História da Gâmbia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A Gâmbia ficou independente do Reino Unido em 18 de fevereiro de 1965, como uma monarquia dentro da Commonwealth. Em 24 de abril de 1970, Dawda Jawara se converteu no primeiro presidente do novo estado e foi reeleito em 1972 e 1977.[1]

Depois da independência, Gâmbia melhorou seu desenvolvimento econômico graças ao aumento nos preços de sua principal matéria de exportação, o amendoim, e ao desenvolvimento do turismo internacional. Em 1982, a Gâmbia e o Senegal formaram a Confederação da Senegâmbia, através de um pacto que unia instituições comuns e uma integração das forças armadas e de segurança. A Senegâmbia foi dissolvida em 1989 por divergências entre os dois países.[2]

O presidente Jawara foi derrotado em 1994 por Yahya Jammeh, que estabeleceu uma ditadura. Jammeh foi reeleito em 2001 e derrogou a lei que proibia a existência de partidos opositores.[3]

Em dezembro de 2016, o então presidente Yahya Jammeh perde as eleições presidenciais para Adama Barrow, que tomou posse em 19 de janeiro de 2017.[4]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Gâmbia: o país que se converteu ao islamismo para escapar da falência». BBC News Brasil. Consultado em 29 de julho de 2018. 
  2. «Senegambia». www.columbia.edu. Consultado em 29 de julho de 2018. 
  3. «Gâmbia, País, República, África, População, História Gâmbia». www.portalsaofrancisco.com.br. Consultado em 29 de julho de 2018. 
  4. Paton, Callum (19 de janeiro de 2017). «Adama Barrow inaugurated as President of Gambia amid standoff with predecessor Yahya Jammeh». International Business Times UK (em inglês) 
Ícone de esboço Este artigo sobre a Gâmbia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Flag-map of The Gambia.svg Gâmbia
História • Política • Subdivisões • Geografia • Economia • Demografia • Cultura • Turismo • Portal • Imagens