Grande Prêmio da Bélgica de 1989

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Grande Prêmio da Bélgica
de Fórmula 1 de 1989
Belgian Grand Prix Spa.png
Grande Prêmio da Bélgica de 1989.
Detalhes da corrida
Data 27 de agosto de 1989
Local Liège - Região da Valônia, Bélgica
Percurso 6,940 km
Total 44 voltas / 305,360 km
Pole
Piloto
Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda
Tempo 1:50.867
Volta mais rápida
Piloto
França Alain Prost McLaren-Honda
Tempo 2:11.751 (na volta 44)
Pódio
Primeiro
Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda
Segundo
Áustria Alain Prost McLaren-Honda
Terceiro
Reino Unido Nigel Mansell Ferrari

Resultados do Grande Prémio da Bélgica realizado em Spa-Francorchamps a 27 de agosto de 1989.

Pré-Classificação[editar | editar código-fonte]

Pos No Piloto Chassi/Motor Q
1 36 Suécia Stefan Johansson Onyx-Ford 1:56.279
2 29 Itália Michele Alboreto Lola-Lamborghini 1:57.509
3 37 Bélgica Bertrand Gachot Onyx-Ford 1:57.720
4 30 França Philippe Alliot Lola-Lamborghini 1:57.748
NQ 5 17 Itália Nicola Larini Osella-Ford 1:58.065
NQ 6 18 Itália Piercarlo Ghinzani Osella-Ford 1:58.209
NQ 7 31 Brasil Roberto Moreno Coloni-Ford 1:58.650
NQ 8 40 Itália Gabriele Tarquini AGS-Ford 1:59.432
NQ 9 34 Alemanha Bernd Schneider Zakspeed-Yamaha 2:00.713
NQ 10 35 Japão Aguri Suzuki Zakspeed-Yamaha 2:00.757
NQ 11 41 França Yannick Dalmas AGS-Ford 2:02.205
NQ 12 33 Suíça Gregor Foitek EuroBrun-Judd 2:02.767
NQ 13 32 Itália Enrico Bertaggia Coloni-Ford 2:21.709

Treino Classificatório[editar | editar código-fonte]

Pos No Piloto Chassi/Motor Q1 Q2
1 1 Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda 2:11.171 1:50.867
2 2 França Alain Prost McLaren-Honda 2:12.721 1:51.463
3 28 Áustria Gerhard Berger Ferrari 2:11.102 1:52.391
4 5 Bélgica Thierry Boutsen Williams-Renault 2:13.030 1:52.786
5 6 Itália Riccardo Patrese Williams-Renault 2:12.581 1:52.875
6 27 Reino Unido Nigel Mansell Ferrari 2:12.042 1:52.898
7 19 Itália Alessandro Nannini Benetton-Ford 2:14.117 1:55.075
8 8 Itália Stefano Modena Brabham-Judd 2:19.161 1:55.642
9 15 Brasil Maurício Gugelmin March-Judd 2:16.401 1:55.729
10 9 Reino Unido Derek Warwick Arrows-Ford 2:13.005 1:55.864
11 30 França Philippe Alliot Lola-Lamborghini 2:14.357 1:55.890
12 21 Itália Alex Caffi Dallara-Ford 2:17.604 1:55.892
13 20 Itália Emanuele Pirro Benetton-Ford 2:15.068 1:55.902
14 23 Itália Pierluigi Martini Minardi-Ford 2:15.515 1:56.115
15 36 Suécia Stefan Johansson Onyx-Ford 2:17.329 1:56.129
16 4 Reino Unido Johnny Herbert Tyrrell-Ford 2:17.714 1:56.248
17 25 França René Arnoux Ligier-Ford 2:14.344 1:56.251
18 22 Itália Andrea de Cesaris Dallara-Ford 2:17.512 1:56.257
19 16 Itália Ivan Capelli March-Judd 2:15.863 1:56.291
20 7 Reino Unido Martin Brundle Brabham-Judd 2:18.663 1:56.327
21 3 Reino Unido Jonathan Palmer Tyrrell-Ford 2:18.405 1:56.600
22 29 Itália Michele Alboreto Lola-Lamborghini 2:17.240 1:56.616
23 37 Bélgica Bertrand Gachot Onyx-Ford 2:18.151 1:56.716
24 10 Estados Unidos Eddie Cheever Arrows-Ford 2:14.641 1:56.748
25 24 Espanha Luis Pérez-Sala Minardi-Ford 2:18.907 1:56.957
26 26 França Olivier Grouillard Ligier-Ford 2:18.175 1:57.027
NQ 27 12 Japão Satoru Nakajima Lotus-Judd 2:13.677 1:57.251
NQ 28 11 Brasil Nelson Piquet Lotus-Judd 2:14.358 1:57.771
NQ 29 38 Alemanha Ocidental Christian Danner Rial-Ford 2:20.503 2:00.247
NQ 30 39 França Pierre-Henri Raphanel Rial-Ford 2:21.180 2:02.937

Classificação da Prova[editar | editar código-fonte]

Pos. Piloto Construtor Voltas Tempo/Diferença Grid Pontos
1 1 Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda 44 1'40:54.10 1 9
2 2 França Alain Prost McLaren-Honda 44 + 1.304 2 6
3 27 Reino Unido Nigel Mansell Ferrari 44 + 1.824 6 4
4 5 Bélgica Thierry Boutsen Williams-Renault 44 + 54.408 4 3
5 19 Itália Alessandro Nannini Benetton-Ford 44 + 1'08.805 7 2
6 9 Reino Unido Derek Warwick Arrows-Ford 44 + 1'18.316 10 1
7 15 Brasil Mauricio Gugelmin March-Judd 43 + 1 Volta 9  
8 36 Suécia Stefan Johansson Onyx-Ford 43 + 1 Volta 15  
9 23 Itália Pierluigi Martini Minardi-Ford 43 + 1 Volta 14  
10 20 Itália Emanuele Pirro Benetton-Ford 43 + 1 Volta 13  
11 22 Itália Andrea de Cesaris Dallara-Ford 43 + 1 Volta 18  
12 16 Itália Ivan Capelli March-Judd 43 + 1 Volta 19  
13 26 França Olivier Grouillard Ligier-Ford 43 + 1 Volta 26  
14 3 Reino Unido Jonathan Palmer Tyrrell-Ford 42 + 2 Voltas 21  
15 24 Espanha Luis Perez-Sala Minardi-Ford 41 + 3 Voltas 25  
16 30 França Philippe Alliot Lola-Lamborghini 39 Motor 11  
Ret 10 Estados Unidos Eddie Cheever Arrows-Ford 38 Roda 24  
Ret 37 Bélgica Bertrand Gachot Onyx-Ford 21 Rodada 23  
Ret 6 Itália Riccardo Patrese Williams-Renault 20 Colisão 5  
Ret 29 Itália Michele Alboreto Lola-Lamborghini 19 Colisão 22  
Ret 21 Itália Alex Caffi Dallara-Ford 13 Rodada 12  
Ret 7 Reino Unido Martin Brundle Brabham-Judd 12 Freios 20  
Ret 28 Áustria Gerhard Berger Ferrari 9 Rodada 3  
Ret 8 Itália Stefano Modena Brabham-Judd 9 Manuseio 8  
Ret 25 França René Arnoux Ligier-Ford 4 Colisão 17  
Ret 4 Reino Unido Johnny Herbert Tyrrell-Ford 3 Rodada 16  
NQ 12 Japão Satoru Nakajima Lotus-Judd Não Qualificado
NQ 11 Brasil Nelson Piquet Lotus-Judd Não Qualificado
NQ 38 Alemanha Ocidental Christian Danner Rial-Ford Não Qualificado
NQ 39 França Pierre Henri Raphanel Rial-Ford Não Qualificado
NPQ 17 Itália Nicola Larini Osella-Ford Não Pré-Qualificado
NPQ 18 Itália Piercarlo Ghinzani Osella-Ford Não Pré-Qualificado
NPQ 31 Brasil Roberto Moreno Coloni-Ford Não Pré-Qualificado
NPQ 40 Itália Gabriele Tarquini AGS-Ford Não Pré-Qualificado
NPQ 34 Alemanha Ocidental Bernd Schneider Zakspeed-Yamaha Não Pré-Qualificado
NPQ 35 Japão Aguri Suzuki Zakspeed-Yamaha Não Pré-Qualificado
NPQ 41 França Yannick Dalmas AGS-Ford Não Pré-Qualificado
NPQ 33 Suíça Gregor Foitek EuroBrun-Judd Não Pré-Qualificado

Notas[editar | editar código-fonte]

Líder por volta

Ayrton Senna - 1ª a 44ª

  • O circuito de Spa-Francorchamps, de 6 940 metros, é o mais longo e o mais seletivo da Fórmula 1. Tem todo tipo de curva e um longo declive e aclive, separados pela famigerada Eau-Rouge, uma perigosa curva feita de pé embaixo que desafia a coragem dos pilotos. Pois é neste tipo de traçado que Ayrton Senna mostrava competência. Foi um grande prêmio que venceu de ponta a ponta com um segundo de vantagem para o segundo colocado, Alain Prost. O paradoxo aconteceu com Nelson Piquet que, atrapalhado por Olivier Grouillard (Ligier-Ford) na volta rápida da classificação, não conseguiu tempo para a largada. Essa é a segunda vez que Piquet não consegue tempo suficiente para o grid de largada, a primeira foi em Detroit, no GP do Lests dos Estados Unidos, quando era piloto da Brabham. Além do tricampeão brasileiro, o japonês Satoru Nakajima (companheiro de equipe) também não conseguiu tempo suficiente para o grid. É a primeira vez que a Lotus fica ausente de um grid de largada por insuficiência técnica.[1]
  • Foi a corrida com maior número de ultrapassagens na história da Fórmula 1 e do automobilismo mundial, pelo foram feitas cerca de 159. Esse número seria superado no Grande Prêmio da China de 2016 com 161.

Referências

  1. «Lotus em crise é desclassificada pela 1ª vez». Folha de S.Paulo. Consultado em 27 de agosto de 1989 

Tabela do Campeonato Após a Prova[editar | editar código-fonte]


Prova Anterior:
Grande Prémio da Hungria de 1989
Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1
Temporada 1989
Próxima Prova:
Grande Prémio da Itália de 1989

Prova Anterior:
Grande Prémio da Bélgica de 1988
Grande Prémio da Bélgica Próxima Prova:
Grande Prémio da Bélgica de 1990