Friedrich Hirzebruch

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Friedrich Hirzebruch
Friedrich Hirzebruch, em 1980
Teorema de Hirzebruch–Riemann–Roch
Nascimento 17 de outubro de 1927
Hamm
Morte 27 de maio de 2012 (84 anos)
Bonn
Sepultamento Poppelsdorfer Friedhof
Nacionalidade Alemão
Cidadania Alemanha
Alma mater Universidade de Münster, Instituto Federal de Tecnologia de Zurique, Instituto de Estudos Avançados de Princeton, Universidade de Princeton
Ocupação matemático, professor universitário
Prêmios Prêmio Wolf de Matemática (1988), Medalha Lobachevsky (1989), Medalha Cothenius (1997), Medalha Albert Einstein (1999), Medalha Stefan Banach (1999), Prêmio de Ciências Alfried Krupp (2000), Medalha Helmholtz (2002), Medalha Cantor (2004)
Empregador Universidade de Bonn, Universidade de Erlangen-Nuremberga
Orientador(es) Heinrich Behnke e Heinz Hopf
Orientado(s) Egbert Brieskorn, Lothar Göttsche, Detlef Gromoll, Klaus Jänich, Matthias Kreck, Winfried Scharlau, Friedhelm Waldhausen, Don Zagier
Instituições Universidade de Bonn, Instituto Max Planck de Matemática
Campo(s) Matemática

Friedrich Ernst Peter Hirzebruch (Hamm, 17 de outubro de 1927[1]Bonn, 27 de maio de 2012[2][3]) foi um matemático alemão.

Hirzebruch foi sepultado no Poppelsdorfer Friedhof. Em sua pedra sepulcral encontram-se cinco imagens dos cinco sólidos platônicos, sendo o icosaedro, que também serve como símbolo do Instituto Max Planck de Matemática em Bonn, localizado no centro. Por causa de suas diversas conexões cruzadas, os cinco corpos pertenciam aos objetos favoritos de Hirzebruch na matemática.[4]

Honrarias[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Friedrich Ernst Peter Hirzebruch Arquivado em 27 de setembro de 2011, no Wayback Machine., MacTutor History of Mathematics archive. Acessado em 29 de maio 2012.
  2. Max Planck Institute Announcement, Max Planck Institute for Mathematics. Acessado em 29 de 2012.
  3. DMV trauert um den großen Mathematiker Friedrich Hirzebruch (em alemão). Acessado em 30 de 2012.
  4. Winfried Scharlau: Das Glück, Mathematiker zu sein. Friedrich Hirzebruch und seine Zeit, Springer 2016, p. 371 ff., doi:10.1007/978-3-658-14757-0_34
  5. Página web L'Harmattan sobre la Orden del Sagrado Tesoro (em francês)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Kiyoshi Ito e Peter Lax
Prêmio Wolf de Matemática
1988
com Lars Hörmander
Sucedido por
Alberto Calderón e John Milnor