radio Internacional

RECONHECIMENTO: PONTUAÇÃO MUSICAL Hilton Cigarettes - "Hilton" Arranjo

  • Radio Internacional

RECONHECIMENTO: AUTOMOTIVO Chevrolet Line - "It's For Real Samba" Compositor Diretor Musical

  • Radio Internacional

RECONHECIMENTO: AUTOMOTIVO Chevrolet Line - "It's For Real Funk" Compositor

Grammy Latino[editar | editar código-fonte]

Indicações[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  1. Ceccarini, Viola Manuela (20 de novembro de 2017). «The 18th Latin GRAMMY Awards in Las Vegas». Livein Style. Consultado em 28 de dezembro de 2017