Fearless Girl

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Fearless Girl
Fearless Girl
Autor Kristen Visbal
Data 2017
Género Escultura
Técnica Bronze fundido
Altura 130 cm 
Encomendador State Street Global Advisors
Localização Manhattan, Nova York

Fearless Girl é uma escultura de bronze criada por Kristen Visbal e encomendada pela State Street Global Advisors através de McCann New York. Ela representa uma menina latina que enfrenta a estátua do Touro de Wall Street.[1] A instalação da peça ocorreu no dia 7 de março de 2017, em Bowling Green, no Distrito Financeiro de Manhattan, em Nova York. A estátua mede aproximadamente 130 cm de altura e pesa cerca de 110 kg.[2]

História[editar | editar código-fonte]

A estátua foi instalada no dia 7 de março de 2017 (um dia antes do Dia Internacional da Mulher) pela State Street Global Advisors, em uma campanha desenvolvida pela agência de publicidade McCann New York.[3] A SSgA estava comemorando o primeiro aniversário do seu fundo de "Índice de Diversidade do Género", que investe em empresas de capitalização de grandes capitais dos EUA e que se classificam entre as mais altas em seu setor na conquista da diversidade de gênero em liderança sênior".[4]

O conceito da estátua foi desenvolvido por Lizzie Wilson e Tali Gumbiner. Wilson e Gumbiner estabeleceram tanto a ideia para a estátua quanto a aparência geral da menina usando inúmeros modelos e imagens, os quais Visbal usou posteriormente como referência para desenvolver seu trabalho.[5] Fearless Girl, que mede aproximadamente 130 cm de altura e pesa cerca de 110 kg,[2] enfrenta o Touro de Wall Street, uma estátua de bronze muito maior e mais pesada que possui 3,4 metros de altura, 4,9 metros de comprimento e um peso de 3.200 kg.[6] Ambos estão localizados no Bowling Green, em Manhattan, no cruzamento da Broadway com a Whitehall Street.[7]

Fearless Girl tem como pretenção "enviar uma mensagem" sobre a diversidade de gênero no ambiente de trabalho e incentivar as empresas a recrutar mulheres para seus conselhos.[8] A placa abaixo da estátua trás escrito: ""Know the power of women in leadership. SHE makes a difference,"" (ou "Conheça o poder das mulheres na liderança. SHE faz a diferença"), com SHE referindo-se ao gênero "Ela" e também ao símbolo de uma ação da NASDAQ em um mercado de ações.[9]

A comissão da State Street Global Advisors especificou que a estátua deveria representar uma menina com as mãos nos quadris e o queixo erguido, com uma altura estipulada em 36 polegadas. Kristen Visbal e seus colaboradores, no entanto, aumentaram a altura para 50 polegadas (110 cm), tendo como objetivo combinar melhor o tamanho do Touro de Wall Street.[2] Ainda assim, Visbal comentou que "eu me asseguro de manter suas características suaves, ela não é desafiadora, ela é corajosa, orgulhosa e forte".[2] A modelagem da escultura foi feita a partir de duas crianças de Delaware, a filha de um amigo que foi instruída a fingir que estava de frente para um touro e também uma garota latina, "para que todos pudessem se relacionar com a Fearless Girl".[2]

A escultura da Fearless Girl recebeu originalmente uma permissão da Prefeitura de Nova York de uma semana para ficar no local que foi instalada, mais tarde a permissão foi prolongada para até 30 dias.[10] Depois disso, foi anunciado que a estátua permaneceria em vigor até fevereiro de 2018.[11] Muitas pessoas defendiam o direito da estátua permanecer por mais tempo, dentre as quais estava Carolyn Maloney, do 12º distrito do Congresso de Nova York que afirmou: "Esta estátua tocou os corações em todo o mundo com um simbolismo de resiliência das mulheres".[12] Uma petição foi feita pedindo que a estátua fique permanente no local, tendo conseguido 2.500 assinaturas nas suas primeiras 48 horas.[10] assim os esforços para tornar a estátua permanente continuaram depois que a estátua recebeu uma autorização de um ano.[13]

Em 8 de março de 2018, quando Fearless Girl completou um ano em seu local original, a prefeitura de Nova York informou através de seu porta-voz que um novo local para a escultura ainda não tinha sido definido. Desta forma enquanto os "próximos passos" não fossem tomados, ela iria permanecer no mesmo local em Bowling Green.[14]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Imagem da Fearless Girl e do Touro de Wall Street

Algumas mulheres criticaram a estátua como sendo um "feminismo corporativo" que violava seus próprios princípios feministas.[15] A colunista do The New York Times, Gina Bellafante, chamou a escultura de "um exercício de imagem corporativa" da State Street, que, escreveu ela, entrou em acordo de adiantamento diferido com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, concordando em pagar mais do que US$ 64 milhões de dólares para resolver os encargos de fraude por cobrança secreta de clientes por comissões injustificadas. "Feminismo corporativo", escreveu ela, "opera com o objetivo singular de auxiliar e encorajar um universo de mães que colocam suas filhas para dormir à noite sussurrando em seus ouvidos que - " Algum dia, querida, você pode liderar os mercados emergentes e a equipes no Citigroup e então, se tornar uma diretora no Yahoo.[16] Christine Emba, uma escritora de opinião do The Washington Post, escreveu que - "A estátua retrata a mulher empoderada como uma criança, reforçando a ideia de feminilidade como sendo fofa e inofensiva - uma criança com potencial, talvez, mas não uma criança já poderosa".[17]

A Bloomberg News relatou que os analistas da empresa de marketing Apex Marketing estimaram que a estátua resultou em US$ 7,4 milhões de dólares em publicidade gratuita para a SSGA em abril de 2017, além de US$ 201.075,00 dólares em publicidade de rádio gratuita, mais US$ 393.047,00 em publicidade de mídia social gratuita, outros US$ 3,1 milhões em publicidade de TV gratuita e ainda US$ 3,7 milhões de dólares em publicidade on-line e impressa gratuita.[18]

Arturo Di Modica, autor e instalador do Touro de Wall Street em 1989, pediu que a estátua da menina fosse removida, argumentando que a peça explora seu trabalho para fins comerciais e altera a percepção do touro.[19] Em 12 de abril de 2017, Di Modica e seu advogado, que é ex- diretor da União das Liberdades Civis de Nova York, Norman Siegel, desafiaram as autoridades municipais que deixaram a estátua Fearless Girl ser instalada.[20] Di Modica afirmou que o Touro tem sua integridade artística comprometida, distorcendo a intenção de sua estátua que é 'um símbolo de prosperidade e força' para um vilão, visando apenas os fins comerciais de SSgA.[21]

No mês de maio de 2017 o artista Alex Gardega colocou ao lado da estátua de Fearless Girl uma outra estátua de sua autoria que representava um cachorro urinando. A estátua de Gardega foi intitulada de Pissing Pug e, segundo o próprio autor da obra, se tratava de uma crítica à escultura da menina em apoio ao touro. Gardega, que retirou sua própria escultura depois de três horas no local, afirmou não ser contra o movimento feminista e nem Visbal, e só fez o seu protesto por achar que Fearless Girl é apenas uma jogada de publicidade da empresa que a mandou fazer.[22]

Em contrapartida às críticas, a advogada pública Letitia James pediu que a estátua fosse uma instalação permanente. Em uma carta ao prefeito da cidade de Nova York, Bill de Blasio, ela afirma - "Fearless Girl é um símbolo poderoso, mostrando à mulheres (jovens e velhas) que nenhum sonho é muito grande e nenhum teto é muito alto".[23] O prefeito de Blasio apoiou a manutenção da estátua, escrevendo no Twitter que - "Os homens que não gostam de mulheres ocupando espaço são exatamente o motivo pelo qual precisamos da Fearless Girl".[24]

No Festival de Publicidade de Cannes de 2017, Fearless Girl ganhou três Grandes Prêmios no primeiro dia do evento sozinha, sendo eles na categoria que trata do marketing de desigualdade de gênero e nas categorias de relações públicas, e ainda empatando em primeiro lugar na categoria Outdoor ao lado de uma campanha feira no Twitter.[25]

Controvérsia[editar | editar código-fonte]

Em outubro de 2017 a State Street aceitou um acordo de indenização estimado em US$ 5 milhões de dólares para mais de 300 dos seus funcionários. A empresa de investimentos que encomendou a estátua da Fearless Girl foi acusada de pagar à mulheres e negros um salário inferior ao que pagava aos homens brancos. A agência de notícias AFP disse ter tido acesso à um documento da investigação feita pelo Escritório Federal de Programas de Cumprimento de Contratos, onde fora constatado que desde dezembro de 2010 cerca de 305 mulheres recebiam menos homens em cargos similares na empresa.[26]

Mudança de local[editar | editar código-fonte]

No dia 19 de abril de 2018, o prefeito de Nova York Bill de Blasio, anunciou que a estátua de Fearless Girl iria mudar de local. O novo endereço escolhido foi o lado de fora da Bolsa de valores de Nova York, ficando de frente para o prédio. A mudança ficou prevista para ser realizada até o final do ano. O presidente da Bolsa, Thomas Farley, aprovou a mudança e disse que a escultura era - "um símbolo marcante de nossa jornada contínua em direção a uma maior igualdade".[27]

Antes da mudança de local, a escultura de Fearless Girl viajará para Dublin, na Irlanda, onde ficará em exposição no Castelo de Dublin. O objetivo da viajem é estar presente na primeira Semana do Clima do país, onde os organizadores pretendem ressaltar a importância de se preservar o planeta para as futuras gerações e rever todos os desafios que são enfrentados na tentativa de conter os efeitos que são causados pela mudança climática.[28]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • The Most Next Award, 2018 Associação de Produtores Comerciais Independentes de 2018 (AICP) Next Awards.[29]
  • Grand Effie — melhor show, North American Effie Awards.[30]

Referências

  1. «Eight Things You Don't Know About 'Fearless Girl'». Advertising Age 
  2. a b c d e «Will New York invite the 'Fearless Girl' statue to stay on Wall Street?». USA TODAY. 26 de março de 2017 
  3. «Behind NYC's 'Fearless Girl' statue are 2 corporate giants». ABC News. 9 de março de 2017. Consultado em 13 de março de 2017. 
  4. «Driving Gender Diversity with a Bold New Statement». SPDR Blog. 7 de março de 2017. Consultado em 28 de março de 2017. 
  5. «The Story of 'The Fearless Girl,' From the Women at McCann Who Made Her». Adweek. 10 de março de 2017 
  6. «A Bronze Little Girl Has Arrived to Face Down the Wall Street Bull. This Should Go Well.». Slate. 7 de março de 2017 
  7. «Why a defiant girl is staring down the Wall Street bull». CNNMoney. 7 de março de 2017 
  8. «A $2.5 trillion asset manager just put a statue of a defiant girl in front of the Wall Street bull». Business Insider. 7 de março de 2017 
  9. «The 'Fearless Girl' Statue Isn't a Symbol, It Is an Advertisement». NASDAQ.com. 27 de março de 2017 
  10. a b «Campaign launches to make 'Fearless Girl' statue on Wall Street permanent». The Independent. 9 de março de 2017 
  11. «'Fearless Girl' statue will stay through early next year». CNN Money. Consultado em 27 de março de 2017. 
  12. «The Fearless Girl statue will stay on Wall Street until 2018». The Independent. 27 de março de 2017 
  13. «'Fearless Girl' Statue to Stay in Financial District (for Now)». The New York Times. 27 de março de 2017 
  14. «'Fearless Girl' will stay in Lower Manhattan for now». Curbed. Consultado em 13 de março de 2018. 
  15. «'Fearless Girl' is fake corporate feminism». Hyper. 10 de março de 2017 
  16. «The False Feminism of 'Fearless Girl'». The New York Times. 16 de março de 2017 
  17. «'Fearless Girl' and 'Charging Bull' are more alike than you'd think». The Washington Post. 14 de abril de 2017 
  18. «The Fearless Girl Is Worth $7.4 Million in Free Publicity for This Company». Bloomberg.com. 28 de abril de 2017 
  19. «Charging Bull sculptor says Fearless Girl distorts his art, so he's fighting back». Chicago Tribune. 12 de abril de 2017 
  20. «'Charging Bull' sculptor says New York's 'Fearless Girl' statue violates his rights». The Guardian. 13 de abril de 2017 
  21. «'Charging Bull' sculptor says 'Fearless Girl' distorts his art. He's fighting back.». Washington Post. 12 de abril de 2017 
  22. «Escultura de cachorrinho fazendo xixi é colocada ao lado da estátua da menina encarando o touro». O Povo. 31 de maio de 2017 
  23. «EXCLUSIVE: Letitia James wants 'Fearless Girl' to be permanent». NY Daily News. 12 de abril de 2017 
  24. «NYC mayor to 'Charging Bull' artist: 'Fearless Girl is staying put.'». CNNMoney. 12 de abril de 2017 
  25. «Fearless Girl Takes Cannes by Storm, Winning 3 Grand Prix on Her First Day». Adweek. 22 de junho de 2017 
  26. «Empresa da estátua "Menina Sem Medo" é acusada de discriminação». EXAME. 16 de outubro de 2017 
  27. «"Fearless Girl" is getting a new home at the New York Stock Exchange.». CNN Money. 19 de abril de 2018 
  28. Sarah Cascone (2 de outubro de 2018). «Wall Street's 'Fearless Girl' Is Heading to Ireland to Fight Climate Change». Artnet News. Consultado em 5 de outubro de 2018. 
  29. Staff, Writer (12 de junho de 2018). «"Fearless Girl" Earns Best in Show "Most" Distinction At AICP Next Awards». Shoot.com. DCA Business Media LLC. Consultado em 20 de junho de 2018. 
  30. Sherwood, I-Hsien (31 de maio de 2018). «'FEARLESS GIRL' TAKES TOP HONOR AT 2018 EFFIE AWARDS». Advertising Age. Consultado em 20 de junho de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Fearless Girl