Dogecoin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Dogecoin
Dogecoin Logo.png
Logo Dogecoin
Símbolo Ð
Código DOGE
Desenvolvimento
Autor(es) inicial Billy Markus, Jackson Palmer
Versão inicial 6 de dezembro de 2013; há 7 anos
Estado desenvolvimento Ativo
Sistema operativo Microsoft Windows,
Linux,
iOS,
Android
Desenvolvedo(es) Billy Markus ("Shibetoshi Nakamoto")
Modelo do desenvolvimento FOSS
Licença Licença MIT[1]
Website https://dogecoin.com/
Ledger
Esquema de firma de data Proof-of-work
Função hash Scrypt-based
Prêmio de Bloco 10,000 Dogecoins (desde Agosto 2021)
Tempo de Bloco 1 minuto
Explorador bloco https://dogechain.info/
Fornecimento em circulação 131.2 bilhões DOGE

desde 10 setembro de 2021

Limite de fornecimento Ilimitado
Valuação
Taxa de câmbio flutuante
Cap. mercado US$32,65 bilhão

desde 10 setembro de 2021

Dogecoin (abrev ISO 4217: XDG, simbolo: Ð e D) é uma criptomoeda peer-to-peer de código aberto criada inicialmente como uma "moeda piada" em 06 de dezembro de 2013, desenvolvendo rapidamente sua própria comunidade on-line, alcançando uma capitalização de US$ 60 milhões em janeiro de 2014.[2] A moeda utiliza como "mascote/logo" o meme "Doge", um cachorro da raça Shiba Inu.[3]

História[editar | editar código-fonte]

O Dogecoin foi criado pelos programadores Billy Markus e Jackson Palmer, que esperavam criar uma criptomoeda divertida que pudesse atingir um público mais amplo do que o Bitcoin. Além disso, ele queria distanciar-se da história controversa de outras criptomoedas.[4] Depois de receber várias menções no Twitter, Palmer comprou o domínio dogecoin.com e adicionou uma tela inicial, que mostrava o logotipo da moeda e o texto escrito em Comic Sans. Markus viu o site ligado a uma sala de bate-papo do IRC e começou a criar a moeda depois de chegar a Palmer. Markus baseou o Dogecoin em uma criptomoeda existente, Luckycoin,[5] que apresenta uma recompensa aleatória que é recebida para a mineração de um bloco, embora esse comportamento tenha sido posteriormente alterado para uma recompensa de bloco estático em março de 2014.[6] A ideia original para a rede do Dogecoin era de produzir um total de 100 bilhões de Dogecoins, mas depois foi anunciado que a rede iria produzir uma quantidade ilimitada de Dogecoins.[7][8][9]

Crescimento[editar | editar código-fonte]

Em comparação com as outras criptomoedas, a Dogecoin teve um rápido crescimento, conseguindo 100 milhões de moedas em circulação até meados de 2015, com um adicional de 5,256 bilhões de moedas todos os anos depois. Em 30 de junho de 2015 100 bilhões de Dogecoins já haviam sido minerados.[10] Embora existam poucas aplicações comerciais tradicionais, a moeda ganhou força como um sistema de gorjetas na Internet, no qual os usuários de mídia social concedem gorjetas à Dogecoin para outros usuários por fornecer conteúdo interessante ou digno de nota.[11] Dogecoin é referido como um altcoin.[12]

Fornecimento[editar | editar código-fonte]

Moedas de Dogecoin

Ao contrário das criptomoedas deflacionárias que têm um limite no número de moedas que podem ser produzidas, não há limite para quantas Dogecoins podem ser produzidas, o que a torna uma moeda inflacionária. Dogecoin foi inicialmente para ter um limite de 100 bilhões de moedas, o que já teria sido muito mais moedas do que as principais moedas digitais estavam permitindo. Em fevereiro de 2014, o fundador da Dogecoin, Jackson Palmer, anunciou que esse limite seria removido e que não haveria limite máximo, que deveria ter o resultado de uma redução constante de sua taxa de inflação durante um longo período de tempo.[13]

Carteiras[editar | editar código-fonte]

As principais carteiras para armazenar esta criptomoeda são: Ledger Nano S, KeepKey (ambas carteiras de software), Jaxx, Coinomi e a Dogecoin Wallet. A Dogecoin Wallet é a carteira oficial da moeda Dogecoin e tem disponível uma versão leve que é muito rápida a sincronizar. Também existe uma versão completa que demora mais tempo a sincronizar e ocupa mais espaço, mas tem a grande vantagem de se poder minerar a moeda.[14]

Captação de recursos[editar | editar código-fonte]

Jogos Olímpicos de Inverno 2014[editar | editar código-fonte]

A comunidade e a fundação Dogecoin incentivaram a arrecadação de fundos para instituições de caridade e outras causas notáveis. Em 19 de janeiro de 2014, uma arrecadação de fundos foi criado pela comunidade Dogecoin para angariar US$ 50.000 (50 mil dólares) para a equipe de Bobsled da Jamaica, que se qualificou para os Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi, mas não possuíam condições de ir para o jogos. No segundo dia, foram doados US$ 36.000 (36 mil dólares) em Dogecoin e a taxa de câmbio Dogecoin para Bitcoin aumentou em 50%.[15] A comunidade Dogecoin também levantou fundos para um segundo atleta de Sochi, Shiva Keshavan.[16]

Doge4Water[editar | editar código-fonte]

Inspirada pelo evento de arrecadação de fundos das Olimpíadas de Inverno e pequenos sucessos de arrecadação de fundos, a Fundação Dogecoin, liderada por Eric Nakagawa, começou a coletar doações para construir um poço na bacia do rio Tana, no Quênia, em cooperação com a Charity: Water. Eles decidiram levantar um total de 40.000.000 Dogecoins (cerca de US$ 30.000 na época) antes do Dia Mundial da Água (22 de março). A campanha foi bem-sucedida, arrecadando doações de mais de 4.000 doadores, incluindo um benfeitor anônimo que doou um total de 14.000.000 de Dogecoins (aproximadamente US$ 11.000).[17]

NASCAR[editar | editar código-fonte]

Em 25 de março de 2014, a comunidade Dogecoin levantou com sucesso 67,8 milhões de Dogecoins (cerca de US $ 55.000 na época) em um esforço para patrocinar o piloto da NASCAR, Josh Wise.Wise correu com um esquema de pintura patrocinado pela Dogecoin / Reddit no Aaron's 499 em Talladega Superspeedway.[18] Em 4 de maio de 2014, Wise e seu carro foram apresentados por um minuto, onde os comentaristas de corrida discutiram o Dogecoin e o esforço do crowdfunding realizado, ao mesmo tempo em que terminaram vigésima e pouca posição.[19]

Bitrefill[editar | editar código-fonte]

Em Setembro de 2018, a Dogecoin foi uma das criptomoedas escolhidas pelo Bitrefill para possibilitar pagamentos com criptomoedas no Burger King junto com Bitcoin, Ethereum, Litecoin e Tether.[20]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «COPYING». GitHub 
  2. Stephen Hutcheon. «The rise and rise of dogecoin, the internet's hottest cryptocurrency». Sydney Morning Herald. Fairfax Media 
  3. «Dogecoin, moeda digital criada como piada, dispara e já negocia mais de US$ 2 bilhões». O Globo. 8 de janeiro de 2018. Consultado em 15 de abril de 2021 
  4. Patrick McGuire. «Such Weird: The Founders of Dogecoin See the Meme Currency's Tipping Point». Motherboard. Vice Media 
  5. «Dogecoin: 5 Fast Facts You Need to Know» 
  6. «Hardfork Dogecoin with static block rewards and a modified difficulty readjustment by azamatms · Pull Request #314 · dogecoin/dogecoin». GitHub (em inglês) 
  7. Danny Vega (9 de dezembro de 2013). «Dogecoin: 5 Fast Facts You Need to Know.». Heavy.com 
  8. «Not actually capped at 100 billion?» 
  9. Miles Klee (10 de dezembro de 2013). «With its own cryptocurrency, Doge has officially conquered 2013». The Daily Dot 
  10. «Dogechain - The official dogecoin blockchain!». Dogechain.info. 10 de fevereiro de 2015 
  11. «The rise and rise of the Dogecoin and internet tipping culture». Australian Broadcasting Corporation. 24 de janeiro de 2014 
  12. Kaminska, Izabella (24 de janeiro de 2014). «Why it's tough being in an altcoin cartel». FT 
  13. «Dogecoin to allow annual inflation of 5 billion coins each year, forever». Ars Technica 
  14. «Dogecoin para Iniciantes: Guia Completo 2018». aCriptomoeda. 14 de junho de 2018 
  15. Rodriguez, Salvador (20 de janeiro de 2014). «Jamaican bobsled team boosts value of Dogecoin, currency based on meme». Los Angeles Times 
  16. Devin Coldewey (29 de janeiro de 2014). «Dogecoin cryptocurrency donors help send Indian athletes to Sochi». NBC News.com 
  17. David Gilbert (17 de março de 2014). «'Most Valuable Tweet in History' Donates $11,000 Worth of Dogecoin to Kenyan Water Charity». IB Times 
  18. Estrada, Chris (26 de março de 2014). «NASCAR fans on Reddit use DogeCoin to sponsor Josh Wise». NBC Sports 
  19. Stuckey, Daniel. «Talladega Shibe: The Dogecar's NASCAR Highlights» 
  20. «Compre um hambúrguer e pague com criptomoedas no Burger King - CriptoZoom». CriptoZoom. 26 de setembro de 2018