Eleições no Território Federal de Roraima em 1986

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

As eleições no território federal de Roraima em 1986 ocorreram em 15 de novembro como parte das eleições gerais em 23 estados e no território federal do Amapá.[1] No presente caso, a Emenda Constitucional Número 22 determinou a eleição de quatro deputados federais para representar cada um dos territórios federais então existentes.[2][3][4][5][nota 1]

Resultado da eleição para deputado federal[editar | editar código-fonte]

Conforme o Tribunal Superior Eleitoral, foram apurados 41.147 votos nominais (89,01%), 2.658 votos de legenda (5,75%), 470 votos em branco (1,02%) e 1.952 votos nulos (4,22%), resultando no comparecimento de 46.227 eleitores.[1] Somando este número (88,30%) às 6.127 abstenções (11,70%), chegaremos a 52.354 eleitores inscritos.

Chapa do PTB[editar | editar código-fonte]

Candidatos a deputado federal em 1986 Partido Votação Percentual Cidade onde nasceu Unidade federativa Observações
Ottomar Pinto
PTB
15.906
35,93%
Petrolina  Pernambuco
[6]
Marluce Pinto
PTB
2.372
5,36%
Jaguaruana  Ceará
[7]
Júlio Martins PTB 728 1,65% Boa Vista  Roraima [8]
César Dias PTB 446 1,01% Anápolis  Goiás [9]
Reinaldo Fernandes Neves Filho PTB 339 0,77%
Alquelino de Souza Cunha PTB 107 0,24%
Fonte:[1][10][11][nota 2]
  Eleitos

Chapa da Frente Social Liberal[editar | editar código-fonte]

Candidatos a deputado federal em 1986 Partido Votação Percentual Cidade onde nasceu Unidade federativa Observações
Mozarildo Cavalcanti
PFL
4.442
10,03%
Boa Vista  Roraima
[12]
Chagas Duarte
PFL
2.732
6,17%
Boa Vista  Roraima
[13]
Alcides Lima PFL 2.700 6,10% Boa Vista  Roraima [14]
Hélio Campos PDT 1.568 3,54% Rio de Janeiro  Rio de Janeiro [15]
Pedro Xavier Coelho Sobrinho PFL 1.006 2,27%
Vera Regina Guedes da Silveira PL 755 1,71%
Josemar Monteiro Coelho PFL 630 1,42%
Jamil José de Sales PDS 343 0,78%
Luiz Hitler Brito de Lucena PSB 263 0,59%
Luiz Renato Maciel de Melo PL 236 0,53%
Alcides Rodrigues dos Santos PSB 159 0,36%
Rogério Miranda PSB 121 0,27%
Fonte:[1][10][11][16][nota 2]
  Eleitos

Chapa do PMDB[editar | editar código-fonte]

Candidatos a deputado federal em 1986 Partido Votação Percentual Cidade onde nasceu Unidade federativa Observações
João Fagundes PMDB 3.100 7,00% Uruguaiana  Rio Grande do Sul [17]
Alceste Almeida PMDB 862 1,95% Manaus  Amazonas [18]
Otoniel Ferreira de Souza PMDB 604 1,37%
Odete Irene Domingues PMDB 550 1,24%
Almir Nogueira Guerra PMDB 468 1,06%
PMDB - -
Fonte:[19][1][nota 3]

Chapa do PT[editar | editar código-fonte]

Candidatos a deputado federal em 1986 Partido Votação Percentual Cidade onde nasceu Unidade federativa Observações
Petrônio Pereira de Araújo PT 240 0,54%
Gilberto Pedrosa Lima PT 138 0,31%
Rosângela Piovizani Cordeiro PT 63 0,14%
Valdir Costa Mateus PT 55 0,12%
Juarez Belo Bezerra PT 45 0,10%
David Xiriana PT 6 0,01%
Fonte:[1]

Chapa do PCdoB[editar | editar código-fonte]

Candidatos a deputado federal em 1986 Partido Votação Percentual Cidade onde nasceu Unidade federativa Observações
Marcos Aurélio Montenegro Batista PCdoB 93 0,21%
Carlos Fernandes Libório Gomes PCdoB 62 0,14%
Melquíades França PCdoB 8 0,02%
Fonte:[1]

Notas

  1. Em 1986 o Amapá elegeu Aníbal Barcelos, Geovani Borges, Eraldo Trindade e Raquel Capiberibe. O único território federal sem representação política era Fernando de Noronha.
  2. a b Nos territórios federais representados por dois ou mais deputados federais, aplicavam-se as regras do quociente eleitoral, instrumento correspondente à soma dos votos nominais, votos de legenda e dos votos em branco, sendo que em 1997 estes últimos foram excluídos do cálculo.
  3. Os nomes dos candidatos do PMDB a deputado federal aparecem sob a inscrição "nulo" no acervo online do TSE, embora a corte informe a votação dos mesmos. Para sanar esta omissão, compulsamos a Folha de Boa Vista na Hemeroteca Digital disponível no site da Biblioteca Nacional.

Referências

  1. a b c d e f g BRASIL. Tribunal Superior Eleitoral. «Eleições de 1986». Consultado em 19 de agosto de 2022 
  2. BRASIL. Presidência da República. «Constituição de 1967». Consultado em 19 de agosto de 2022 
  3. BRASIL. Presidência da República. «Emenda Constitucional Número Um de 1969». Consultado em 19 de agosto de 2022 
  4. BRASIL. Presidência da República. «Pacote de Abril». Consultado em 19 de agosto de 2022 
  5. BRASIL. Presidência da República. «Emenda Constitucional n.º 22 de 29/06/1982». Consultado em 19 de agosto de 2022 
  6. BRASIL. Câmara dos Deputados. «Biografia do deputado Ottomar Pinto». Consultado em 19 de agosto de 2022 
  7. BRASIL. Câmara dos Deputados. «Biografia da deputada Marluce Pinto». Consultado em 19 de agosto de 2022 
  8. BRASIL. Câmara dos Deputados. «Biografia do deputado Júlio Martins». Consultado em 20 de agosto de 2022 
  9. BRASIL. Senado Federal. «Biografia do senador César Dias». Consultado em 20 de agosto de 2022 
  10. a b BRASIL. Presidência da República. «Lei n.º 1.164, de 24/07/1950». Consultado em 19 de agosto de 2022 
  11. a b BRASIL. Presidência da República. «Lei n.º 9.504, de 30/09/1997». Consultado em 19 de agosto de 2022 
  12. BRASIL. Câmara dos Deputados. «Biografia do deputado Mozarildo Cavalcanti». Consultado em 19 de agosto de 2022 
  13. BRASIL. Câmara dos Deputados. «Biografia do deputado Chagas Duarte». Consultado em 19 de agosto de 2022 
  14. BRASIL. Câmara dos Deputados. «Biografia do deputado Alcides Lima». Consultado em 20 de agosto de 2022 
  15. BRASIL. Câmara dos Deputados. «Biografia do deputado Hélio Campos». Consultado em 20 de agosto de 2022 
  16. Redação (7 de setembro de 1986). «Candidatos registrados no TRE. Capa». bndigital.bn.gov.br. Folha de Boa Vista. Consultado em 20 de agosto de 2022 
  17. BRASIL. Câmara dos Deputados. «Biografia do deputado João Fagundes». Consultado em 20 de agosto de 2022 
  18. BRASIL. Câmara dos Deputados. «Biografia do deputado Alceste Almeida». Consultado em 20 de agosto de 2022 
  19. Redação (20 de novembro de 1986). «Eleições 86: conhecidos os deputados constituintes. Caderno Único – p. 08». bndigital.bn.gov.br. Folha de Boa Vista. Consultado em 20 de agosto de 2022